Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Balança do agronegócio tem saldo positivo

Balança do agronegócio tem saldo positivo

09/05/2016 Divulgação

O valor de abril representou 52,5% de todo o valor exportado pelo Brasil no mês.

Balança do agronegócio tem saldo positivo

Com um aumento de 14,3% em abril deste ano, na comparação com o mesmo mês de 2015, as exportações do agronegócio brasileiro alcançaram um total de US$ 8,08 bilhões.

Como os preços internacionais dos produtos agropecuários têm registrado queda, o resultado só foi obtido graças ao aumento na quantidade de produtos exportados, informou o Ministério da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento (Mapa).

De acordo com o Balanço Comercial do Agronegócio, divulgado nesta segunda-feira (9) pelo ministério, o saldo positivo das exportações subiu de US$ 5,95 bilhões para US$ 7,1 bilhões, na comparação entre abril de 2015 e abril de 2016. Já as importações apresentaram queda de US$ 1,12 bilhão para US$ 972,63 milhões entre março de 2015 e abril de 2016: uma queda de 12,9%.

“As vendas externas contribuíram para termos superávit, enquanto as exportações de produtos dos demais setores apresentaram déficit de US$ 2,2 bilhões”, disse a secretária de Relações Internacionais do Agronegócio do Mapa, Tatiana Palermo.

“Nos primeiros quatro meses, o crescimento foi 10,2% na comparação com 2015, com um saldo de US$ 24 bilhões no agronegócio. Já os demais foram deficitários em US10,9 bilhões. Com isso, o superávit total da balança ficou em US$ 13,2 bilhões”, acrescentou.

Os destaques para o período entre janeiro e abril, segundo a secretária, foram a soja, com um aumento de 43% no valor e de 63% em quantidade; o sucroalcooleiro, que aumentou em 8,3% o valor e em 23,4% a quantidade; o milho, com um aumento de 109,5% no valor e de 137,8% na quantidade exportada.

Os produtos florestais apresentaram uma alta de preço de 2,6%, e de 16,4% na quantidade exportada; o algodão aumentou, em valor, 34,7%, e em quantidade 41,9%. O cacau também mereceu destaque e, com um aumento de 9,2% em seu valor registrou aumento de 13,4% na quantidade exportada.

“Tivemos um resultado muito bom também nos produtos de proteína animal exportado”, acrescentou.

Com preço praticamente estável, as carnes em geral aumentaram 17,9% em termos de quantidade exportada. O frango in natura aumentou em 16,6%. A carne bovina in natura teve aumento de 7,4% no valor de mercado, e, em quantidade vendida, aumentou em 18,5%.

A carne suína in natura aumentou em 22,5% seu valor, e em 71,4% a quantidade. “Também merecem destaque os pescados. Exportamos 27,9% a mais em valor, e 29,7% a mais em quantidade."

Segundo o Mapa, os cinco principais setores exportadores em abril foram o de soja, que exportou US$ 4,04 bilhões, valor 30,6% superior ao registrado em abril do ano passado; carnes, que totalizaram US$ 1,2 bilhão (4,4% a mais); produtos florestais, que exportou US$820 milhões (queda de 2,7% na comparação com o mesmo mês).

O complexo sucroalcooleiro exportou US$ 526,28 milhões. Na comparação com abril do ano passado o crescimento da exportação fica em 64,9%.

“Esses cinco complexos foram responsáveis 78,2% do exportado pelo agronegócio.

Temos concentração muito grande nesses cinco complexos. A soja representa 32,6% do total exportado pelo agronegócio. As carnes, 15,7%; os produtos florestais (papel, celulose e madeiras) representa 12% do exportado; o sucroalcooleiro 9,6%; e o de cereais 8,2%.

O café registrou queda em termos percentuais (-29,3%), e exportou US$ 371,49 milhões. Tatiana Palermo explicou que essa queda no café é momentânea. “Estamos na entressafra, mas deveremos anunciar ainda uma safra recorde."

Fonte: Agência Brasil 



Conab estima 284,4 milhões de toneladas de grãos para safra 2021/22

Estimativa indica crescimento de 12,5% sobre a colheita anterior.

Conab estima 284,4 milhões de toneladas de grãos para safra 2021/22

Prêmio da Região do Cerrado Mineiro reconhece os melhores cafés de 2021

Premiação apoiada pelo Sebrae Minas valoriza o trabalho dos produtores e a intercooperação.

Prêmio da Região do Cerrado Mineiro reconhece os melhores cafés de 2021

O avanço da diversidade no agronegócio do Brasil

A Covid-19, dentre as duras lições impostas à humanidade, deixou muito claro não ser mais possível postergar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas.

O avanço da diversidade no agronegócio do Brasil

O agro mais tech do que nunca

O agronegócio continua sendo destaque dentro da economia brasileira.

O agro mais tech do que nunca

Projetos de agricultura sustentável vão receber US$ 1,2 bi do BID

Valor será investido em pequenos negócios e regularização fundiária.

Projetos de agricultura sustentável vão receber US$ 1,2 bi do BID

Adubação orgânica aumenta rentabilidade no campo

Com aposta na alternativa, agricultores familiares apontam crescimento e diversificação da produção, além de melhoria na qualidade do solo.

Adubação orgânica aumenta rentabilidade no campo

Abate de frangos e suínos no Brasil registra recorde, diz IBGE

Foram abatidos 13,72 milhões de suínos e 1,54 bilhão de frangos

Abate de frangos e suínos no Brasil registra recorde, diz IBGE

Programa Irriga Minas beneficia mais de 700 agricultores familiares em 2021

Ações consistem na entrega e no suporte para a instalação de kits de irrigação.

Programa Irriga Minas beneficia mais de 700 agricultores familiares em 2021

João Pinheiro recebe o 1º Encontro Sucroenergético do Noroeste Mineiro

Sucronoroeste será realizado dia 4 de dezembro, no Sítio Chapecó, com entrada gratuita.

João Pinheiro recebe o 1º Encontro Sucroenergético do Noroeste Mineiro

Ipea prevê cenário positivo para a produção agrícola em 2022

Perspectiva é de safra recorde para a soja, diz Conab.

Ipea prevê cenário positivo para a produção agrícola em 2022

Mudanças climáticas já afetam portos brasileiros, aponta estudo

Setor portuário precisará se tornar mais resiliente para evitar uma série de prejuízos aos usuários e para a economia no futuro, diz estudo.

Mudanças climáticas já afetam portos brasileiros, aponta estudo

Projeto de Lei destina R$ 3 bilhões a produtores rurais

Crédito vai beneficiar ministérios e cerca de 14 mil produtores rurais.

Projeto de Lei destina R$ 3 bilhões a produtores rurais