A estrela brilha para todos

Foi apenas mais um nascimento, não foi?


Da Redação

13/04/2017 - 08:17

Aquele bebê, nascido de uma mãe ainda não casada, em uma vila nos confins do império romano. Nada de que os templos e palácios devessem tomar conhecimento, dominados como estavam pelo duro controle do império, pelo comércio e pelas armadilhas da civilização.

E, no entanto, esse nascimento mudaria o mundo.

Por que os agentes do poder e as autoridades da época não perceberam o que estava acontecendo? Ou, no caso do rei Herodes, por que tentar matar o que eles não compreendiam?

Alguns pastores que estavam despertos perceberam. Eles ouviram o que outros não ouviram, um cântico de anjos: “Não temais; eis aqui vos trago boa-nova de grande alegria, que o será para todo o povo”. Uma luz estava despontando, muito maior do que qualquer outra que as pessoas alguma vez já viram ou imaginaram. Ela começou a operar uma mudança nos corações humanos, uma revolução de bondade e amor que ainda está acontecendo.

Quantas vezes nós hoje ignoramos ou tentamos reprimir aquilo que mais importa para o bem-estar da humanidade, as coisas que dão sentido? Alguns dizem que toda religião, inclusive o Cristianismo, é irrelevante, obsoleta, ultrapassada em face dos avanços da ciência física, e que está perdendo terreno. Pessoas de várias tradições religiosas, ou que não têm nenhuma religião, podem às vezes ficar perplexas quando vêem igrejas fechadas — ou, ainda pior, deixando de viver de acordo com seus ideais mais elevados.

No entanto, o significado de Belém é para toda a humanidade, ou seja, para os cristãos, para os não crentes e para os fiéis de outras religiões. É o ponto de encontro do oriente com o ocidente, a promessa da bondade de Deus vinda silenciosamente em meio às trevas, com tremenda autoridade moral e espiritual. A convicção de Jesus sobre o valor de todos como filhos de um Deus amoroso enviou ondas de choque através do mundo antigo que reverberam até hoje.

O que poderia ser mais relevante e necessário nos dias de hoje do que essa luz espiritual que rompe a escuridão do mal na vida de cada um, com o poder transformador de Deus? “A meia-noite prenuncia o alvorecer”, escreveu Mary Baker Eddy, a fundadora da Igreja de Cristo, Cientista. Seu livro, que continua sendo revolucionário: Ciência e Saúde com a Chave das Escrituras subverte a fé sectária com um chamado para a compreensão plena de Deus. Ela perguntou: “Acredita-se no sábio de hoje, quando ele avista a luz que anuncia o eterno alvorecer do Cristo e lhe descreve o fulgor”? Em quem se acredita, em sua igreja ou na minha, quando a luz divina e o Amor penetram um coração endurecido, suavizam o caráter, redimem uma vida de pecado, curam o doente?

Essa luz espiritual transcende até mesmo os limites religiosos.

* Van Driessen integra o Comitê de Publicação da Ciência Cristã para Nova York, EUA. Contato: brasil@compub.org




Baleia Azul: pais devem ficar atentos a mudanças de comportamento

Casos recentes de suicídio de crianças e adolescentes estão sendo investigados pela polícia de alguns estados do Brasil.


7 mitos sobre orgasmo e como chegar ao ápice do prazer

Especialista em sexualidade quebra os mitos sobre o orgasmo e ensina o melhor caminho para chegar lá


Orar na época de declarar impostos

Este mês, os norte-americanos se apressam para declarar o imposto de renda.


Alimentos que ajudam no combate ao estresse

Especialista lança e-book com receitas para melhorar o humor e combater o estresse e ansiedade.


Alimentos que contribuem para a queima de gordura

Especialista em emagrecimento destaca sete opções inesperadas para ajudar a perder a barriga.


Existem lições a serem aprendidas dos placebos?

Cresce a preocupação com pacientes que ingerem remédios em excesso.


Metade dos brasileiros está com sobrepeso

Estudo da Vigitel revela que 53,8% está com peso acima do recomendado.


Como ficar em forma depois de tanto chocolate

O chocolate traz benefícios, mas também provoca a subida dos números da balança.


Você já sabe o que você vai comer nesta sexta-feira?

Durante minha infância era normal que, na Sexta-Feira Santa, comêssemos bacalhau.


A importância de deixar os homens serem pais

A maioria das mulheres acreditam que são as maiores responsáveis pela criação dos filhos.