OIT destaca crescimento da classe média no Brasil

Segundo Organização, o programa Bolsa Família e o fortalecimento do salário mínimo, nos últimos 10 anos, impulsionaram o crescimento da classe média brasileira.


Da Redação

03/06/2013 - 18:35

Enquanto a crise econômica global causa desemprego em países ricos, as nações emergentes, como o Brasil, estão com seu mercado de trabalho numa situação melhor.

A avaliação é da Organização Internacional do Trabalho (OIT), no relatório "O Mundo do Trabalho 2013: Reparando o Tecido Econômico e Social', divulgado nesta segunda-feira (3).

Sobre o Brasil, um dos destaques da organização no relatório foi o crescimento de 16 pontos percentuais da classe média entre 1999 e 2010. Segundo a OIT, isso foi ajudado pelo fortalecimento do salário mínimo e do Programa Bolsa Família.

Para a organização, essas duas políticas explicam a redução da pobreza no país e o fortalecimento da economia nacional.

No entanto, a OIT aponta problemas que ainda precisam ser resolvidos no Brasil: aumentar o número de trabalhadores com carteira assinada, elevar a produtividade, promover mais investimentos e reajustar os salários acima da inflação.

Os países desenvolvidos, por outro lado, estão em uma situação que pode se tornar "preocupante", a despeito da recuperação econômica desde 2009, ano em que começou a crise financeira internacional.

De acordo com o documento, na América Latina e no Caribe, registrou-se em 2012 taxa de emprego, em média, 1% superior à de 2008, ano anterior à crise. Na região, essa taxa atingiu 57,1% ao fim de 2012.

"Nos países em desenvolvimento, o desafio mais importante é consolidar os recentes progressos na redução da pobreza e da desigualdade", informou, em nota, o coordenador do relatório, o diretor do Instituto Internacional de Estudos de Trabalho da OIT, Raymond Torres.

A organização citou o estabelecimento de um piso salarial, por meio da fixação de salários mínimos, e de políticas de proteção social como essenciais para a situação atual desses países.




Rio 2016 melhora imagem do Brasil entre jornalistas estrangeiros

Foram entrevistados 435 profissionais, com idade média de 43 anos.


Governo autoriza construção de 40 mil unidades do Minha Casa

Construção de 40 mil unidades dará início a nova faixa do Minha Casa, Minha Vida.


Eleições terão 25 mil militares atuando em 14 estados

As Forças Armadas vão reforçar a segurança e dar apoio logístico na votação e apuração em 408 localidades.


Papa visitará áreas atingidas por terremoto na Itália

Terremoto atingiu região central da Itália em 24 de agosto deixando centenas de mortos.


Lei eleitoral que proíbe prisão de eleitores começa a valer

Eleitores não podem ser presos cinco dias antes e até 48 horas depois das eleições


Decreto Federal regulamenta uso de algemas

O uso é permitido apenas em casos de resistência e de fundado receio de fuga ou de perigo à integridade física.


Governo reajusta salários do Mais Médicos a partir de 2017

O novo valor mensal de R$ 11.520 passa a valer a partir de janeiro de 2017.


TSE recebeu mais de 32 mil denúncias de irregularidades

Aplicativo Pardal permite que os eleitores de todo país façam denúncias de propaganda eleitoral irregular.


Abrinq lança campanha “Não Vai Ter Colo”

A campanha mostra que é preciso muito mais do que marketing para receberem o apoio das crianças e da sociedade.


Preços dos alimentos voltam a cair e aliviam a inflação

Cinco dos oito grupos pesquisados tiveram queda, destaque para alimentação.