Afinal, por que devo fazer uma pós-graduação?

Saiba como escolher a melhor pós-graduação para você


DINO - Divulgador de Notícias

06/03/2017 - 10:45

Muitas vezes sou abordado com o seguinte questionamento: "Estou há muito tempo sem estudar. Você acha que eu devo fazer uma pós-graduação?” Apesar de toda a discussão sobre fazer ou não uma pós-graduação, um ponto é praticamente unânime: em um processo de seleção, o candidato que tem pós-graduação entra com uma boa vantagem sobre os outros. Em um mercado em crise, onde existem muitos concorrentes e poucas vagas, é natural que alguns recrutadores coloquem o fato de ter pós-graduação como um diferencial para diminuir o número de candidatos a serem analisados.

Um outro ponto relevante é a dúvida sobre escolher entre um curso de curta duração ou uma pós-graduação. Antes de mais nada, vamos entender o que é pós-graduação. Existem dois tipos: o Lato Sensu e o Stricto Sensu. De uma maneira muito simplificada, podemos dizer que o Lato Sensu é mais direcionado para a atuação profissional, enquanto o Stricto Sensu está mais voltado para a formação científica e acadêmica, em geral focado em pesquisas.

Os cursos de pós-graduação Lato Sensu são categorizados em especializações e MBAs. A sigla MBA vem de Master in Business Administration que em uma tradução literal seria Mestrado em Administração de Negócios. Apesar de ter Mestrado na sigla, este tipo de curso – no Brasil – concede o título de especialista e não de Mestre. Um outro ponto importante é que os MBAs brasileiros são diferentes dos realizados nos EUA e na Europa, onde a duração do curso é mais longa (2 a 3 anos) e as aulas ocorrem em período integral, muitas vezes impossibilitando conciliar a vida profissional e a acadêmica. Nestes países, os estudantes fazem um MBA logo após a graduação ou quando decidem realizar um período sabático e dão uma parada em sua carreira profissional para se dedicar exclusivamente ao MBA.

No Brasil, a busca por uma pós-graduação ocorre em média 5 anos após a graduação, na fase em que o profissional já está estabelecido e a especialização pode ser um meio para agilizar sua ascensão profissional. Por outro lado, se a necessidade estiver atrelada apenas à atualização do conhecimento, fazer um ou mais cursos de curta duração pode ser uma excelente opção. Porém, se além desta atualização, existir a necessidade de alcançar uma nova titulação acadêmica, a pós-graduação é a opção a ser escolhida. Mas, por que eu deveria ter uma nova titulação?

Existem alguns bons motivos isso. Ao longo dos últimos 20 anos, o acesso ao ensino superior cresceu muito no Brasil - principalmente nas grandes capitais, onde ter uma graduação deixou de ser um diferencial. Com o aumento da oferta de cursos de graduação, surgiram muitas instituições de ensino que o mercado não enxerga com bons olhos. Este cenário criou uma grande armadilha na carreira de alguns profissionais, pois ter uma “marca” que não é bem vista pelo mercado em seu currículo pode trazer problemas quando se está desempregado ou quando se pretende subir de patamar na carreira e a formação acadêmica poderá fazer toda a diferença. Neste caso, o profissional deve buscar uma atualização acadêmica em uma instituição de ensino renomada com o objetivo de melhorar suas chances de sucesso.

Por isso, é muito importante a escolha do curso e da instituição. Alguns quesitos devem ser levados em conta:

- Qualidade da instituição e reconhecimento no mercado: este deveria ser o principal quesito a ser levado em conta. Para saber se uma instituição é reconhecida no mercado, faça uma pesquisa sobre indicadores e rankings relacionados à educação e compare uma instituição com outra. Além disso, liste algumas instituições e faça uma pesquisa entre seus colegas e principalmente entre seus gestores para verificar quais são as melhores. Neste caso, percepção conta muito, pois é a impressão que os recrutadores têm sobre a instituição que está em seu currículo que pode fazer a diferença.

- Opinião de ex-alunos e informações sobre o curso:
pode parecer estranho, mas nem sempre uma instituição reconhecida pelo mercado tem uma boa qualidade de ensino. Neste sentido, ouvir feedbacks de ex-alunos é importante. Caso não conheça ninguém que tenha feito o curso, use as redes sociais para medir a satisfação dos clientes. Vale a pena ter uma conversa com a instituição para saber há quanto tempo o curso existe, quantas turmas já se formaram, quem faz parte do corpo docente, qual o perfil dos alunos, se é possível assistir uma aula como ouvinte, qual o índice de satisfação do curso.

- Proposta: é importante observar se a proposta do curso está alinhada com o que você espera da sua carreira. Verifique se as competências técnicas exploradas no curso são realmente as que o mercado está procurando, se são as mais atuais, se poderão ajudá-lo a se tornar um profissional diferenciado. Pesquise quais são os skills mais desejados pelos RHs das grandes empresas e cruze com as disciplinas que você terá. Um alerta: conceitos como liderança, comunicação e trabalho em equipe sempre estão em alta e podem estar de forma explícita ou não na grade curricular, pois este tipo de skill é explorado naturalmente com a dinâmica de condução das aulas. Em um MBA, porém, é muito desejável que este tipo de skill esteja declarado explicitamente em algumas disciplinas e principalmente que esteja bem atualizado, pois fazer gestão hoje é bem diferente de há 10 anos.

- Por último, e não menos importante: verifique o modelo de condução do curso. Existem os mais tradicionais, onde o professor explana o conteúdo e os alunos absorvem; modelos de discussão em “cases”, onde o professor é um facilitador em um debate sobre um determinado conteúdo; modelos de experimentação, onde o aprendizado é feito na prática. Um não exclui o outro, mas tente entender qual modelo o curso segue e verifique se está alinhado com o que você espera.

Fazer uma pós-graduação é uma excelente forma de se atualizar profissionalmente. Nesta jornada, o grande diferencial pode ser a experiência de conviver por um longo período com muita gente diferente, sejam professores ou alunos. No mercado atual, saber conviver com diversidade de opiniões e perfis é um diferencial que qualquer grande empresa procura em um profissional de alta performance. Portanto, ao fazer um curso de pós-graduação, converse muito, discuta muito, ria muito e aprenda muito... O resultado virá com certeza.

* Eduardo Endo - Diretor Acadêmico dos cursos de MBA da Faculdade de Tecnologia FIAP. 




ProUni abre inscrições para bolsas não preenchidas

O cadastro pode ser feito até 5 abril para não matriculados e 5 de maio para os estudantes inscritos


Inspirado no Pokémon aplicativo ensina biologia

Bio3D permite ter uma visualização em três dimensões de imagens presentes nos livros.


Agências e universidades oferecem intercâmbio

Study in Europe Road Show acontece em oito estados, de 27 de março a 7 de abril.


Fundação Lemann firma parceria com a Quizlet

A empresa norte-americana Quizlet lançou sua plataforma na língua portuguesa e anunciou sua parceria com a fundação.


Estudar com prazos, funciona?

Especialista ensina técnicas para estudar com prazos e desafios inspiradores.


Metade dos professores não cumpre o conteúdo planejado

Pesquisa mostra que professores do ensino fundamental cumpriram 80% do conteúdo do ano.


Fies abre inscrições para as vagas não preenchidas

Estudantes podem concorrer a partir desta segunda-feira (20).


Empresas estão em busca de estagiários e trainees

E você, está procurando uma vaga de trainee ou estágio?


Inep divulga notas dos treineiros no Enem na segunda

Treineiros terão acesso às notas do Enem à meia-noite de segunda-feira, dia 20 de março.


Universidade oferece 48 bolsas de estudos

Os aprovados receberão uma bolsa no valor de 11 mil euros.



...


...