Lulu cria rede de avaliação de homens

Aplicativo Lulu, que permite que mulheres avaliem homens anonimamente, já é o líder de downloads na App Store brasileira.


Da Redação

27/11/2013 - 15:17

Mais uma vez a grande polêmica da semana veio da internet. Desta vez, trata-se do aplicativo Lulu, exclusivo para as mulheres avaliarem seus amigos homens do Facebook. Pelo aplicativo, é possível dar notas, postar comentários e hashtags.

Apesar de conquistar esta marca, o app divide opiniões: foi elogiado por amplificar o poder das mulheres, criticado por resumir o homem a apenas um objeto e avaliado como mais um software de puro entretenimento.

Na avaliação do especialista em marketing, Gabriel Rossi, o novo aplicativo prova que a privacidade na internet acabou de vez. “O que começou como brincadeira se tornou uma ferramenta de quebra de privacidade e de mau gosto” afirma.

Segundo Rossi, as plataformas das redes sociais são ferramentas que possibilitam um relacionamento mais direto e um compartilhamento mais dinâmico e democrático de opiniões e informações. “No entanto, o Lulu amplifica esta característica das redes sociais. Aquela conversa que as mulheres tinham no toilette feminino agora se tornou pública e invasiva.”

O especialista alerta que a privacidade da internet - o seu Santo Graal - foi quebrado de vez. “Coerência, respeito e bom senso são pontos essenciais a serem observados ao utilizarmos estes instrumentos e isto não está sendo observado no Lulu.”

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Ações do Facebook atingem máxima histórica

Mais de 255 mil linhas de celulares foram ativadas em junho

Facebook lança ferramenta que salva links para depois

Procon atualiza lista de sites que devem ser evitados

Google fecha 2º trimestre com lucro de US$ 3,42 bilhões

Jornal O Debate

Emprego em Portugal

Emprego nos Estados Unidos

Siga O Debate pelo Twitter
Curta-nos pelo Facebook

    Tenista Novak Djokovic dá exemplo de simpatia e solidariedade



Copyright © 2014 Todos os direitos reservados