Má circulação: tome uma atitude para uma vida saudável

Especialista defende que ter bons hábitos de saúde é a melhor maneira de prevenir doenças e ter uma vida longa e produtiva.


Da Redação

17/09/2012 - 21:00

A má circulação é caracterizada pela passagem dificultosa do sangue pelas veias e artérias, e pode desencadear no desenvolvimento de outras doenças. Os sintomas podem ser muito variados, dependendo da forma como surgem.

Nos casos crônicos, onde o problema circulatório se instala e evolui lentamente, os sintomas dependem do tipo de circulação afetada, isto é, circulação arterial, venosa ou linfática. Segundo Luiz Marcelo Aiello Viarengo, doutor em Cirurgia Vascular pela UNICAMP, não há diferenças nas manifestações clínicas entre homens e mulheres. O que pode variar é a prevalência de determinadas doenças.

Por exemplo, as varizes são 4 a 6 vezes mais frequentes nas mulheres, enquanto que a doença aterosclerótica, que pode causar obstruções e/ou aneurismas arteriais, são mais prevalentes nos homens. Manter uma boa circulação depende do combate de todos os fatores de riscos, que podem ser controlados: combater o sedentarismo, parar de fumar, controlar o diabetes, o colesterol, os triglicérides, a hipertensão arterial e a obesidade.

“Resumindo, é preciso manter um estilo de vida saudável, ter amigos e, claro, sorrir muito!”, simplifica. Para Viarengo, tudo isso  está ao alcance de qualquer indivíduo e estes cuidados podem garantir uma boa circulação por muito mais tempo.

“Eu penso que tudo que precisamos para manter uma boa circulação já nos foi dado: as pernas e o cérebro. Cada um de nós é responsável pelo que fazemos com nosso corpo”, defende o médico. Para o especialista, uma vida longa e produtiva depende de atitude. Nenhum médico sabe fazer milagres, por mais competente que seja.

Ele pode colaborar, incentivar e tratar, mas cada pessoa é responsável pela vida que deseja ter. “Não existe nenhum medicamento ou substância natural que seja mais benéfico para sua circulação do que andar”, destaca, afirmando que o cérebro é um instrumento divino e todas as pessoas deviam usá-lo sem medo.

“Pense sobre o que está ingerindo e exercite-se! Cérebro e pernas: esta é a receita para uma vida saudável”, conclui o médico. Luiz Marcelo Viarengo ainda pondera que caso um problema de circulação já esteja instalado, é necessário procurar um especialista o quanto antes. “Use seu cérebro e tome uma atitude! O importante é nunca se automedicar, mesmo que se trate de medicamentos ou substâncias naturais”.




O perigo da obesidade durante a gravidez

A obesidade, de acordo com a OMS, tornou-se um dos principais problemas de saúde pública no mundo.


Quiz: Você cuida do seu coração?

Em 29 de setembro celebra-se o Dia Mundial do Coração.


Tudo o que você precisa saber sobre dor no peito

Quando falamos em dor torácica, vem à cabeça é o temido ataque cardíaco, mas a dor nem sempre tem esse significado.


Sete perguntas sobre Ninfoplastia

Falar a respeito das insatisfações com o formato e tamanho do nariz, nádegas, seios talvez seja tranquilo.


Falta de adesão ao tratamento gera problemas

Pesquisa indica que até 51% dos pacientes não fazem o tratamento corretamente após a consulta com o médico.


Conheça os 6 mitos clássicos da menstruação

Apesar de a menstruação ser algo comum na vida das mulheres, muitas delas ainda carregam dúvidas simples sobre o assunto


Vacina contra dengue será testada em mais 4 capitais

Butantan anuncia testes clínicos de vacina contra dengue em mais quatro cidades.


Anvisa proíbe venda de prótese de silicone Nagor

Agência proibiu a comercialização da prótese de silicone Nagor.


Indústria do açúcar influenciou pesquisa científica

Representantes da indústria açucareira teriam manipulado durante décadas pesquisas sobre os efeitos do produto na saúde.


Os três sinais que identificam a depressão

Tristeza não é frescura, e depressão é uma doença séria!