Temperaturas altas e chuveiro podem elevar consumo de energia

Alguns hábitos simples podem atenuar esse aumento e reduzir a conta de energia no fim do mês.


Da Redação

25/11/2014 - 14:55

O verão na região Sudeste é caracterizado por altas temperaturas e a ocorrência de chuvas, trazendo, por um lado, alívio para os reservatórios das usinas hidrelétricas e, por outro, possível aumento do consumo de energia, devido ao uso mais intenso dos equipamentos de climatização dos ambientes como ar condicionado e ventiladores.

“O chuveiro, geralmente, é o equipamento que mais consome energia, devido à sua potência, que é muito alta. Mudando o seletor de temperatura da posição ‘inverno’ para a posição ‘verão’ já reduz a potência em 30% e proporciona uma redução no consumo ao final do mês de até 10%”, explica o engenheiro Leonardo Rivetti, gerente de Eficiência Energética da Cemig.

De acordo com Rivetti, a geladeira, geralmente, é o segundo equipamento que mais consome energia em uma residência, em virtude do tempo de uso. Uma geladeira em bom estado de uso funciona 12 horas por dia, ou seja, 360 horas por mês, mas é comum encontrar geladeiras, em más condições de conservação, funcionando mais de 600 horas por mês.

Com relação ao ar condicionado, o gerente sugere que seja ligado depois de garantir que o ambiente a ser climatizado esteja totalmente fechado, verificando portas e janelas. O aparelho deve ser dimensionado de acordo com a área do ambiente a ser climatizado.

Para saber mais dicas e informações sobre eficiência energética, basta acessar o site da empresa Eficiência Máxima 

Fonte: Cemig e Eficiência Máxima Consultoria




No carnaval, um alerta com a rede elétrica

Serpentinas e confetes contém metal e podem causar curto-circuito, quando em contato com a rede elétrica.


A humanidade só tem a ganhar

Imagine você quando as maiores fortunas do mundo se juntam para fazer o bem.


Petrobras vende participação na Guarani

A operação foi concluída com o pagamento de US$ 202,75 milhões pela Tereos Participations.


Brasil ultrapassa 7 mil conexões de micro e minigeração

Em quatro anos, o número de conexões de micro e minigeração de energia superou 7 mil instalações.


Eficiência energética no tratamento de água e esgoto

Ideias criativas que combinam saneamento e geração de energia começam a pipocar em várias partes do mundo.


As vantagens dos painéis solares residenciais

Painéis solares residenciais associam vantagens econômicas à sustentabilidade.


Cemig abre captação de projetos de pesquisa

Grupo quer receber propostas inovadoras ligadas ao setor elétrico.


Como reduzir o consumo de energia de refrigeradores

Geladeiras têm parcela significativa nas contas de energia.


MRV entrega condomínio com painéis que geram energia

Será o primeiro empreendimento com células fotovoltaicas enquadrado no programa "Minha Casa, Minha Vida”.


Brasil tem 2º maior encargo sobre energia elétrica

Do total pago na conta de luz no Brasil, 44,5% referem-se a encargos e tributos.



...




...