Mioma no útero é confundido com câncer

Segundo a Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein, metade das mulheres brasileiras entre 30 e 50 anos são portadoras de mioma, nódulos que se desenvolvem na parede do útero.


Da Redação

19/06/2012 - 19:00

Apesar de parecer grave, a maioria desses casos não traz sintomas, mas são comumente confundidos com câncer, provocando sofrimento e preocupações infundadas.  O importante é que a mulher faça, constantemente, os exames ginecológicos de rotina e, caso haja algum tipo de suspeita, peça o esclarecimento médico e faça exame de ultra-som, que é o principal exame para detecção dos miomas e pode constatar sua presença e também a localização.

A confusão com o câncer tem fundamento. O câncer de colo de útero se desenvolve praticamente sem sintomas, assim como os miomas. No câncer, quando aparecem sintomas, eles são bem semelhantes aos do mioma. “Sangramentos prolongados, sem intervalos, ou após as relações sexuais. Em casos mais avançados, pode provocar dor no abdome, ao urinar ou até cólicas intestinais”, explica Dr. Amândio Soares, Diretor da Oncomed BH.

Um dos sintomas do mioma, quando há um crescimento exagerado do nódulo, é a falsa gravidez. “É muito raro um mioma chegar a esse ponto, mas pode ocorrer a dilatação do abdômen quando o nódulo atinge seu tamanho máximo, aproximadamente o de uma bola de basquete”, comenta Amândio.

Outros indícios do mioma são sangramentos mais volumosos, que podem ser notados pelo aumento do número de absorventes que a mulher usa durante a menstruação, período menstrual mais longo e cólicas mais intensas, ou até mesmo sangramentos fora do período menstrual, às vezes com coágulos.

Apesar das semelhanças, o mioma não pode ser considerado um câncer e nem sempre traz problemas à saúde feminina. Cada nódulo surge a partir de uma célula muscular com predisposição genética para o crescimento, que se expande a partir do contato com o hormônio feminino estrogênio. “É por isso que os miomas normalmente aparecem na idade fértil da mulher e costumam desaparecer depois que a taxa hormonal feminina cai, na menopausa”, comenta o médico.




Controlar o peso pode ajudar a engravidar

O risco de hipertensão, parto prematuro e diabetes gestacional são maiores entre as gestantes com excesso de peso


Minas Gerais confirma sete mortes por febre amarela

O último boletim epidemiológico contabilizava 184 casos notificados da doença.


Conheça os benefícios que o caqui oferece à saúde

Neste artigo mostraremos os principais benefícios do caqui para a saúde.


7 mitos sobre suplementos alimentares

Tudo o que você precisa saber para acabar com o preconceito desses produtos.


Anvisa aprova registro de remédio à base de maconha

Medicamento ajuda no tratamento de adultos com esclerose múltipla.


Trocar o carro pela bicicleta exige alguns cuidados

A busca por hábitos mais saudáveis, principalmente no verão, faz muita gente trocar o carro pela bicicleta.


Número de pessoas com pressão alta aumenta no mundo

Estima-se que 3,5 bilhões de indivíduos tenham pressão arterial alta, mostra estudo.


Despesas com tabagismo custam US$ 1 trilhão por ano

Tabagismo pode custar aos países mais de US$ 1 trilhão por ano, diz OMS.


Brasil registra 1.982 mortes pelo vírus H1N1 em 2016

Ao todo, foram registradas 2.220 mortes pelos diversos tipos de influenza.


Dor de cabeça em crianças e adolescentes

A criança que tem dor de cabeça não tratada pode apresentar comprometimento no rendimento escolar.