Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Alergias de inverno e COVID-19 – como não confundir os sintomas

Alergias de inverno e COVID-19 – como não confundir os sintomas

03/06/2020 Divulgação

Durante o Outono e Inverno algumas alergias e doenças respiratórias surgem com mais frequência por causa do tempo seco.

A asma, que atinge entre 10% e 25% da população brasileira, e a rinite, que segundo estudo ISSAAC (Internacional Study of Asthma and Allergies) compromete cerca de 26% crianças e 30% dos adolescentes, são as mais prevalentes.

O ar seco e frio comum entre o outono e o inverno age nas vias respiratórias como um irritante e, no caso das alergias, as vias aéreas que já estão inflamadas manifestam sintomas respiratórios ao entrarem em contato com o ar seco e frio.

Porém em tempo de pandemia da covid-19, os sintomas das doenças alérgicas e respiratórias se assemelham aos da doença causada pelo novo coronavírus: espirros, coriza, obstrução nasal, coceiras no nariz, ouvido, garganta, tosse e falta de ar.

A Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (ASBAI) ressalta que as alergias não causam febre, ao contrário do que acontece em pacientes com a covid-19. Portanto, muita atenção aos sintomas para não ir ao pronto-atendimento desnecessariamente, colocando a sua vida e a do outro em risco.

Fonte: ASBAI e Gengibre Comunicação



Fhemig abre novas vagas temporárias para BH e Patos de Minas

Fundação busca recreador educacional, médicos e técnico em contabilidade.


Brasil registra a maior queda na média móvel de óbitos por Covid-19 desde o início da pandemia

Com queda de 31,24% nos últimos 14 dias, média móvel de óbitos pela doença segue na faixa de 200 por sete dias consecutivos.


Mais 1 milhão de doses da Pfizer desembarcaram no país neste domingo

O Brasil recebeu mais um voo com vacinas Covid-19.


Mais de 230 milhões de doses já foram aplicadas nos braços dos brasileiros

144,3 milhões de pessoas receberam a primeira dose da vacina Covid-19 e outras 86 milhões concluíram o esquema vacinal.


Ministério da Saúde distribui mais de 22 milhões de vacinas Covid-19 em sete dias

Com a conclusão do envio para primeira dose da população adulta, vacinas são destinadas para novas etapas da campanha e para completar o ciclo vacinal da população.


70 milhões de brasileiros já tomaram as duas doses ou a dose única da vacina

Número representa quase 44% da população adulta do país.


O Brasil está entre os quatro países que mais vacinam a população

Ampla adesão da população ao programa de imunizações ajuda o Governo Federal a colocar fim no caráter pandêmico da Covid-19; número soma as doses 1 e 2 das vacinas.


Brasil registra menor média móvel de mortes pela Covid-19 desde 5 de janeiro

Índice está em queda desde junho deste ano; mais de 81% da população adulta já receberam a primeira dose da vacina.


Brasil atinge mais de 190 milhões de doses de vacinas Covid-19 aplicadas

Números somam as primeiras, segundas e doses únicas já no braço da população brasileira.


Mais de 1 milhão de adolescentes de 12 a 17 anos já foram vacinados contra a Covid

Orientação é que a imunização dos adolescentes só seja iniciada depois que os municípios aplicarem a primeira dose em toda a população adulta.


Saúde distribui mais 7 milhões de doses de vacinas Covid-19 para todo o Brasil

A primeira dose já chegou para mais de 127 milhões de brasileiros, ou seja, 79% da população adulta do país.


Brasil terá produção nacional de vacinas Covid-19 da Pfizer

Anúncio da parceria com a farmacêutica brasileira Eurofarma é mais um passo para reforçar o complexo industrial de saúde no país