Do vinil à máquina de escrever, a nova emoção do analógico

Sobretudo consumidores abaixo dos 35 anos mostram grande interesse pelo que é ou ao menos parece ser antigo.


Da Redação

15/04/2017 - 12:26

O fã da tecnologia Brandon Salt está profundamente entusiasmado: em seu canal do Youtube, ele testa algo que soa como uma máquina de escrever. "Oh, meu Deus, que coisa linda que ela é!" Na realidade, contudo, o que os seus dedos estão operando é um teclado preto fosco com teclas vermelhas, conectado sem cabo ao computador, por bluetooth.

Quem está por trás desse híbrido de teclado moderno e velha máquina de datilografia é a empresa nova-iorquina Lofree, que alia a tecnologia mais moderna a design, som e sensação tátil de artefatos há muito obsoletos.

O produto ainda não está no mercado, mas usuários da plataforma de vídeo, como Salt, têm a oportunidade de testá-lo e, assim, promovê-lo antes do lançamento. E ele nem precisa se esforçar muito, pois outros internautas também estão eufóricos: para a primeira produção, a Lofree já angariou mais de 500 mil dólares de quase 6 mil investidores, na plataforma de crowd-funding Indiegogo. E esse número cresce de dia para dia.

Vingança dos analógicos

A startup de Nova York navega uma onda altamente lucrativa no momento: a moda retrô ou nostálgica. As companhias oferecem ou novos produtos reproduzindo o design dos velhos tempos, ou artigos originários, de fato, de décadas passadas, sejam discos de vinil e câmeras polaroide, sejam cadernos de notas ou livros. O "analógico" nunca esteve tão em voga: até mesmo a gigante do comércio eletrônico Amazon vai abrir uma livraria de tijolo e cimento em Manhattan.

Os números comprovam a força da tendência: em 2016, o faturamento da famosa fabricante italiana de agendas Moleskine cresceu 16%. A venda de discos analógicos já vem crescendo há nove anos seguidos, tendo quebrado em 2015 o recorde dos últimos 25 anos.

Em seu livro A vingança dos analógicos, o jornalista canadense David Sax explica que "os impulsionadores dessa tendência são adolescentes e jovens adultos". Como aponta a pesquisa de mercado da ICM Unlimited, quase a metade dos compradores de LPs em 2016 contava 35 anos ou menos. Para eles, as velhas tecnologias são, por assim dizer, a novidade.

Justamente por esse motivo, porém, um adolescente não tem como sentir nostalgia ao escutar um toca-discos. E muitos consumidores mais maduros são felizes de ter o seu leitor de livros digitais, com recursos como aumentar o tamanho das letras e outros confortos.

A especialista em consumo Daphne Kasriel-Alexander, do instituto Euromonitor International, tenta explicar esse comportamento complexo. "Ao consumir, você está expressando sua identidade", e o antigo é o diferente: num mundo digitalizado, o analógico é que é o extraordinário e fascinante. Os jovens querem ser individuais, destacar-se em meio ao mainstream, em vez de nadar com a onda. E uma máquina de escrever é, sem sombra de dúvida, um adereço chamativo..

Emoção e produtividade

Segundo David Sax, porém, existe ainda um outro motivo, que tem mais a ver com a própria percepção sensorial do que com o que se mostra para o exterior: numa dimensão do virtual e das touch-screens, os consumidores querem novamente se cercar de produtos para tocar e cheirar.

"No mundo digital, só se tem duas dimensões, e entre elas se pode deslizar (scroll)". Numa loja de discos, em comparação, os vinis estão lá para se pegar, cheirar, pode-se falar com as pessoas. "Comprar e ouvir ou ler um disco ou livro é um ato emocional", analisa o autor.

A esse aspecto emotivo ele acrescenta outro, bem palpável: produtividade. No cosmos digital há muitas formas de distração à espreita. No celular, mensagens de Whatsapp de todo tipo pipocam a cada poucos minutos, numa hora em que se quer trabalhar ou ler concentrado.

No mundo profissional estão em moda aplicativos com nomes como SelfControl ou Freedom – autocontrole, liberdade. Eles prometem ajudar a combater a própria compulsão de se deixar distrair por Facebook e companhia, colocando os sites, por assim dizer, fora do alcance do usuário.

A empresa suíça Punkt partiu logo para produzir um celular cujo teclado e visor minimalista só permitem telefonar e escrever uma ou outra mensagem. O antirrevolucionário dispositivo vende especialmente bem no berço de todas as tecnologias digitais, o Vale do Silício, na Califórnia.

Fundo no coração, mais fundo na carteira

Aparentemente, os que mais querem retornar à simplicidade são aqueles abaixo dos 35 anos, os digital natives, que já cresceram na era digital, e que compõem o principal grupo de consumidores do planeta, observa Sax.
Só os Estados Unidos contam 80 milhões dos assim chamados millenials, os nascidos entre 1980 e 2000. Ou seja, um terço da população total, com um poder de compra anual de 200 bilhões de dólares, do qual toda empresa comercial quer sua fatia.

Ao mesmo tempo, porém, nunca foi tão difícil conseguir a fidelidade da clientela jovem para determinadas marcas. "Desde a recessão, os jovens não são mais tão fixados no mercado e fiéis a ele", diagnostica Kasriel-Alexander. É uma geração que perdeu a confiança no empresariado.

Assim, a indústria retrô e da nostalgia aposta em cultivar o desejo por produtos antigos. Dessa maneira, pretende formar um relação nova e talvez mais profunda com seus clientes – os quais, em contrapartida, estarão dispostos a ir mais fundo nas próprias carteiras.





Transformers estreia o quinto filme no Brasil

Franquia já faturou US$ 4 bilhões desde 2007.


Vocalista do Linkin Park morre aos 41 anos

Famosos

Vocalista do Linkin Park morre aos 41 anos

Chester Bennington cometeu suicídio em sua casa nos Estados Unidos.


Evaristo Costa não renovará contrato com a Globo

Famosos

Evaristo Costa não renovará contrato com a Globo

Colunista do Uol, Flávio Ricco, afirma que apresentador não continuará na emissora.



Recuperação da economia brasileira será gradual, diz OMC

Mundo Empresarial

Recuperação da economia brasileira será gradual, diz OMC

Entidade afirma que a economia continua vulnerável a uma intensificação da incerteza política.


Brasil cria 9,8 mil vagas de trabalho em junho

Café Pequeno

Brasil cria 9,8 mil vagas de trabalho em junho

De acordo com o Ministério do Trabalho e Emprego o resultado é o 3º positivo seguido.


Telefonia fixa perde mais de 75 mil linhas em maio

Nos últimos 12 meses houve redução de 1,5 milhão de linhas de telefonia fixa, diz Anatel.


Whindersson Nunes lota teatros dos Estados Unidos

Famosos

Whindersson Nunes lota teatros dos Estados Unidos

Youtuber brasileiro fez quatro apresentações na terra do Tio Sam.


Brasil lidera bilheteria de filmes ibero-americanos

Na Tela

Brasil lidera bilheteria de filmes ibero-americanos

Os brasileiros foram os que mais consumiram cinema entre 22 países, em 2016.


Quer reduzir gastos com energia neste inverno?

Energia para a Vida

Quer reduzir gastos com energia neste inverno?

O uso consciente dos recursos energéticos deve ser pensado nas diversas ações do dia a dia.


Game of Thrones bate recorde de audiência em estreia

Na Tela

Game of Thrones bate recorde de audiência em estreia

Primeiro episódio foi visto por 10,1 milhões de espectadores nos Estados Unidos.


Consumidores consideram seguro comprar pela internet

Digital

Consumidores consideram seguro comprar pela internet

Pesquisa da Conversion indicou que 78% dos consumidores, dos 26 estados do Brasil, confiam na segurança para comprar on-line.


Medicina e Política: caminhos cruzados em BH

Noticias Culturais

Medicina e Política: caminhos cruzados em BH

Nesta mostra destaque de três momentos importantes de BH e ainda recorda o perfil dos prefeitos que geriam a cidade na época.


Cervejaria da Espanha abrirá fábrica em Minas Gerais

A primeira fábrica da Estrella Galicia, fora da Espanha, será em Poços de Caldas.


A energia do futuro dá em árvore

Energia para a Vida

A energia do futuro dá em árvore

No Rock in Rio deste ano a tecnologia mineira produz energia solar a partir de geradores ecológicos em formato de árvore.


BID lança curso online sobre Parcerias Público Privadas

Educação & Capacitação

BID lança curso online sobre Parcerias Público Privadas

O curso é uma parceria entre a Universidade de Harvard e o Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT).


Por que as crianças roem unhas?

Cerca de 20 a 30% das crianças e 45% dos adolescentes têm esse hábito.



Preço e frete grátis são os diferenciais nas compras online

Digital

Preço e frete grátis são os diferenciais nas compras online

Pesquisa do SPC Brasil e CNDL mostra 51% já compraram de marcas ou em sites desconhecidos para economizar.


Menor escolaridade dificulta encontrar emprego formal

Mundo Empresarial

Menor escolaridade dificulta encontrar emprego formal

Dados do Caged: Trabalhador com menor escolaridade tem mais dificuldade para conseguir emprego.


Brasil lidera ranking de mortes de ambientalistas

Em 2015, o Brasil também liderou o ranking de mortes de ambientalistas, diz ONG.


Lei garante prioridade especial para maiores de 80 anos

Famosos

Lei garante prioridade especial para maiores de 80 anos

Maiores de 80 anos terão mais prioridades em relação aos idosos de 60 a 79 anos.


Setor de serviços tem queda de 4,4% em 2017, diz IBGE

Café Pequeno

Setor de serviços tem queda de 4,4% em 2017, diz IBGE

O resultado acumulado dos últimos 12 meses representa queda maior de 4,7%.


95% dos turistas estrangeiros pretendem voltar ao Brasil

Viajando

95% dos turistas estrangeiros pretendem voltar ao Brasil

Pesquisa mostra que avaliação da experiência no Brasil foi positiva para 87,7% dos entrevistados.


Governo anuncia R$ 1,7 bilhão para a saúde

Saúde

Governo anuncia R$ 1,7 bilhão para a saúde

Recursos serão utilizados no custeio da atenção básica e na compra de ambulâncias e vans.


O poder da água aquecida para a saúde

Bem Viver

O poder da água aquecida para a saúde

Não é novidade para ninguém a importância da água para a saúde do homem!


Cidades de Minas são boas opções para férias de julho

Viajando

Cidades de Minas são boas opções para férias de julho

Dicas de destinos para aqueles que estão programando as férias de julho.