Má circulação: tome uma atitude para uma vida saudável

Especialista defende que ter bons hábitos de saúde é a melhor maneira de prevenir doenças e ter uma vida longa e produtiva.


Da Redação

17/09/2012 - 21:00

A má circulação é caracterizada pela passagem dificultosa do sangue pelas veias e artérias, e pode desencadear no desenvolvimento de outras doenças. Os sintomas podem ser muito variados, dependendo da forma como surgem.

Nos casos crônicos, onde o problema circulatório se instala e evolui lentamente, os sintomas dependem do tipo de circulação afetada, isto é, circulação arterial, venosa ou linfática. Segundo Luiz Marcelo Aiello Viarengo, doutor em Cirurgia Vascular pela UNICAMP, não há diferenças nas manifestações clínicas entre homens e mulheres. O que pode variar é a prevalência de determinadas doenças.

Por exemplo, as varizes são 4 a 6 vezes mais frequentes nas mulheres, enquanto que a doença aterosclerótica, que pode causar obstruções e/ou aneurismas arteriais, são mais prevalentes nos homens. Manter uma boa circulação depende do combate de todos os fatores de riscos, que podem ser controlados: combater o sedentarismo, parar de fumar, controlar o diabetes, o colesterol, os triglicérides, a hipertensão arterial e a obesidade.

“Resumindo, é preciso manter um estilo de vida saudável, ter amigos e, claro, sorrir muito!”, simplifica. Para Viarengo, tudo isso  está ao alcance de qualquer indivíduo e estes cuidados podem garantir uma boa circulação por muito mais tempo.

“Eu penso que tudo que precisamos para manter uma boa circulação já nos foi dado: as pernas e o cérebro. Cada um de nós é responsável pelo que fazemos com nosso corpo”, defende o médico. Para o especialista, uma vida longa e produtiva depende de atitude. Nenhum médico sabe fazer milagres, por mais competente que seja.

Ele pode colaborar, incentivar e tratar, mas cada pessoa é responsável pela vida que deseja ter. “Não existe nenhum medicamento ou substância natural que seja mais benéfico para sua circulação do que andar”, destaca, afirmando que o cérebro é um instrumento divino e todas as pessoas deviam usá-lo sem medo.

“Pense sobre o que está ingerindo e exercite-se! Cérebro e pernas: esta é a receita para uma vida saudável”, conclui o médico. Luiz Marcelo Viarengo ainda pondera que caso um problema de circulação já esteja instalado, é necessário procurar um especialista o quanto antes. “Use seu cérebro e tome uma atitude! O importante é nunca se automedicar, mesmo que se trate de medicamentos ou substâncias naturais”.




Aumenta taxa de doadores efetivos de órgãos no Brasil

Apesar do aumento, o número de doadores efetivos ficou abaixo do esperado.


Entenda porque sentimos mais dores de cabeça no inverno

Dores de cabeça no inverno podem estar relacionadas com a alimentação e com infecções ou alergias respiratórias.


Campanha ressalta benefícios de parar de fumar

29 de agosto é o Dia Nacional de Combate ao Fumo.


Planos: pacientes tem direito a medicamentos contra Hepatite C

Operadoras devem cumprir leis e atender necessidade do paciente, seja em hospital ou em casa.


Camex zera imposto para importação de vacinas contra o HPV e DTPa

Governo tenta evitar o desabastecimento de ambas as vacinas no país.


10 doenças silenciosas para ficar atento

Muita gente fica preocupada ao menor sinal de tosse, espirro ou dores pelo corpo.


Unidos por Crianças mais Saudáveis chega a São Paulo

Iniciativa criada para incentivar hábitos saudáveis chega a escolas da região metropolitana de São Paulo.


Alimentação no inverno: controle e bom senso são fundamentais

A prática de atividades físicas e a ingestão de alimentos corretos são fundamentais para se manter saudável no inverno.


Doenças cardíacas: remédio será produzido no Brasil

acordo de cooperação entre Fiocruz e Servier vai produzir terceira geração do Vastarel.


Como ter certeza que os idosos da família estão bem nutridos?

Especialista em nutrição funcional dá dicas de como preparar refeições e alerta sobre os problemas da má alimentação.