Termina greve dos bancários

Acabou nesta quarta-feira, dia 26, na maior parte do país, a greve dos bancários que já durava nove dias. Agências dos bancos privados e do Banco do Brasil voltaram a abrir normalmente nesta quinta-feira, 27 de setembro.


Da Redação

27/09/2012 - 21:00

Bancários de bancos privados e do BB de capitais como São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Curitiba e Campo Grande e estados como Pernambuco, Piauí, Mato Grosso e Alagoas decidiram seguir a orientação da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), nas assembleias realizadas nesta quarta à noite, e aceitaram a nova proposta da Fenaban.

Já os funcionários da Caixa decidiram permanecer em greve em São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Pará, Ceará, Bahia e Sergipe. “Vamos fortalecer a greve na Caixa, buscando cobrar mais avanços para os trabalhadores”, afirma Carlos Cordeiro, presidente da Contraf-CUT e coordenador do comando nacional dos bancários.

Os dias de greve não serão descontados dos bancários, mas terão de ser compensados. A reivindicação dos bancários era anistia, mas a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) não aceitou e apresentou a mesma regra do ano passado de compensação até 15 de dezembro, diz a Contraf.

Assim, os dias parados serão compensados em, no máximo, duas horas por dia, de segunda a sexta-feira, exceto sábados, domingos e feriados. O que ultrapassar esse período não será considerado.

A Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) elevou a 7,5% a proposta de reajuste dos salários dos trabalhadores, um aumento real de 2%. A proposta também prevê aumento de 8,5% no piso salarial e no valor dos auxílios-refeição e alimentação; e uma alta de 10% na parcela fixa da Participação nos Lucros e Resultados (PLR). A proposta anterior previa reajuste de 6% nos salários.

Os bancários reivindicavam reajuste de 10,25% nos salários (aumento real de 5%), uma participação nos resultados equivalente a três salários mais R$ 4.961,25 fixos, piso salarial de R$ 2.416,38, criação do 13º auxílio-refeição e aumento dos benefícios já existentes para R$ 622, fim da rotatividade e das metas "abusivas", melhores condições de saúde e trabalho e mais segurança nas agências.




daiana

E a gente que depende desse banco,faz o que. Preciso dar entrada no meu fgts........Socorrooooooooooooooo....

mardonenascimento

Engracado todos os bancos aceitam o reajuste so a caixa economica federal nao,e os clientes que precisam resolver os seus problemas como ficam?

sergio antonio de oliveira

estes bancaria nao faz nada.todos os anos e a mesma ladainha de sempre eles quer aumento.

Fifa escolhe Ronaldo, Messi e Griezmann como finalistas

Cristiano Ronaldo, Messi e Griezmann são finalistas de prêmio da Fifa de melhor jogado do mundo no ano.


Homenagens reúnem milhares em Medellín e Chapecó

Torcedores lotam estádios Atanasio Girardot e Arena Condá em tributo aos mortos na tragédia aérea.


Você fica mal humorado quando está com fome?

Especialistas explicam que irritabilidadee ansiedade são sintomas comuns quando surge necessidade de se alimentar.


Índice de Confiança da Indústria apresenta leve melhora

Apesar do aumento da confiança em novembro, o índice continua baixo em termos históricos.


2016: Vendas de supermercados crescem 1,16%

No mesmo período a cesta básica apresentou alta de 16,02%.


"Luzes se apagaram. Não lembro de nada", diz aeromoça

Especialistas apontam falha elétrica, falta de combustível e mau tempo como possíveis explicações para a queda do avião.


Tragédia com Chapecoense deixa mundo do esporte de luto

Caixas-pretas devem ajudar a esclarecer causas do desastre.


Avião da Chapecoense cai na Colômbia

Autoridades afirmam que Entre os 81 passageiros há sobreviventes, entre eles Alan Ruschel e Follmann.


Nico Rosberg é campeão da Fórmula 1

Alemão conquista seu primeiro título na categoria ao chegar em segundo lugar no Grande Prêmio de Abu Dhabi.


Temer garante que não haverá anistia para caixa dois

Presidente afirma ter feito acordo com Legislativo no sentido da anistia aos crimes de caixa dois.