Portal O Debate
Grupo WhatsApp


7 dicas para reduzir os episódios de xixi na cama

7 dicas para reduzir os episódios de xixi na cama

04/10/2019 Da Redação

Quando a enurese ocorre mais de uma vez ao mês ou se vier acompanhada de outros sintomas, os pais devem levar a criança a um urologista para uma avaliação.

Tudo vai bem até que o sono de toda a família é interrompido por causa de mais um episódio de xixi na cama. Levantam a mamãe e o papai para trocar as roupas de cama e dar banho na criança, que acordou toda molhada e, na maioria das vezes, frustrada. 

Até os 5 anos de idade, é considerado normal que isso ocorra, afinal, a criança ainda não tem a capacidade de controlar a urina durante à noite. Porém, quando a situação continua a acontecer após esta idade, ou mais de uma vez ao mês, a melhor coisa a fazer é identificar as causas do problema. "Podem haver diversos fatores. Na maioria das vezes, é um processo de desenvolvimento do controle da micção que, associado ao sono profundo, comum nesta fase da vida, acaba gerando vontade de urinar durante o sono. Mas também é preciso investigar se há alguma causa física, como incontinência urinária, problemas na bexiga, neurológicos ou outros", afirma Dr. Renato Falci, urologista e membro do comitê científico do Instituto Lado a Lado pela Vida.

Segundo ele explica, o nome técnico do “xixi na cama” é enurese noturna. Assim é denominada pelos médicos a perda involuntária de urina durante o sono, que ocorre entre o período do desfralde (momento em que se retira as fraldas das crianças) até o perfeito controle da urina (esfincteriano) que se completa com o crescimento. “Apesar de fazer parte do processo natural do crescimento da criança, ela pode causar estresse na vida familiar”, avalia Dr. Falci.

Durante o primeiro ano de vida, a criança não tem controle algum sobre sua micção. Ela ocorre espontaneamente como um reflexo, ou seja, a bexiga enche e esvazia automaticamente. A partir de um ano de idade, o cérebro da criança já começa a perceber que a bexiga está cheia, mas ainda não há maturidade para controlar a micção.

O médico esclarece que a completa maturidade com controle voluntário da micção pela criança ocorre em idades variáveis. “Aos 5 anos de idade, 85% das crianças têm controle completo. Já o restante torna-se continente num ritmo de 15% ao ano”. Os casos de enurese durante a puberdade e na vida adulta são raros, mas podem acontecer.

O médico alerta que, quando a enurese ocorrer mais de uma vez ao mês ou quando for acompanhada de outros sintomas urinários como perdas de urina, vontade urgente de urinar, jato intermitente ou infecções, os pais devem levar a criança a um urologista para uma avaliação especializada.

Outro ponto importante é que quanto mais cedo o desfralde, menor será o controle da criança sobre a vontade de urinar. “Muitos pais ficam preocupados e ansiosos para que a fase do xixi na cama passe logo. Mas para saber se há motivos para se preocupar, é preciso observar se a criança urina normalmente e tem controle da micção durante o dia, se urina com bom fluxo, sem gotejamento ou interrupções”, afirma Dr. Falci, reforçando que os casos de enurese noturna desaparecem naturalmente com o crescimento da criança, na imensa maioria dos casos.

“De qualquer forma, a avaliação do urologista tem como objetivo descartar doenças que podem estar por trás desse sintoma. A importância do diagnóstico correto está no fato de que outras doenças necessitam de tratamentos específicos”, diz. Para essa avaliação, os pais ou responsáveis precisam dar alguns dados importantes sobre a criança, como história familiar, quantidade e horário de ingestão de líquidos, hábitos e intervalos de micção, hábito intestinal, padrão do sono e histórico de doenças do trato urinário, entre outros.

O médico listou algumas dicas para minimizar os episódios envolvendo o xixi na cama:

1 - Leve a criança para esvaziar a bexiga antes de dormir

Faça com que a criança se habitue a fazer xixi sempre, antes de ir para cama.

2 - Adeque a ingestão de líquidos antes de dormir

Evite ingestão de líquidos após o jantar.

3 - Estabeleça padrões miccionais para a criança

Leve a criança para urinar periodicamente, para que ela esvazie a bexiga.

4 - Lance mão da tecnologia

Há hoje no mercado alarmes urinários, que acordam a criança assim que começa a urinar na cama. Assim ela pode levantar e ir ao banheiro. A adaptação a esse dispositivo deve ter orientação médica.

5 - Medicamentos podem ajudar

Há medicamentos que inibem a produção de urina à noite, mas que somente devem ser usados sob orientação médica.

6 - Esteja atento aos sinais emocionais

Algumas situações, como a chegada de um novo irmão ou mudança de escola, podem sinalizar que ela se sente amedrontada, triste ou até rejeitada, ocasionando a enurese. Fique atento aos sinais emocionais que seu filho possa dar. São situações naturais de uma família que uma educação balanceada entre controle e carinho resolvem com facilidade.

7 – Nunca castigue a criança que urinou na cama

A criança não faz xixi na cama porque quer, por isso as críticas e castigos só agravam a situação. Em vez disso, reconheça e elogie quando a roupa de cama amanhecer seca.

Instituto Lado a Lado pela Vida tem a missão de ampliar o acesso às novas tecnologias e humanizar a saúde de norte a sul do Brasil através do diálogo, do acolhimento e da promoção do bem-estar físico e emocional. Para isso, a equipe do Instituto percorre o país propagando a importância da prevenção, do autocuidado e da autoestima, levando para homens, mulheres e crianças essa conscientização de que a saúde é o bem mais valioso e merece atenção especial. Saiba mais e faça parte desse desafio e dessa nobre missão. www.ladoaladopelavida.org.br 

Fonte: Instituto Lado a Lado pela Vida



Dietas milagrosas não preparam o seu corpo para o Carnaval

Médico faz um alerta sobre os cuidados com a saúde.

Dietas milagrosas não preparam o seu corpo para o Carnaval

Como trabalhar nosso estoque de energia

Nossa energia é como uma montanha-russa. Em alguns dias, ela está em alta. Em outros, bem baixa.


Hipnose é um sistema de cura sem dor para quase todos os problemas

Você sabia que a forma como você pensa ou age tem origem 95% em seu subconsciente e apenas 5% no seu consciente?

Hipnose é um sistema de cura sem dor para quase todos os problemas

Conheça os diferentes tipos de pele dos bebês

Os bebês podem ter derme normal, sensível ou seca.

Conheça os diferentes tipos de pele dos bebês

Por que ler para seu filho?

Vemos muitas campanhas sobre leitura para crianças.

Por que ler para seu filho?

Idosos conquistam mais qualidade de vida com Pilates

A técnica melhora a força física, proporcionando muito mais disposição para quem chegou na terceira idade.

Idosos conquistam mais qualidade de vida com Pilates

38% das mortes por acidentes com crianças acontecem durante as férias

Segundo análise da ONG Criança Segura, durante as férias, trânsito, afogamento e queimadura são os acidentes de maior ocorrência.

38% das mortes por acidentes com crianças acontecem durante as férias

Como tratar e proteger os cabelos no verão

Exposição excessiva ao sol desencadeia o aumento da oleosidade e porosidade dos fios.

Como tratar e proteger os cabelos no verão

Não quer ganhar peso com as festas de fim de ano?

Juliana Vieira dá dicas para uma ceia mais saudável nos festejos.

Não quer ganhar peso com as festas de fim de ano?

Sete dicas para quem vai correr a São Silvestre

Alimentação leve, hidratação e o uso de meias de compressão são aconselhados para evitar problemas durante a prova.

Sete dicas para quem vai correr a São Silvestre

Cuidados na hora de presentear os filhos neste Natal

50% dos brasileiros afirmam que as crianças influenciam na decisão de compra.

Cuidados na hora de presentear os filhos neste Natal

Dicas nutricionais para quem deseja se tornar vegano

Os cuidados para quem deseja abolir a proteína animal da dieta.

Dicas nutricionais para quem deseja se tornar vegano