Erro médico e sua complexidade

Erros médicos são um dos grandes problemas do setor da saúde e também de sua judicialização.


Autor: Sandra Franco

12/04/2017 - 08:00

De maneira equivocada, chamamos de erro médico todas as intercorrências, falhas e complicações presentes na seara da prestação de serviços médicos hospitalares.

Vale ressaltar que a esmagadora doutrina pátria considera erro médico desde o erro na administração de medicamentos por equipe de enfermagem até a falha técnica em um procedimento cirúrgico ou erro de diagnóstico.

Assim, observando-se a amplitude semântica do termo, pode-se dizer que os erros médicos são normalmente sistêmicos e não envolvem apenas o médico. Estatisticamente, as maiores complicações hospitalares ainda se relacionam ao erro de medicamentos, alguns sem consequências percebidas por pelos pacientes e seus familiares e outras que levam à morte.

Ao considerar as especialidades mais demandadas judicial e administrativamente, reconhece-se ser a ginecologia e obstetrícia e a cirurgia plástica aquelas que possuem mais questionamentos pelos pacientes.

Importante dizer que a especialidade ginecologia e obstetrícia tem reclamações diretamente relacionadas aos partos e eventuais sequelas aos bebês, quer pela demora na realização do procedimento, quer por manobras que deixam algum tipo de sequela como é o caso de uma lesão de plexo braquial.

Muitas das reclamações originam-se de atendimentos na rede pública, considerando claro haver maior número de partos normais pela rede. Nos casos envolvendo estética, raramente há um erro técnico, mas sim a insatisfação das pacientes, uma vez que nem sempre o corpo responderá da forma desejada pelo profissional e pelas pacientes.

E, por vezes, faz-se necessário repetir procedimentos – o que desagrada a muitos pacientes. Esse, porém, é um indicador de um problema que tem trazido muitas condenações aos médicos e instituições de saúde: a ausência de informações claras e objetivas sobre diagnóstico, terapêutica, prognóstico e, em especial, sobre intercorrências e possíveis resultados.

O ideal para minimizar os problemas nos casos cirúrgicos é realizar um checklist, tais como a identificação correta do paciente, do membro e lado a ser operado, da indicação cirúrgica, da disponibilidade do material necessário ao procedimento, da ciência dos deveres do acompanhante e outros aspectos.

A avalição anestésica deve ocorrer sempre nos casos da cirurgia eletiva, preferencialmente, com antecedência ao ato cirúrgico – nunca no próprio ato. Utilizar um sistema com dupla checagem para dispensação e aplicação de medicamentos é essencial em um hospital, haja vista a quantidade de medicamentos a serem ministrados – em especial em enfermarias dos atendimentos de urgência e emergência.

Termos de consentimentos usados para cirurgias e também em outros procedimentos envolvem o paciente nos atendimentos, proporcionando-lhe maior consciência de seus deveres, uma vez que os cuidados com a saúde são de responsabilidade de cada um e dos familiares.

Ciente dos procedimentos, o paciente será um coadjuvante muito importante. Daí ser essencial um Termo específico para cada procedimento, sem informações genéricas ou que sejam tão técnicas a ponto de o paciente não as compreender. Os protocolos médicos são essenciais para se evitar erros médicos.

Os protocolos são criados por juntas de profissionais especializados em determinados procedimentos – levam em consideração as evidências, artigos científicos e possuem fundamentação dentro de determinado tempo – isso porque devem ser constantemente atualizados, haja vista a frequente inserção de novas tecnologias em equipamentos e medicamentos.

Um protocolo, porém, não é vinculante – há casos em que pacientes diferentes demandam tratamentos que podem não estar em consonância com protocolos; no entanto, caberá ao médico justificar a não adoção de um protocolo. Juridicamente, os protocolos são norteadores.

Se observados e houver uma complicação prevista em literatura, dificilmente uma ação será julgada procedente pelos magistrados. E, na hipótese de o médico não ter observado os protocolos por negligência, as chances de uma condenação aumentam consideravelmente diante de um dano ao paciente. A regra deve ser observar os protocolos e segui-los. A exceção precisará ser sempre justificada.

A tecnologia também pode auxiliar, principalmente, na segurança do paciente. O registro de todas as informações dos pacientes em arquivo eletrônico, que podem ser consultados por outros médicos (e colaboradores autorizados) para o acompanhamento e evolução do paciente, é por si revolucionário.

Máquinas de exames de imagens, em especial, revelam patologias antes dificilmente detectáveis – radiografia, ultrassom e ressonância magnética são hoje essenciais para certos diagnósticos. Já existem experiências com robôs que podem ministrar medicamentos, observando a dosagem, a indicação da substância, a via de acesso do medicamento, com alto índice de precisão.

Aplicativos lembram os pacientes em suas casas dos medicamentos que devem tomar e condutas saudáveis a seguir. Entretanto, deve-se acentuar que sempre caberá ao ser humano alimentar as máquinas com dados e sempre será do ser humano a capacidade de observar os pacientes, suas reações, suas aspirações e necessidades.

A tecnologia é um auxiliar fantástico, mas o cuidado humano é decisivo para garantir a segurança. E os erros, sejam dos médicos ou de equipes da saúde, são passíveis de punições e processos judiciais, em alguns casos milionários.

À parte as indenizações, o erro deve ser um condutor para a renovação e consequente reavaliação de processos internos e de formação dos profissionais de saúde. Essa é a chave para mudanças: reconhecimento das falhas e busca de soluções em conjunto.

* Sandra Franco é consultora jurídica especializada em Direito Médico e da Saúde.





Fifa indica Tite ao prêmio de melhor técnico do mundo

Doze técnicos disputam o prêmio The Best de melhor técnico em 2017.


Ator e humorista Paulo Silvino morre aos 78 anos no Rio

Famosos

Ator e humorista Paulo Silvino morre aos 78 anos no Rio

Paulo Silvino lutava contra um câncer no estômago.


Cheque pré-datado é utilizado por 8% dos brasileiros

Café Pequeno

Cheque pré-datado é utilizado por 8% dos brasileiros

Mesmo com a popularidade e grande aceitação dos cartões, carnês e cheques mantém seu público.


Plataforma une paciente e médico por localização

Startup visa diminuir filas do SUS e oferecer opções para brasileiros que não possuem convênio médico.



 WhatsApp vai permitir transações bancárias no app

Digital

WhatsApp vai permitir transações bancárias no app

O recurso ainda está em desenvolvimento e deve começar a funcionar depois do app liberar sua plataforma para empresas.


Um a cada cinco dispositivos IoT  é vulnerável a ciberataques

Senhas fracas e desatualização do sistema facilitam a entrada à rede.


Excesso de açúcar aumenta em 23% os casos de depressão

Saúde

Excesso de açúcar aumenta em 23% os casos de depressão

Refrigerantes e doces, podem estar associadas a um maior risco de problemas cerebrais como ansiedade.


Tocantins e Rio lideram atratividade de energia limpa

Energia para a Vida

Tocantins e Rio lideram atratividade de energia limpa

Os dois estados facilitam entrada de empresas de fontes limpas de energia.


Aprenda a preparar Coxinha Fit

Alimentos e Bebidas

Aprenda a preparar Coxinha Fit

Difícil encontrar um brasileiro que não goste de coxinha.


Sites e aplicativos de descontos conquistam 22% dos internautas

Digital

Sites e aplicativos de descontos conquistam 22% dos internautas

Restaurantes, comida delivery e itens de vestuário são os principais produtos comprados.


Volume de exportações cresce 12,5% em julho, diz FGV

Mundo Empresarial

Volume de exportações cresce 12,5% em julho, diz FGV

O volume das importações também cresceu 10,8% no mesmo período.


Petrobras anuncia processo seletivo para 159 vagas

Utilidade Pública

Petrobras anuncia processo seletivo para 159 vagas

As inscrições foram abertas nesta terça-feira (15/08) e seguirão até 4 de setembro.


Prêmio Goya abre inscrições para filmes brasileiros

Prêmio Goya é promovido pela Academia das Artes e Ciências Cinematográficas da Espanha.


ONU anuncia Neymar como embaixador da Boa Vontade

Famosos

ONU anuncia Neymar como embaixador da Boa Vontade

ONG global trabalha em prol de pessoas com deficiência e populações vulneráveis.


BNDES fecha 1º semestre com lucro líquido de R$ 1,34 bi

Café Pequeno

BNDES fecha 1º semestre com lucro líquido de R$ 1,34 bi

No mesmo período de 2016, o Banco de Desenvolvimento teve prejuízo líquido de R$ 2,17 bilhões.


Vendas a prazo no Dia dos Pais caem 2,18%

Desde 2014 varejo apresenta quedas nas principais datas comemorativas.



Turma do Pagode lança mais uma faixa de Misturadin

Notas Musicais

Turma do Pagode lança mais uma faixa de Misturadin

Nova música é um medley com “Mania TDP” e “Nosso DNA”.


Rock in Rio confirma Youtubers para palco Digital Stage

Noticias Culturais

Rock in Rio confirma Youtubers para palco Digital Stage

Whindersson Nunes, Christian Figueiredo Mauricio Meirelles são alguns dos headliners confirmados


Livro de Romário faz revelações sobre o futebol brasileiro

Livro "Um olho na bola e o outro no cartola" será lançado dia 2 de setembro na Bienal do Livro do Rio.


Cidades históricas de Minas lançam WebTV

Saúde

Cidades históricas de Minas lançam WebTV

Produções irão divulgar o patrimônio cultural mineiro.


ONU propõe que União Europeia acolha refugiados

Café Pequeno

ONU propõe que União Europeia acolha refugiados

Atualmente a União Europeia (UE) acolhe 20 mil refugiados.


Petrobras registra lucro de R$ 316 milhões

Mundo Empresarial

Petrobras registra lucro de R$ 316 milhões

Em 2016, o lucro líquido da companhia atingiu R$ 370 milhões no trimestre.


Armas apreendidas serão repassadas a órgãos de segurança

Café Pequeno

Armas apreendidas serão repassadas a órgãos de segurança

As armas passíveis de doação são: carabina, espingarda, fuzil e metralhadora.


Perda de audição pode levar idosos à depressão

Saúde

Perda de audição pode levar idosos à depressão

Ao negar o problema algumas pessoas podem se isolar do convívio social, prejudicando a própria vida.


Economia compartilhada torna a vida mais fácil

Café Pequeno

Economia compartilhada torna a vida mais fácil

Pesquisa mostra que 40% dos brasileiros já trocaram hotel por residência de terceiros.