Má circulação: tome uma atitude para uma vida saudável

Especialista defende que ter bons hábitos de saúde é a melhor maneira de prevenir doenças e ter uma vida longa e produtiva.


Da Redação

17/09/2012 - 21:00

A má circulação é caracterizada pela passagem dificultosa do sangue pelas veias e artérias, e pode desencadear no desenvolvimento de outras doenças. Os sintomas podem ser muito variados, dependendo da forma como surgem.

Nos casos crônicos, onde o problema circulatório se instala e evolui lentamente, os sintomas dependem do tipo de circulação afetada, isto é, circulação arterial, venosa ou linfática. Segundo Luiz Marcelo Aiello Viarengo, doutor em Cirurgia Vascular pela UNICAMP, não há diferenças nas manifestações clínicas entre homens e mulheres. O que pode variar é a prevalência de determinadas doenças.

Por exemplo, as varizes são 4 a 6 vezes mais frequentes nas mulheres, enquanto que a doença aterosclerótica, que pode causar obstruções e/ou aneurismas arteriais, são mais prevalentes nos homens. Manter uma boa circulação depende do combate de todos os fatores de riscos, que podem ser controlados: combater o sedentarismo, parar de fumar, controlar o diabetes, o colesterol, os triglicérides, a hipertensão arterial e a obesidade.

“Resumindo, é preciso manter um estilo de vida saudável, ter amigos e, claro, sorrir muito!”, simplifica. Para Viarengo, tudo isso  está ao alcance de qualquer indivíduo e estes cuidados podem garantir uma boa circulação por muito mais tempo.

“Eu penso que tudo que precisamos para manter uma boa circulação já nos foi dado: as pernas e o cérebro. Cada um de nós é responsável pelo que fazemos com nosso corpo”, defende o médico. Para o especialista, uma vida longa e produtiva depende de atitude. Nenhum médico sabe fazer milagres, por mais competente que seja.

Ele pode colaborar, incentivar e tratar, mas cada pessoa é responsável pela vida que deseja ter. “Não existe nenhum medicamento ou substância natural que seja mais benéfico para sua circulação do que andar”, destaca, afirmando que o cérebro é um instrumento divino e todas as pessoas deviam usá-lo sem medo.

“Pense sobre o que está ingerindo e exercite-se! Cérebro e pernas: esta é a receita para uma vida saudável”, conclui o médico. Luiz Marcelo Viarengo ainda pondera que caso um problema de circulação já esteja instalado, é necessário procurar um especialista o quanto antes. “Use seu cérebro e tome uma atitude! O importante é nunca se automedicar, mesmo que se trate de medicamentos ou substâncias naturais”.




Dor no ciático: 31 milhões de brasileiros têm

O maior nervo do corpo é termômetro para problemas cada vez mais comuns entre brasileiros.


Prótese de silicone não prejudica processo de amamentação

Segundo especialista, procedimento não prejudica passagem do leite pelos seios da lactante.


Diferenças e riscos entre lipoaspiração e lipoescultura

Apesar dos nomes parecidos, procedimentos buscam objetivos muito diferentes com a gordura corporal.


Faça este teste para saber se você está ouvindo bem

Muitos não sabem, mas podem estar provocando perda auditiva ao abusarem do volume alto em diversas situações.


Rally dos Sertões promove ações de combate ao câncer

Ação social do Rally dos Sertões realizará cirurgias de câncer de colo de útero e de pele.


Drogas estão cada vez mais presentes nas estradas

O uso das substâncias é preocupante e causa muitos problemas.


Visão noturna é prejudicada pelo excesso de álcool

Ministério da Saúde revela que uma em cada quatro pessoas costuma dirigir depois de beber.


Respirar adequadamente ajuda na hora do treino

Técnica quando bem executada aumenta as chances do exercício ser corretamente realizado e aproveitado.


HIV: 2,5 milhões são infectadas por ano

Quantidade anual de novas infecções permaneceu relativamente constante em nível preocupante.


A importância da vitamina D para as gestantes

Tomar sol é fundamental para o corpo obter essa vitamina, mas é preciso ter cautela na reposição.