Portal O Debate
Grupo WhatsApp

A tragicômica amnésia da esquerda

A edição 2019 do Fórum Econômico Mundial, em Davos (Suíça), exibiu a faceta mais dramática da esquerda brasileira: a amnésia.


Multiplicai-vos, chatos!

Adoecemos. Ontem estávamos à margem do precipício.

Multiplicai-vos, chatos!

O estado delinquente de poder

Este é um raro e histórico momento quando os pilantras estão encurralados.



Entre mulas, idiotas e excelências

Está sacramentado o divórcio entre a majoritária opinião pública e os atuais membros do Congresso Nacional.

Entre mulas, idiotas e excelências

Os três patetas da República

Impressiona a covardia e desvergonha exibida pela atual triarquia do poder.

Os três patetas da República

O circo de Michel Temer

Para a alta cúpula político-palaciana, o Povo brasileiro é absolutamente desprezível.



Pela latrina da História

A presidente Dilma Rousseff deixará o poder pelas vielas do esgoto planaltino.


Trupe do angu

A sucessão de erros grotescos talvez seja um caso inédito numa democracia ocidental.


A realidade paralela de Dilma

Enquanto estoca vento, beatifica milho e santifica a mandioca, a presidente da República parece viver noutro planeta.



Delcídio, o epitáfio do PT

Naquela fatídica e turbulenta quarta-feira, 25 de novembro de 2015, coube ao ex-presidente do Congresso Nacional, o simpático senador Garibaldi Alves Filho (PMDB/RN), as palavras que melhor poderiam traduzir o cenário e o clima do Senado Federal após a histórica prisão do petista Delcídio do Amaral (PT/MS), líder do governo.


Nova CPMF: o pixuleco da Dilma

O cenário político revela que são cada vez mais escassas as mandiocas que alimentam os porcos de colarinho branco.


O teorema da lambança

Pouco mais de 54 milhões de brasileiros foram levados — espontaneamente ou via terrorismo oficioso — a crer que 'a vida será ainda melhor' que a propaganda política apresentada pelo PT e que a mudança, necessária para tirar o Brasil do mar de lama onde está enfiado, virá através da manutenção do (des)governo da petista Dilma Rousseff.