Empresas internacionais citadas na Operação Lava Jato

Empresas foram citadas em delações premiadas de ex-executivos das empreiteiras brasileiras e da Petrobras.


Deutsche Welle

13/02/2017 - 12:54

Maior investigação sobre corrupção e lavagem de dinheiro do Brasil, iniciada em março de 2014, a Operação Lava Jato tem hoje forte impacto internacional. Além de ter alcançado a Petrobras e as maiores empreiteiras brasileiras, o que teve consequências visíveis na economia do país, a Lava Jato tem firmado parcerias com dezenas de outros países para apurar também se há envolvimento de empresas com sede fora do país.

O esquema de corrupção, segundo os investigadores, funcionou por mais de uma década da seguinte forma: empresas, que se organizavam em cartel, pagavam propina a altos executivos da Petrobras e a agentes públicos para fechar contratos bilionários e superfaturados. A propina variava de 1% a 5% do valor global dos contratos.

Algumas investigações já foram oficialmente iniciadas, mas há vários casos em que empresas apenas foram citadas em acordos de delação premiada (com pessoas físicas). Estima-se, com base em vazamentos de delações, que mais de 20 empresas estrangeiras, incluindo multinacionais e de pequeno porte, estejam na mira da Lava Jato.

1) Rolls-Royce: a multinacional inglesa já firmou acordo de leniência nos Estados Unidos e Brasil. Vai pagar multa de 671 milhões de libras (808 milhões de dólares) por corrupção e pagamento de propinas. Desse total, 169,9 milhões de dólares serão para o Departamento de Justiça dos Estados Unidos e 26 milhões dólares ao Brasil, remetidos aos cofres da Petrobras. A Rolls-Royce diz que vai publicar as multas em seu balanço a ser divulgado no dia 14 de fevereiro e se compromete a colaborar com as investigações. O governo do Reino Unido vai receber 497,3 milhões de libras (603,5 milhões de dólares) da empresa, por fraudes cometidas. Investigações apontam que houve pagamento de propina em 12 países, incluindo China e Indonésia. A Rolls-Royce fornece turbinas de geração de energia para plataformas de petróleo e foi citada pelo ex-gerente da Petrobras Pedro Barusco.

2) Samsung Heavy Industries: a sul-coreana foi citada em delação de executivos da Petrobras por suposto pagamento de propina em contratos para construção dos navios-sonda Petrobras 10000. Auditoria na estatal brasileira já apontou superfaturamento de cerca de 12 milhões de dólares nos contratos. A força-tarefa da Lava Jato já teria detectado recursos da empresa que passaram por uma offshore, a Goodal Trade Inc, também investigada.

3)
Skanska: a empreiteira sueca ganhou licitações para manutenção de plataformas, a construção de uma usina térmica no estado do Rio e outros serviços avaliados em mais de 700 milhões de reais. A Petrobras suspendeu contratos futuros com a Skanka. A Skanska declarou à DW que "conduz seus negócios com alto grau de integridade e ética e está à disposição das autoridades para colaborar nas investigações”.

4) Techint: a empresa italiana obteve, em um único consórcio com a empreiteira Andrade Gutierrez, um contrato no valor de 2,5 bilhões de reais para a construção de uma unidade de coque no Complexo Petroquímico do Estado do Rio de Janeiro (Comperj). A Petrobras determinou a suspensão de contratos futuros com a Techint. A empresa afirma respeitar rigorosamente a legislação brasileira e que "não houve irregularidade nas contratações dos projetos que executou ou executa para a Petrobras". Ela criticou, ainda, o bloqueio imposto pela estatal.

5) SBM Offshore: a empresa holandesa fornece navios-plataforma para a Petrobras e tinha contratos no valor de 27 bilhões de dólares. É investigada por supostamente obter vantagens indevidas e pagar propina a funcionários públicos federais. A Controladoria-Geral da União (CGU) apontou em 2015 "graves irregularidades" na relação entre a SBM e a Petrobras.

Veículos de imprensa no Brasil também citaram os nomes das seguintes empresas que teriam direta ou indiretamente aparecido em delações: Maersk, Jurong, Kawasaki, Keppel Fels, Mitsubishi, SBM, Sembcorp Marine, Mitsui, Toshiba, Sargent Marine, Astra Oil, GB Marine, Trafigura, Glencore, Ocean Rig e Sevan. Possíveis acusações contra elas não são conhecidas.

As brasileiras

No Brasil, as empreiteiras são o principal foco de investigação. Vários executivos e ex-dirigentes das construturas mais importantes do país fecharam acordos de delação premiada e estão em curso também negociações de acordo de leniência (com pessoas jurídicas).

As investigações já conhecidas no Brasil envolvem as seguintes empresas: Odebrecht, Andrade Gutierrez, OAS Construções, Camargo Correa, UTC, Mendes Júnior, Galvão Engenharia, Engevix, Toyo Setal, Eletronuclear, Eletrobras, Promon, MPE Montagens Industriais, Iesa, GDK, Alusa, Carioca Engenharia, Schahin, Setal Engenharia, Sano-Sider.





Maçaneta higieniza as suas mãos

Peça é equipada com álcool em gel.


Microsoft integra assistente pessoal ao Skype

Digital

Microsoft integra assistente pessoal ao Skype

Sistema “Cortana” já pode ser acessado nos Estados Unidos.


Moeda virtual pode ser mais transformadora do que a internet

Mundo Empresarial

Moeda virtual pode ser mais transformadora do que a internet

Investidores estimam crescimento do bitcoin e sua mudança no mundo.


Bruno Mars é a 1ª atração confirmada Rock in Rio-Lisboa

A 8ª edição do Rock in Rio-Lisboa acontece dias 23, 24, 29 e 30 de junho 2018.



Estão abertas inscrições para Ensino Médio no exterior

Educação & Capacitação

Estão abertas inscrições para Ensino Médio no exterior

Brasileiros de 14 a 18 anos que querem cursar um ou dois semestres no exterior devem seguir planejamento.


Setor de serviços cai 1% em agosto, diz IBGE

Mundo Empresarial

Setor de serviços cai 1% em agosto, diz IBGE

O volume do setor também recuou no acumulado do ano (-3,8%) e no acumulado de 12 meses (-4,5%).


Confira os temas para focar nos estudos para o ENEM

Faltando um mês para as provas, saiba como identificar temas clássicos e se preparar para o exame.


 Jota Quest estreia Acústico no Palácio das Artes

Notas Musicais

Jota Quest estreia Acústico no Palácio das Artes

Espetáculo é baseado em recém-lançado DVD que é 1º "desplugado" do grupo.


Crise economica faz brasileiro andar mais a pé

Mundo Empresarial

Crise economica faz brasileiro andar mais a pé

Levantamento revela que o brasileiro está caminhando mais e recorrendo ao transporte público.


Receita libera pagamento do 5º lote da restituição do IR

Café Pequeno

Receita libera pagamento do 5º lote da restituição do IR

Restituição do Imposto de Renda dá R$ 2,8 bi a 2,3 milhões de contribuintes.


Um terço dos estagiários paga pela própria faculdade

Educação & Capacitação

Um terço dos estagiários paga pela própria faculdade

Pesquisa mostra que remuneração não é o fator mais importante para o jovem que busca esse tipo de vaga.


 Loja de enxoval de bebê lança robô de compras

Tecnologia Máxima

Loja de enxoval de bebê lança robô de compras

Tecnologia permite que cliente ande virtualmente pela loja de Orlando e escolha produtos remotamente.


Quedas são a maior ameaça ao bem-estar dos idosos

Bem Viver

Quedas são a maior ameaça ao bem-estar dos idosos

Maior parte dos traumas que levam a fraturas ocorre em casa. Saiba o que fazer para evitar.


SUS: crianças com diabetes receberão medicamento mais moderno

O Ministério da Saúde está investindo R$ 135 milhões a mais para ofertar a insulina análoga.


Lisboa é a cidade mais procurada pelos brasileiros

Viajando

Lisboa é a cidade mais procurada pelos brasileiros

Portugal quebra hegemonia dos Estados Unidos em ranking de países preferidos para turismo.


Seis elementos que provocam uma crise de asma

Saúde

Seis elementos que provocam uma crise de asma

Muitos pacientes e cuidadores se sentem inseguros em relação aos sintomas e ao tratamento da doença


Setor educativo do Museu Nacional comemora 90 anos

Setor auxilia nas visitas educativas de escolas, universidades, pesquisadores e do público.



Papa canoniza mártires de Cunhaú e Uruaçu

Café Pequeno

Papa canoniza mártires de Cunhaú e Uruaçu

Processo de canonização dos 30 mártires brasileiros durou 15 anos.


 Bancos apostam em dispositivos para substituírem cartão

Digital

Bancos apostam em dispositivos para substituírem cartão

Compras poderão ser pagas através de adesivos e pulseiras.


Boeing compra empresa de pilotagem autônoma

Empresa pretende fabricar aviões sem pilotos.


Leberkäse, o queijo que não é queijo

Notas Musicais

Leberkäse, o queijo que não é queijo

Bolo de carne é servido em fatias, dentro do pão ou como refeição, coroado com um ovo frito.


Os impostos nos presentes do Dia das Crianças

Mundo Empresarial

Os impostos nos presentes do Dia das Crianças

Brinquedos como videogames têm somatória de impostos que chegam a quase 100%.


 Transportadora testa energia solar em carreta

Energia para a Vida

Transportadora testa energia solar em carreta

Tecnologia fotovoltaica transfere energia para compartimentos eletrônicos.


 Brasileiros apostam na alimentação caseira

Alimentos e Bebidas

Brasileiros apostam na alimentação caseira

Preparo da marmita representa economia e alimentação saudável.


Magazine Luiza lança supermercado online

Mundo Empresarial

Magazine Luiza lança supermercado online

Pela internet será possível comprar produtos de cuidados com o corpo, limpeza da casa e outros.


Crescimento da energia solar é maior do que outras fontes

Energia para a Vida

Crescimento da energia solar é maior do que outras fontes

Mudança ocorre pela queda de preços e políticas governamentais, especialmente na China.