Aplicativo para smartphones dedura blitz da Lei Seca

A Polícia Civil pode abrir um inquérito para investigar um aplicativo para smartphones criado no ano passado que funciona como o perfil do BlitzBH, no Twitter.


Da Redação

01/02/2013 - 19:28

Além de burlar a lei no boicote às blitze, o aplicativo pode servir como auxílio a criminosos para fugir do cerco policial.

O aplicativo traz um mapa com os locais das viaturas da polícia, informações sobre o tráfego, radar e acidentes. Ele é nacional e, assim como no Twitter, os usuários podem postar informações online.

"As pessoas têm que se conscientizar que quando usam esses aplicativos, também podem estar avisando bandidos sobre as fiscalizações", disse o responsável pela Delegacia Especializada em Crimes Cibernéticos, Pedro Paulo Marques.

Mas, diferentemente do BlitzBH, o endereço é marcado em um mapa. O usuário então traça sua rota e descobre se há fiscalização no trajeto.

"O aplicativo é bom porque você pode saber de tudo que está acontecendo em seu caminho para casa, por exemplo", disse o garçom Marcos Filipe Ramos, 27.

O tenente-coronel Alexandre Petronzio, comandante em substituição do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar de Belo Horiznote, garante que o aplicativo não vai atrapalhar a atuação da polícia. "Nossas blitze estão surtindo efeito e elas vão continuar", afirmou.

Segundo o delegado, há um inquérito aberto desde o ano passado para investigar o Twitter. "Nós ouvimos os usuários que criaram o BlitzBH. Eles alegaram liberdade de expressão e disseram que não tinham interesse em prejudicar a atuação da polícia", contou. O BlitzBH tem 69,2 mil usuários.

Fonte: O Tempo

Onde fica Belo Horizonte (MG)?




O renascimento da seleção brasileira

Das cinzas do 7 a 1, Brasil renasce sob o comando de Tite.


Quais os limites do foro privilegiado?

Criado no século 19, seu instituto beneficia 22 mil brasileiros.


OIT afirma que desemprego seguirá crescendo no mundo

Segundo OIT é preciso criar 40 milhões de postos de trabalho a cada ano no mundo.


PF deflagra 39ª fase da Operação Lava Jato

Nova fase da Lava Jato tem como alvo operadores do mercado financeiro


ONU quer eliminação total de armas nucleares existentes

A organização tenta eliminar as armas nucleares há mais de 70 anos.


Mulher trabalha 5,4 anos a mais que o homem, diz Ipea

De acordo com estudo do Ipea, o trabalho extra é resultado dos afazeres domésticos.


Aposentadoria: apenas quatro em dez estão preparados

Veja por que e como se preparar para ter uma aposentadoria tranquila no futuro.


3,4 milhões fizeram cursos profissionalizantes

As informações constam do Suplemento Educação Profissional, da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) 2014.


Brasil lança campanha por direitos às mulheres rurais

Brasil lança campanha internacional pelo empoderamento das mulheres rurais.


Até onde vai o sigilo da fonte?

Condução de blogueiro alinhado ao PT reacende debate sobre preservação da fonte.



...


...