Amazônia pode entrar em ciclo de desmatamento e seca

Ação humana e redução de chuvas podem transformar floresta em savana.


Deutsche Welle

14/03/2017 - 12:12

 A Floresta Amazônica corre o risco de cair em um círculo vicioso de seca e desmatamento provocado pela ação humana e pela redução das precipitações na região, segundo um estudo publicado nesta segunda-feira (13/03) na revista científica Nature.

Baseada numa complexa e inovadora análise dos fluxos de água, a pesquisa, liderada pela cientista Delphine Clara Zemp, do Instituto de Pesquisa Climática de Potsdam (PIK), aprofunda a estreita relação existente entre o desmatamento e a seca.

"Por um lado sabemos que a redução de precipitações aumenta o risco de desmatamento e, por outro, este desflorestamento pode intensificar a seca na região", afirmou Zemp.

"Por isso, quanto maior a seca, menor a floresta, e quanto menor a floresta, maior a seca. E assim sucessivamente. As consequências deste círculo vicioso entre as plantas e a atmosfera que as rodeia não estão claras", acrescentou.

A pesquisadora destacou que o estudo "proporciona mais luz sobre esta questão, sublinhando o risco de que o desmatamento está diretamente relacionado à redução de precipitações".

Embora a média de chuvas não varie drasticamente, a extensão das secas afetará a região que poderia se transformar numa savana, segundo as previsões lançadas pela publicação.

De acordo com o coautor do estudo Henrique Barbosa, da Universidade de São Paulo (USP), o ciclo de água na Amazônia é extremamente suscetível às mudanças ambientais.

"A ação humana está impondo perturbações maciças no Amazonas, pela poda de árvores e pelos gases do efeito estufa que reduzem a umidade e as precipitações, e acaba afetando até as partes inexploradas da floresta", detalhou Barbosa.

Além disso, o estudo sustenta que uma das fortalezas que tem a floresta para resistir a essa ameaça é a diversidade na vegetação.

"Como cada espécie reage de maneira diferente, ter uma grande diversidade na vegetação pode significar que o ecossistema resista melhor", afirmou Marina Hirota, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), também coautora.

"Preservar a biodiversidade se transforma não só numa questão de amar a natureza, mas num elemento estabilizador do sistema terrestre", concluiu.




Células-tronco como terapia contra impotência

Pesquisadores dinamarqueses testam com sucesso solução para disfunção erétil com uma única injeção.


Humanos e ratos convivem há 15 mil anos, diz estudo

Estudo revela que domesticação de animais começou antes do surgimento da agricultura.


A luta para salvar o Mar Morto

Principal causa são os desvios do rio Jordão, que levam água à população do Oriente Médio.


Nuvens ainda são um mistério para a ciência

Embora familiares, as variadas formas no céu permanecem basicamente imprevisíveis.


Cientistas divulgam boa notícia sobre pinguins

Pesquisadores descobrem que população de pinguins-de-adélia é bem maior do que o antes estimado.


ONU recomenda banir o uso de pesticidas na agricultura

Pesquisas mostram que os agrotóxicos causam cerca de 200 mil mortes por envenenamento a cada ano.


Poluição ambiental mata 1,7 milhão de crianças por ano

Organização Mundial da Saúde divulga estudo e faz alerta para reduzir riscos ambientais no mundo.


A pegada ecológica do pão nosso de cada dia

O pão de cada dia também gera impacto para o meio ambiente. O culpado é o uso insustentável de fertilizantes.


Smurfs divulgam objetivos sustentáveis

Smurfs se juntam à ONU na promoção dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.


Carnaval terá calor e chuva em grande parte do país

Apesar da alta umidade, a previsão é de temperaturas máximas acima de 30ºC.



...


...