Termina greve dos bancários

Acabou nesta quarta-feira, dia 26, na maior parte do país, a greve dos bancários que já durava nove dias. Agências dos bancos privados e do Banco do Brasil voltaram a abrir normalmente nesta quinta-feira, 27 de setembro.


Da Redação

27/09/2012 - 21:00

Bancários de bancos privados e do BB de capitais como São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Curitiba e Campo Grande e estados como Pernambuco, Piauí, Mato Grosso e Alagoas decidiram seguir a orientação da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), nas assembleias realizadas nesta quarta à noite, e aceitaram a nova proposta da Fenaban.

Já os funcionários da Caixa decidiram permanecer em greve em São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Pará, Ceará, Bahia e Sergipe. “Vamos fortalecer a greve na Caixa, buscando cobrar mais avanços para os trabalhadores”, afirma Carlos Cordeiro, presidente da Contraf-CUT e coordenador do comando nacional dos bancários.

Os dias de greve não serão descontados dos bancários, mas terão de ser compensados. A reivindicação dos bancários era anistia, mas a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) não aceitou e apresentou a mesma regra do ano passado de compensação até 15 de dezembro, diz a Contraf.

Assim, os dias parados serão compensados em, no máximo, duas horas por dia, de segunda a sexta-feira, exceto sábados, domingos e feriados. O que ultrapassar esse período não será considerado.

A Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) elevou a 7,5% a proposta de reajuste dos salários dos trabalhadores, um aumento real de 2%. A proposta também prevê aumento de 8,5% no piso salarial e no valor dos auxílios-refeição e alimentação; e uma alta de 10% na parcela fixa da Participação nos Lucros e Resultados (PLR). A proposta anterior previa reajuste de 6% nos salários.

Os bancários reivindicavam reajuste de 10,25% nos salários (aumento real de 5%), uma participação nos resultados equivalente a três salários mais R$ 4.961,25 fixos, piso salarial de R$ 2.416,38, criação do 13º auxílio-refeição e aumento dos benefícios já existentes para R$ 622, fim da rotatividade e das metas "abusivas", melhores condições de saúde e trabalho e mais segurança nas agências.




daiana

E a gente que depende desse banco,faz o que. Preciso dar entrada no meu fgts........Socorrooooooooooooooo....

mardonenascimento

Engracado todos os bancos aceitam o reajuste so a caixa economica federal nao,e os clientes que precisam resolver os seus problemas como ficam?

sergio antonio de oliveira

estes bancaria nao faz nada.todos os anos e a mesma ladainha de sempre eles quer aumento.

Congresso de Auditoria Interna receberá Maestro João Carlos Martins

Maestro João Carlos Martins falará sobre superação a centenas de auditores.


País: eventos internacionais aumentaram 400% em dez anos

Em uma década, o número de cidades brasileiras sediam esses eventos passou de 22 para 54.


Brasil tem mais de 206 milhões de habitantes, diz IBGE

Dados do IBGE mostram que o Brasil tinha, em 1º de julho, 206.081.432 habitantes.


Placar do impeachment indica derrota de Dilma no Senado

Presidente afastada precisa do apoio de 28 senadores para ser absolvida, mas, até agora, só 19 se disseram a seu favor.


Paralimpíada: mais de 30 mil alunoso ganharão ingressos

Os estudantes também terão direito a transporte, lanche e camisetas.


Belotur promove BH em caravana pelo interior de Minas

Caravana “Belo Horizonte, cidade onde a cultura ganha vida” irá percorrer cinco cidades mineiras.


Cristiano Ronaldo é eleito melhor jogador da Europa

Atacante recebe prêmio da Uefa pela segunda vez. Norueguesa Ada Hegerberg, do Olympique Lyon, é eleita melhor jogadora.


Sobe para 247 o número de mortos na Itália

Terremoto de 6,2 graus de magnitude devastou a região central do país e deixou ao menos 386 feridos.


Brasil se prepara para o último ato do processo de impeachment

Senado definirá se Dilma Rousseff se torna a primeira presidente do Brasil a ser retirada do cargo pelo Legislativo.


Abono liberado, o que fazer com o dinheiro extra?

O ideal é utilizar a quantia para pagar à vista os gastos extras, como os presentes de Natal e amigo secreto.