Brasil deve triplicar produção de petróleo

Segundo AIE, Brasil será um dos maiores exportadores de petróleo do mundo até 2035, quando alcançará seis milhões de barris diários.


Da Redação

12/11/2013 - 16:25

O Brasil se converterá num dos maiores exportadores de petróleo e um dos principais produtores de energia do mundo, assegura a Agência Internacional da Energia (AIE) em um relatório divulgado nesta terça-feira.

Para 2035, a produção petroleira do Brasil triplicará e alcançará seis milhões de barris diários (mbd), contribuindo com um terço do crescimento da produção líquida mundial, e transformando-se no sexto maior produtor de petróleo do mundo.

Da mesma forma, a produção de gás quintuplicará, o que permitirá cobrir até 2030 as necessidades do país, apesar do consumo crescer exponencialmente, assegura o relatório.

No entanto, a AIE adverte que dadas as difíceis condições de extração de petróleo em águas profundas, o custo da produção será superior a de outras regiões como o Oriente Médio e a Rússia.

Parte dos investimentos necessários procederão da Petrobras, o que colocará à prova a capacidade da companhia estatal de dedicar suficientes recursos em um enorme e variado programa de investimentos.

A isso se soma o compromisso de que os bens e serviços sejam locais, o que não fará mais que pressionar uma cadeia de fornecimento já por si limitada. O Brasil necessitará investir cerca de US$ 90 bilhõesanuais para poder garantir o consumo energético do país, segundo a AIE.

As abundantes e diversas fontes energéticas cobrirão 80% do aumento de consumo energético do país, incluindo o acesso universal à eletricidade.

No caso da geração elétrica, a AIE recomenda o sistema de leilões para proporcionar novo capital ao setor energético e evitar pressionar o preço final pago pelo consumidor.




Cuidados ao usar aparelhos elétricos no inverno

O maior cuidado deve ser com o uso do chuveiro elétrico, diz Aneel.


No setor de energia, enquanto há reservas há esperança

Nossas de reservas de óleo e gás nos colocam em posição de destaque em termos internacionais.


Comissão visita feira mundial de energia solar na Alemanha

Deputados de Minas visitam Munique para conhecer as inovações tecnológicas no ramo fotovoltaico e solar térmico.


Lâmpadas incandescentes serão proibidas no Brasil a partir de 1º de julho

Está proibida a importação, fabricação e comercialização de qualquer tipo de lâmpada incandescente no Brasil.


Pipas deixam consumidores sem energia

Além dos prejuízos causados pela falta de energia, a Cemig também alerta para os riscos à segurança.


ABB inaugura laboratório de testes de inversores e motores

Nova instalação permite que os clientes testem seus próprios motores para verificação do desempenho e consumo de energia


Chuvas fortes com raios aumentam risco de acidentes com energia elétrica

Especialista do Procobre dá dicas sobre como se proteger durante os temporais.


Bandeira das contas de luz será verde pelo terceiro mês

Taxa na conta de luz segue sem acréscimo de valor para os consumidores.


Após boom, venda de LED’s sofre queda

Ao contrário de 2015, venda de LED cai em 2016.


Definido reajuste anual das tarifas da Cemig

Na composição da tarifa o governo fica com a maior parcela.