Aplicativo para smartphones dedura blitz da Lei Seca

A Polícia Civil pode abrir um inquérito para investigar um aplicativo para smartphones criado no ano passado que funciona como o perfil do BlitzBH, no Twitter.


Da Redação

01/02/2013 - 17:28

Além de burlar a lei no boicote às blitze, o aplicativo pode servir como auxílio a criminosos para fugir do cerco policial.

O aplicativo traz um mapa com os locais das viaturas da polícia, informações sobre o tráfego, radar e acidentes. Ele é nacional e, assim como no Twitter, os usuários podem postar informações online.

"As pessoas têm que se conscientizar que quando usam esses aplicativos, também podem estar avisando bandidos sobre as fiscalizações", disse o responsável pela Delegacia Especializada em Crimes Cibernéticos, Pedro Paulo Marques.

Mas, diferentemente do BlitzBH, o endereço é marcado em um mapa. O usuário então traça sua rota e descobre se há fiscalização no trajeto.

"O aplicativo é bom porque você pode saber de tudo que está acontecendo em seu caminho para casa, por exemplo", disse o garçom Marcos Filipe Ramos, 27.

O tenente-coronel Alexandre Petronzio, comandante em substituição do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar de Belo Horiznote, garante que o aplicativo não vai atrapalhar a atuação da polícia. "Nossas blitze estão surtindo efeito e elas vão continuar", afirmou.

Segundo o delegado, há um inquérito aberto desde o ano passado para investigar o Twitter. "Nós ouvimos os usuários que criaram o BlitzBH. Eles alegaram liberdade de expressão e disseram que não tinham interesse em prejudicar a atuação da polícia", contou. O BlitzBH tem 69,2 mil usuários.

Fonte: O Tempo

Onde fica Belo Horizonte (MG)?




5 dicas para evitar dores de cabeça numa empresa familiar

A empresa familiar é e sempre foi muito presente na realidade brasileira.

Contran regulariza nova lei para transporte escolar

A recente medida do Conselho Nacional de Trânsito tem gerado alguns protestos por parte dos trabalhadores de vans e micro-ônibus escolares.

Globo é suspeita de plágio em novo logo do Criança Esperança

Um grupo no Facebook formado por designers teria levantado a polêmica do logo, lançado cerca de duas semanas atrás.

Receita anuncia consulta ao 3º lote de restituições

O dinheiro estará disponível para os contribuintes, na rede bancária, no dia 17 de agosto.

Mulheres gastam em média R$ 350 com sapatos

Segundo levantamento da 33 e 34 Shoes, os produtos mais comprados variam de R$130 a R$ 400.

40% dos adultos no mundo são analfabetos climáticos

Nada menos do que 40% dos adultos do mundo nunca ouviram falar de mudanças climáticas, segundo a pesquisa.

Mercado de TI gera 1,3 milhão de empregos no Brasil

Empresas demoram até 70 dias para preencherem vagas e projetam déficit de 400 mil profissionais até 2022.

Brasileiros pagaram menos para viajar aos Estados Unidos

Convertidas para o real, as passagens aéreas chegaram a apresentar queda de preço.

67 milhões de brasileiros, entre 14 e 75 anos, são sedentários

Levantamento contribuirá para nortear as próximas ações da Campanha Move Brasil, que visa aumentar o números de brasileiros praticantes de esportes e atividades físicas até 2016, ano Olímpico.

Confira sete dicas para minimizar os efeitos do fuso horário

Seja qual for o destino de sua viagem, é possível amenizar os sintomas provocados pela mudança do fuso horário.




Copyright © 2015 Todos os direitos reservados