Mioma no útero é confundido com câncer

Segundo a Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein, metade das mulheres brasileiras entre 30 e 50 anos são portadoras de mioma, nódulos que se desenvolvem na parede do útero.


Da Redação

19/06/2012 - 19:00

Apesar de parecer grave, a maioria desses casos não traz sintomas, mas são comumente confundidos com câncer, provocando sofrimento e preocupações infundadas.  O importante é que a mulher faça, constantemente, os exames ginecológicos de rotina e, caso haja algum tipo de suspeita, peça o esclarecimento médico e faça exame de ultra-som, que é o principal exame para detecção dos miomas e pode constatar sua presença e também a localização.

A confusão com o câncer tem fundamento. O câncer de colo de útero se desenvolve praticamente sem sintomas, assim como os miomas. No câncer, quando aparecem sintomas, eles são bem semelhantes aos do mioma. “Sangramentos prolongados, sem intervalos, ou após as relações sexuais. Em casos mais avançados, pode provocar dor no abdome, ao urinar ou até cólicas intestinais”, explica Dr. Amândio Soares, Diretor da Oncomed BH.

Um dos sintomas do mioma, quando há um crescimento exagerado do nódulo, é a falsa gravidez. “É muito raro um mioma chegar a esse ponto, mas pode ocorrer a dilatação do abdômen quando o nódulo atinge seu tamanho máximo, aproximadamente o de uma bola de basquete”, comenta Amândio.

Outros indícios do mioma são sangramentos mais volumosos, que podem ser notados pelo aumento do número de absorventes que a mulher usa durante a menstruação, período menstrual mais longo e cólicas mais intensas, ou até mesmo sangramentos fora do período menstrual, às vezes com coágulos.

Apesar das semelhanças, o mioma não pode ser considerado um câncer e nem sempre traz problemas à saúde feminina. Cada nódulo surge a partir de uma célula muscular com predisposição genética para o crescimento, que se expande a partir do contato com o hormônio feminino estrogênio. “É por isso que os miomas normalmente aparecem na idade fértil da mulher e costumam desaparecer depois que a taxa hormonal feminina cai, na menopausa”, comenta o médico.




País terá neste sábado Dia de Mobilização para Combate ao Aedes aegypti

A ideia é mobilizar famílias no combate ao mosquito transmissor do Zika, que também é vetor da dengue e da chikungunya.


Veja como o pilates pode atuar no controle da Diástase

A diástase do reto abdominal é uma abertura da linha média (a linha que divide o abdômen verticalmente).


Cirurgia bariátrica pode diminuir a vontade de comer açúcar

Fazer uma reeducação alimentar após passar por algum procedimento cirúrgico para redução de peso é essencial.


Campanha de prevenção do câncer enfatiza hábitos de vida saudáveis

INCA alerta para excesso de peso e sedentarismo como fatores de risco, e lança as estimativas para 2016.


Carnaval: cuidado com as DSTs

Infectologista dá dicas para os foliões aproveitarem as festas sem comprometer a saúde.


Diagnóstico de daltonismo deve ser feito na infância

Especialista do Hospital CEMA explica como lidar com o distúrbio que afeta 8% da população mundial.


Retiradas das amígdalas, em alguns casos, é indispensável

Especialista do Hospital CEMA explica qual a função deste órgão e quando a extração deve ou não ser realizada.


Produtos diet ajudam no combate à obesidade

Se você acha que os atuais problemas dos brasileiros se resumem à crise política e econômica, você pode estar muito enganado.


Uma nova realidade para o mercado de alimentos

Nos últimos anos temos acompanhado uma mudança significativa no comportamento da população quando o assunto é o consumo de alimentos.


Brasil expõe em feira odontológica de Dubai

AEEDC é a maior feira do setor odontológico do Oriente Médio e do norte da África.





Copyright © 2016 Todos os direitos reservados