MP pede devolução por obras no Maracanã

Superfaturamento foi para reforma do estádio para a Copa de 2014.


Da Redação

13/03/2017 - 16:40

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) ajuizou uma ação pedindo que cerca de R$ 200 milhões sejam devolvidos aos cofres públicos por suspeita de superfaturamento nas obras do Maracanã.

Segundo o MPRJ, a estimativa dos custos foi inviabilizada por erros no projeto básico e pela forma inviabilizada por erros no projeto básico e pela forma genérica de apresentação de serviços e itens previstos. Como resultado, houve excesso de aditivos ao projeto.

Os 16 termos aditivos à proposta vencedora da licitação elevaram o orçamento inicial de R$ 705 milhões para R$ 1,2 bilhão ao final da obra. Para o promotor de justiça Flávio Bonazza, a quantidade de aditivos pode ter sido excessiva por conta das falhas no projeto básico, que permitiu que o consórcio tivesse "total controle do projeto executivo, quando quem deveria ter esse controle era o Estado".

O pedido do Ministério Público estadual é embasado por irregularidades identificadas pelo Tribunal de Contas da União e pelo Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro. De acordo com o MPRJ, o TCU constatou que, já na licitação, o "excesso de exigências" limitava a concorrência. Já o TCE-RJ identificou o superfaturamento.

Os alvos do MPRJ são as construtoras que formam o Consórcio Maracanã (Odebrecht, Andrade Gutierrez e Delta), o ex-secretário estadual de Obras Hudson Braga e o diretor-presidente da Empresa de Obras Públicas do Estado (Emop), Ícaro Moreno Júnior. Além deles, são citados três membros da Comissão de Fiscalização de contrato e outros dois funcionários da Emop. Hudson Braga já está preso pela Operação Calicute, resultado da força-tarefa da Lava Jato no Rio de Janeiro.

Os problemas apontados pelo MP no projeto básico da reforma causaram prejuízos aos cofres públicos, como o aumento do gasto com ar-condicionado, que saltou de R$ 1,5 milhão para R$ 18,5 milhões, aumento de mais de 1.200%.

A ausência de fiscalização e as mudanças significativas no projeto adicionaram ainda custos como o da construção da nova cobertura do estádio, que inicialmente seria apenas reformada. O consórcio vencedor condenou a estrutura, e o custo da reconstrução foi de R$ 274 milhões, valor que a promotoria afirma ser "muito superior" ao praticado em outros países pela mesma empresa.

Em julho do ano passado, o TCE-RJ já havia determinado, em sessão plenária, que a Secretaria de Estado de Fazenda retivesse pouco mais de R$ 198 milhões das construtoras.

O conselheiro-relator do TCE-RJ, José Gomes Graciosa, estimou que as construtoras podem ter ganhado R$ 95 milhões a mais apenas com a falta de revisão dos preços, após desonerações fiscais concedidas pelo governo federal e ignoradas pelo governo do estado.

Graciosa afirmou que faltou planejamento e houve "megalomania estatal". O relator do TCE criticou o enquadramento da obra como reforma e disse que isso garantiu mais elasticidade para alterações contratuais. Para ele, o estádio foi quase todo demolido para que um novo fosse construído.

Na época, o TCE deu prazo de 30 dias para a apresentação da defesa dos envolvidos e, desde então, o corpo técnico do tribunal analisa o que foi enviado por eles. Não há prazo para essa análise terminar e, após a conclusão, o resultado é enviado ao relator para que ele se posicione em um prazo de 60 dias.

As construtoras Andrade Gutierrez e Delta afirmaram que não vão comentar a ação ajuizada pelo MPRJ. A Odebrecht disse que colabora com as autoridades e trabalha na implantação de melhores práticas de controle e fiscalização. Em nota, a Empresa de Obras Públicas do Estado diz que todas as questões levantadas foram respondidas ao TCE-RJ e estão sob análise, além de destacar que ainda não foi notificada da ação do ministério público.

Fonte: Agência Brasil

Onde fica Rio de Janeiro (RJ)?





Mineirão sedia Gula Festival de Food Trucks

BH recebe um dos maiores festivais de food trucks do país neste sábado.


Banco Central reduz projeção da inflação novamente

Mundo Empresarial

Banco Central reduz projeção da inflação novamente

Mercado financeiro reduz estimativa de inflação para 3,92% este ano.


Frutas: tome cuidado!

Saúde

Frutas: tome cuidado!

Passe a língua na superfície dos dentes naturais e perceba a textura lisa que eles possuem.


Estudantes ficam indecisos sobre o retorno profissional

Estudantes do Ensino Médio se mostram indecisos sobre o retorno do investimento numa graduação.



Você sabe o que é Bichectomia?

Beleza Pura

Você sabe o que é Bichectomia?

Bichectomia é um procedimento muito procurado por atrizes que "afina o rosto" retirando as bochechas.


Divulgação de delações eleva caos político

Café Pequeno

Divulgação de delações eleva caos político

Avalanche de vídeos e documentos com acusações dos executivos da JBS implica nomes dos principais partidos.


Domingos Montagner vive um político em filme de terror

O Rastro está m cartaz nos cinemas de todo o país.


FMI projeta crescimento de 0,2% para o Brasil em 2017

Mundo Empresarial

FMI projeta crescimento de 0,2% para o Brasil em 2017

Findo aina prevê expansão econômica de 1,7% para 2018.


Vocalista Chris Cornell morre aos 52 anos

Famosos

Vocalista Chris Cornell morre aos 52 anos

Vocalista do Soundgarden e do Audioslave, morre aos 52 anos, por enforcamento.


Belotur abre cadastramento para o maior Arraial de BH

Notas Musicais

Belotur abre cadastramento para o maior Arraial de BH

Festas juninas gratuitas em logradouros públicos terão isenção de taxas de licenciamento.


Vacinação contra a gripe atinge só 53% do público-alvo

Saúde

Vacinação contra a gripe atinge só 53% do público-alvo

Entre a população considerada prioritária, os idosos registraram maior cobertura vacinal.


26,5 mi de brasileiros não têm trabalho adequado

Mundo Empresarial

26,5 mi de brasileiros não têm trabalho adequado

A Região Nordeste tem a maior taxa de desocupação do país.


Café Pequeno

"Não renunciarei" diz Michel Temer em pronunciamento

Foi a primeira fala do presidente após divulgação de reportagem do jornal O Globo.


Google lançará pagamento por celular no Brasil

O Google anunciou nesta quarta-feira que o Android Pay, seu sistema de pagamentos por celular, chegará ao Brasil ainda neste ano.


Café Pequeno

"Brasil mergulha em novo caos político"

Jornais europeus destacam que gravação envolvendo Michel Temer em corrupção pode acelerar fim de sua presidência.


Supremo afasta Aécio do Senado

Café Pequeno

Supremo afasta Aécio do Senado

Após revelação de áudio em que parlamentar pede 2 milhões de reais a dono da JBS, STF decide interromper mandato do tucano.


Longa com Isis Valverde e Gil Coelho é produção da Total Filmes em coprodução com Miravista/Disney.



Cresce a violência contra pessoas LGBT no país

Café Pequeno

Cresce a violência contra pessoas LGBT no país

A cada 25 horas, uma pessoa é assassinada no Brasil.


Campanha alerta sobre Síndrome Alcoólica Fetal

Saúde

Campanha alerta sobre Síndrome Alcoólica Fetal

Doença atinge bebês de mulheres que ingeriram bebidas alcoólicas durante a gravidez.


Limitar temperatura é questão de sobrevivência mundial

Fórum climático faz alerta alarmante para o aquecimento global.


É impossível ser feliz sozinho?

Mundo Empresarial

É impossível ser feliz sozinho?

Coach fala sobre o amor nos tempos atuais.


EUA, Reino Unido e Japão oferecem bolsas de estudos

Educação & Capacitação

EUA, Reino Unido e Japão oferecem bolsas de estudos

Estudar fora do país é uma boa escolha para alavancar sua carreira e ganhar mais experiência.


Dicas para aliviar e evitar as rugas

Saúde

Dicas para aliviar e evitar as rugas

Antes de começar os cuidados é preciso conhecer as suas causas.


A diferença entre placebos e a oração

Bem Viver

A diferença entre placebos e a oração

"O amor verdadeiro não é uma reação química, mas uma influência divina."


A figura masculina no jardim de infância

Educação & Capacitação

A figura masculina no jardim de infância

Educação infantil continua sendo em grande parte vista como algo para mulheres.


Como a publicidade incentiva as

Briefing

Como a publicidade incentiva as "fake news"

Sistema de anúncios online contribui para que popularidade de matérias seja mais importante do que a veracidade delas.