Temperaturas altas e chuveiro podem elevar consumo de energia

Alguns hábitos simples podem atenuar esse aumento e reduzir a conta de energia no fim do mês.


Da Redação

25/11/2014 - 14:55

O verão na região Sudeste é caracterizado por altas temperaturas e a ocorrência de chuvas, trazendo, por um lado, alívio para os reservatórios das usinas hidrelétricas e, por outro, possível aumento do consumo de energia, devido ao uso mais intenso dos equipamentos de climatização dos ambientes como ar condicionado e ventiladores.

“O chuveiro, geralmente, é o equipamento que mais consome energia, devido à sua potência, que é muito alta. Mudando o seletor de temperatura da posição ‘inverno’ para a posição ‘verão’ já reduz a potência em 30% e proporciona uma redução no consumo ao final do mês de até 10%”, explica o engenheiro Leonardo Rivetti, gerente de Eficiência Energética da Cemig.

De acordo com Rivetti, a geladeira, geralmente, é o segundo equipamento que mais consome energia em uma residência, em virtude do tempo de uso. Uma geladeira em bom estado de uso funciona 12 horas por dia, ou seja, 360 horas por mês, mas é comum encontrar geladeiras, em más condições de conservação, funcionando mais de 600 horas por mês.

Com relação ao ar condicionado, o gerente sugere que seja ligado depois de garantir que o ambiente a ser climatizado esteja totalmente fechado, verificando portas e janelas. O aparelho deve ser dimensionado de acordo com a área do ambiente a ser climatizado.

Para saber mais dicas e informações sobre eficiência energética, basta acessar o site da empresa Eficiência Máxima 

Fonte: Cemig e Eficiência Máxima Consultoria




Aneel mantém bandeira tarifária verde na conta de luz

Bandeira tarifária continua verde, sem cobrança extra na conta de luz.


A ilegalidade da cobrança do ICMS na conta de luz

Quem deveria recolher o ICMS sobre a conta de energia é a operadora.


Troca de motores pode economizar energia elétrica

Potencial na redução do consumo fez Aneel lançar programa de incentivo para substituição de motores antigos.


Cemig alerta sobre riscos para jogadores de Pokemon Go

Invasões a subestações e instalações elétricas podem causar acidentes graves.


Economia de energia, um conflito de gerações

A adoção de tecnologias de controle de iluminação pode ajudar a reduzir os gastos com energia elétrica.


Geração eólica cresce 77% e consumo de etanol, 18,6% em 2015

A matriz energética brasileira ficou mais limpa no ano passado.


Como comprar eletrodomésticos sem pesar no bolso e na conta de luz

Na hora de trocar a sua geladeira antiga por uma nova, você se atenta às certificações de eficiência energética?


Brasil registra 3.565 conexões de geração distribuída até maio

Capacidade instalada em GD no país totaliza 29,7 MW.


Dicas de economia e segurança na utilização do chuveiro elétrico

Para diminuir o impacto na conta pela utilização desse equipamento, a Cemig recomenda uma série de dicas.


Os ganhos de produtividade e de eficiência na tarifa de energia elétrica

Sem a modernização da ancestral estrutura elétrica não há modernização.