Aplicativo para smartphones dedura blitz da Lei Seca

A Polícia Civil pode abrir um inquérito para investigar um aplicativo para smartphones criado no ano passado que funciona como o perfil do BlitzBH, no Twitter.


Da Redação

01/02/2013 - 19:28

Além de burlar a lei no boicote às blitze, o aplicativo pode servir como auxílio a criminosos para fugir do cerco policial.

O aplicativo traz um mapa com os locais das viaturas da polícia, informações sobre o tráfego, radar e acidentes. Ele é nacional e, assim como no Twitter, os usuários podem postar informações online.

"As pessoas têm que se conscientizar que quando usam esses aplicativos, também podem estar avisando bandidos sobre as fiscalizações", disse o responsável pela Delegacia Especializada em Crimes Cibernéticos, Pedro Paulo Marques.

Mas, diferentemente do BlitzBH, o endereço é marcado em um mapa. O usuário então traça sua rota e descobre se há fiscalização no trajeto.

"O aplicativo é bom porque você pode saber de tudo que está acontecendo em seu caminho para casa, por exemplo", disse o garçom Marcos Filipe Ramos, 27.

O tenente-coronel Alexandre Petronzio, comandante em substituição do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar de Belo Horiznote, garante que o aplicativo não vai atrapalhar a atuação da polícia. "Nossas blitze estão surtindo efeito e elas vão continuar", afirmou.

Segundo o delegado, há um inquérito aberto desde o ano passado para investigar o Twitter. "Nós ouvimos os usuários que criaram o BlitzBH. Eles alegaram liberdade de expressão e disseram que não tinham interesse em prejudicar a atuação da polícia", contou. O BlitzBH tem 69,2 mil usuários.

Fonte: O Tempo

Onde fica Belo Horizonte (MG)?




Fundo Brasil vai doar R$ 800 mil a 20 projetos

Iniciativas foram escolhidas por meio do edital anual “Combate à violência institucional e à discriminação”.


Setor público registra déficit de R$ 18 bilhões nas contas públicas

Esse é o maior déficit primário registrado em maio, na série histórica.


Campanha tenta trégua olímpica e pede 100 dias de paz para o Rio

Trégua olímpica uma tradição da Grécia Antiga que interrompia os conflitos e guerras durante os jogos olímpicos.


Colômbia e Farc anunciam cessar-fogo bilateral e definitivo

Desde 1964, o conflito entre o Exército e a guerrilha já matou mais de 220 mil pessoas na Colômbia.


ONU diz que há 65,3 milhões de refugiados em todo o mundo

O documento foi divulgado pela Acnur por ocasião do Dia Mundial do Refugiado, celebrado neste 20 de junho.


Bilheterias começam a vender ingressos para Jogos Rio 2016

As bilheterias funcionarão também como ponto de retirada dos ingressos comprados pela internet.


ONU denuncia Estado Islâmico por genocídio

Relatório da entidade pede que os delitos do Estado Islâmico sejam levados para cortes internacionais.


Rio-2016 apresenta medalhas, pódios e slogan

A sustentabilidade será a marca dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos do Rio de Janeiro.


Justiça cria núcleo de combate à criminalidade e corrupção

Iniciativa terá parceria entre Ministério da Justiça e os ministérios públicos estaduais.


Conselho de Ética aprova cassação de Eduardo Cunha

Conselho de Ética a Câmara dos Deputados aprovou por 11 votos a 9 parecer pela cassação de Eduardo Cunha.