Exigência do exame toxicológico se mostra ineficaz

Quase 1 milhão de motoristas já fizeram o teste e pagaram quase R$ 3 milhões aos laboratórios.


Marcos Villela

16/03/2017 - 14:13

Hoje (16/03/2017) o telejornal "Fala Brasil", da TV Record, denunciou a venda de resultados negativos para o exame toxicológico para motoristas profissionais (com CNH categorias C, D e E). O flagrante foi na rua onde fica o Poupatempo de Guarulhos (SP), região que tem grande concentração de condutores de caminhões. O exame custa, em média, R$ 280. Porém, caso alguém queira burlar o exame, era oferecida a opção por R$ 1.500. Para isso, era usado o fio de cabelo de outra pessoa.

No momento, a obrigatoriedade do exame só beneficia os laboratórios. Considerando que quase 1 milhão de exames já foram realizados ao custo de R$ 280 cada, os laboratórios já faturaram quase R$ 300 milhões em cima dos motoristas, sem nenhuma contrapartida para a sociedade, pois não houve redução de acidentes.

Não pela possibilidade de fraude do exame, mas por outras razões, o Contran (Conselho Nacional de Trânsito) deveria cancelar esta exigência. Seria muito mais eficaz que o exame fosse exigido por quem contrata o motorista ou o frete.

Neste caso, haverá uma polêmica também: quem pagaria o exame e qual o período de validade. De qualquer forma, seja contratante do frete ou do motorista, o valor do exame deveria fazer parte da composição do custo do frete, o que é repassado para o valor da mercadoria transportada e, como ocorre com tudo, a conta seria paga pelo consumidor final.

As cinco razões que mostram a ineficiência do exame toxicológico:

1. Faltam fundamentos científicos da eficácia da medida. Ela não é adotada em nenhum país sério do mundo.

2. Dos 979 mil exames realizados até janeiro deste ano, apenas 12 mil motoristas foram reprovados. Portanto, são 99% motoristas pagando (com tempo e dinheiro) por apenas 1% de usuários de drogas ou estimulantes. Lógico, que esses números podem não refletir a realidade, como vimos, há fraude no processo e muitos condutores podem suspender o uso dos estimulantes no período necessário anterior a renovação da CNH. Porém, isso também só prova que a medida é ineficaz.

3. A medida é discriminatória. Parte do princípio que a maioria dos motoristas profissionais são usuários de drogas e estimulantes, e também são os principais causadores de acidentes nas estradas. Sabemos que a questão é um problema no setor do transporte rodoviário de carga por causa da longa jornada de trabalho. Porém, há várias outras maneiras, mais eficientes, de combater o problema e os países desenvolvimento têm tido sucesso sem a exigência do exame toxicológico.

4. A OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) já se posicionou contra por ser uma medida ineficaz e de que a fiscalização contra o uso de drogas deve ser no dia a dia nas estradas, exatamente pelo fato do motorista suspender o uso de estimulantes no período necessário antes da renovação da CNH e depois voltar a usá-los.

5. A Abramet (Associação Brasileira de Medicina de Tráfego) também já se posicionou contra. O vice-presidente da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego não concorda com a medida. De acordo com Roberto Douglas, o exame toxicológico não tem como comprovar se o motorista usou drogas e dirigiu em seguida. Para ele, o caminho para melhorar o trânsito passa por campanhas educativas e pela fiscalização.




Indignação com isso

Um pequeno erro no texto. São 300 milhões. Um absurdo esse exame que só está servindo para prejuízo dos trabalhadores. 1% é muito pouco. Quantos falsos positivos tem nessa conta?

Fifa indica Tite ao prêmio de melhor técnico do mundo

Doze técnicos disputam o prêmio The Best de melhor técnico em 2017.


Ator e humorista Paulo Silvino morre aos 78 anos no Rio

Famosos

Ator e humorista Paulo Silvino morre aos 78 anos no Rio

Paulo Silvino lutava contra um câncer no estômago.


Cheque pré-datado é utilizado por 8% dos brasileiros

Café Pequeno

Cheque pré-datado é utilizado por 8% dos brasileiros

Mesmo com a popularidade e grande aceitação dos cartões, carnês e cheques mantém seu público.


Plataforma une paciente e médico por localização

Startup visa diminuir filas do SUS e oferecer opções para brasileiros que não possuem convênio médico.



 WhatsApp vai permitir transações bancárias no app

Digital

WhatsApp vai permitir transações bancárias no app

O recurso ainda está em desenvolvimento e deve começar a funcionar depois do app liberar sua plataforma para empresas.


Um a cada cinco dispositivos IoT  é vulnerável a ciberataques

Senhas fracas e desatualização do sistema facilitam a entrada à rede.


Excesso de açúcar aumenta em 23% os casos de depressão

Saúde

Excesso de açúcar aumenta em 23% os casos de depressão

Refrigerantes e doces, podem estar associadas a um maior risco de problemas cerebrais como ansiedade.


Tocantins e Rio lideram atratividade de energia limpa

Energia para a Vida

Tocantins e Rio lideram atratividade de energia limpa

Os dois estados facilitam entrada de empresas de fontes limpas de energia.


Aprenda a preparar Coxinha Fit

Alimentos e Bebidas

Aprenda a preparar Coxinha Fit

Difícil encontrar um brasileiro que não goste de coxinha.


Sites e aplicativos de descontos conquistam 22% dos internautas

Digital

Sites e aplicativos de descontos conquistam 22% dos internautas

Restaurantes, comida delivery e itens de vestuário são os principais produtos comprados.


Volume de exportações cresce 12,5% em julho, diz FGV

Mundo Empresarial

Volume de exportações cresce 12,5% em julho, diz FGV

O volume das importações também cresceu 10,8% no mesmo período.


Petrobras anuncia processo seletivo para 159 vagas

Utilidade Pública

Petrobras anuncia processo seletivo para 159 vagas

As inscrições foram abertas nesta terça-feira (15/08) e seguirão até 4 de setembro.


Prêmio Goya abre inscrições para filmes brasileiros

Prêmio Goya é promovido pela Academia das Artes e Ciências Cinematográficas da Espanha.


ONU anuncia Neymar como embaixador da Boa Vontade

Famosos

ONU anuncia Neymar como embaixador da Boa Vontade

ONG global trabalha em prol de pessoas com deficiência e populações vulneráveis.


BNDES fecha 1º semestre com lucro líquido de R$ 1,34 bi

Café Pequeno

BNDES fecha 1º semestre com lucro líquido de R$ 1,34 bi

No mesmo período de 2016, o Banco de Desenvolvimento teve prejuízo líquido de R$ 2,17 bilhões.


Vendas a prazo no Dia dos Pais caem 2,18%

Desde 2014 varejo apresenta quedas nas principais datas comemorativas.



Turma do Pagode lança mais uma faixa de Misturadin

Notas Musicais

Turma do Pagode lança mais uma faixa de Misturadin

Nova música é um medley com “Mania TDP” e “Nosso DNA”.


Rock in Rio confirma Youtubers para palco Digital Stage

Noticias Culturais

Rock in Rio confirma Youtubers para palco Digital Stage

Whindersson Nunes, Christian Figueiredo Mauricio Meirelles são alguns dos headliners confirmados


Livro de Romário faz revelações sobre o futebol brasileiro

Livro "Um olho na bola e o outro no cartola" será lançado dia 2 de setembro na Bienal do Livro do Rio.


Cidades históricas de Minas lançam WebTV

Saúde

Cidades históricas de Minas lançam WebTV

Produções irão divulgar o patrimônio cultural mineiro.


ONU propõe que União Europeia acolha refugiados

Café Pequeno

ONU propõe que União Europeia acolha refugiados

Atualmente a União Europeia (UE) acolhe 20 mil refugiados.


Petrobras registra lucro de R$ 316 milhões

Mundo Empresarial

Petrobras registra lucro de R$ 316 milhões

Em 2016, o lucro líquido da companhia atingiu R$ 370 milhões no trimestre.


Armas apreendidas serão repassadas a órgãos de segurança

Café Pequeno

Armas apreendidas serão repassadas a órgãos de segurança

As armas passíveis de doação são: carabina, espingarda, fuzil e metralhadora.


Perda de audição pode levar idosos à depressão

Saúde

Perda de audição pode levar idosos à depressão

Ao negar o problema algumas pessoas podem se isolar do convívio social, prejudicando a própria vida.


Economia compartilhada torna a vida mais fácil

Café Pequeno

Economia compartilhada torna a vida mais fácil

Pesquisa mostra que 40% dos brasileiros já trocaram hotel por residência de terceiros.