Projeto Música sem Barreiras começa por Belo Horizonte

Circulação artística e cultural vai passar por seis cidades mineiras com workshops e shows.


Da Redação

16/03/2017 - 16:00

Começa neste sábado, dia 18, a circulação artística proposta pelo projeto Música sem Barreiras, anunciado em fevereiro último na Fundação de Educação Artística (FEA), em Belo Horizonte.

As ações constam de um workshop dirigido à comunidade local e jovens artistas, além de apresentação musical aberta ao público em geral. Todas as atividades serão gratuitas e irão ocorrer no Espaço Artístico e Cultural ZAP 18, no bairro Santa Terezinha, na Capital.

Para o workshop, que vai acontecer das 14 às 17 horas, estão sendo oferecidas 30 vagas, direcionadas a jovens de ambos os sexos, entre adolescentes e jovens adultos. Não há pré-requisitos e os interessados podem se inscrever no próprio local. Quem precisar de maiores informações deve ligar para (31) 99194-6460 (Gustavo). O ZAP 18 fica na rua João Donada, 18, no bairro Santa Terezinha.

A proposta é estabelecer uma interseção entre as artes cênicas e a música através de jogos rítmicos e musicais, tendo como resultante a criação de uma performance cênico-musical a ser incluída na apresentação à noite. Tais jogos rítmicos são um recurso pedagógico bastante utilizado na educação musical proposta pela FEA.

Já a apresentação musical, marcada para as 20 horas no mesmo local, busca valorizar a diversidade da música brasileira. De fato, esta será uma das principais características deste concerto, segundo um dos coordenadores do projeto, o professor Marcelo Chiaretti. A proposta é levar ao conhecimento do público a multiplicidade de estilos que abarcam nossa produção musical. Peças atonais, música de concerto de característica nacionalista, choros e maxixes que remetem à história da nossa música no início do século passado, além de músicas do cancioneiro popular serão apresentadas como um pequeno panorama sonoro da composição musical brasileira, adianta Chiaretti. Entre os compositores estão Chico Buarque, Osvaldo Lacerda e Guerra-Peixe.

Participam da apresentação os jovens músicos Ana Paula (voz), Jefferson Assis (clarineta), Jayaram Marcio (violoncelo), Otávio Augusto e Agostinho Paollucci (violões), Samuel Alexandre (cavaquinho), Gustavo Elias (percussão), Marcelo Chiaretti (flauta) e Rafael Macedo (piano).

Programação:

Belo Horizonte
18 de março, sábado
Workshop e Apresentação: ZAP 18, Rua João Donada, 18 - Santa Terezinha.

Sarzedo
31 de março, sexta-feira
Workshop e Apresentação: Projeto de Música de Sarzedo, Rua José Batista Filho 26, Centro.

Ibirité
19 de maio, sexta-feira
Workshop e Apresentação: Teatro Municipal de Ibirité, Rua Silveira, 47 – Centro.

Conceição do Mato Dentro
26 de maio, sexta-feira
Workshop: Escola Municipal José Aniceto Costa
Apresentação: Eden Clube, MG 10, Centro.

Ouro Preto
3 de junho, sábado
Workshop e Apresentação: Teatro Municipal Casa da Ópera, Rua Brigadeiro Musqueira, 104.

Betim
24 de junho, sábado
Workshop e Apresentação: Casa de Cultura, Rua Padre Osório Braga, 18 – Centro. 

Onde fica Belo Horizonte (MG)?




Biblioteca dos EUA disponibiliza Literatura de Cordel do Brasil

Mais de 12.000 peças, CDs e DVDs capturam esse gênero literário popular brasileiro.


Os mais espetaculares roubos de obras de arte da história

Ladrões entraram para a história ao roubar valiosas pinturas e objetos de museus .


Site de dados sobre arte circense é lançado no Brasil

Nova plataforma Circodata reúne importantes informações sobre o circo brasileiro.


Revolução Pernambucana vira quadrinhos

Desenhista da Marvel e da DC Comics adapta história do movimento separatista do período colonial.


Mostra apresenta bordados de artesãs de Minas Gerais

Secretaria de Desenvolvimento Integrado de Minas busca estratégias para mapear o setor.


"Túmulo de Jesus" restaurado é apresentado em Jerusalém

Segundo líderes religiosos, reabertura é um presente para a humanidade.


Nova Lei Rouanet prevê ingressos a R$150 em média

Ministério da Cultura divulga nova instrução normativa da Lei Rouanet de incentivo à cultura.


Futuro Museu da Escravidão recebe 1º objeto do acervo

Cadeado da época colonial foi doado ao Museu da Escravidão e da Liberdade (MEL) no Rio de Janeiro.


BH recebe exposição sobre o poeta Manoel de Barros

Além da mostra, outras atrações gratuitas estão previstas para o público, até o dia 29 de abril.


Mostra destaca a poesia visual de 67 artistas mundiais

CCBB Rio recebe a exposição Rio De Versos até o dia 17 de abril .



...


...