Portal O Debate
Grupo WhatsApp

A Reforma: evento histórico ou renovação diária?

A Reforma: evento histórico ou renovação diária?

21/09/2017 Anna Bowness-Park

"Deus é Amor". Mais do que isto não podemos pedir, mais alto não podemos olhar, mais longe não podemos ir”.

A Reforma: evento histórico ou renovação diária?

Quando o teólogo alemão Martinho Lutero afixou suas 95 teses às portas da Igreja de Todos os Santos, em Wittenburg, na Alemanha, em outubro de 1517, ele provavelmente teria ficado surpreso se alguém lhe tivesse dito que o mundo cristão ainda hoje estaria falando sobre ele e sobre a mudança radical pela qual o cristianismo passou desde aquela época. Este ano marca o 500º aniversário desse evento que revolucionou a mente dos cristãos e fez com que eles repensassem seu relacionamento com Deus.

Lutero não foi o único reformador na época, mas sua posição corajosa, ao lado de outros líderes como o inglês William Tyndale, inspira consideração e respeito. Talvez o ponto mais importante que esses reformadores perceberam tenha sido a necessidade de a Bíblia ser traduzida do latim e do grego, línguas que a maioria das pessoas não conseguia ler, para o idioma comum do povo.

Por que isso foi tão importante? Porque no âmago dessa mudança estava o desejo deles de que todos conhecessem e compreendessem a Deus, por meio da “Palavra”, e a Jesus, o Cristo, por meio de suas próprias palavras e obras. Naquele tempo, era ensinado às pessoas que Deus estava distante e devia ser temido, e que a Palavra só podia ser interpretada por uma autoridade religiosa. Uma vez que as pessoas passaram a ler elas mesmas a Bíblia, algumas começaram a ter vislumbres de Deus como algo mais, inclusive como o Amor, e a desejar ter um relacionamento direto com Ele.

Pensando sobre isso, me perguntei: E se nós considerássemos a Reforma não apenas como um evento histórico, mas também como uma oportunidade diária de reformar a maneira como compreendemos a natureza de Deus e nosso relacionamento com Ele?

Foi então que compreendi que isso descreve exatamente minha própria experiência. Quando adolescente, estudei em um colégio interno cristão muito rigoroso que tendia a ensinar que Deus era uma deidade distante, que devia ser obedecida e temida. As palavras da Bíblia pareciam irrelevantes para minha vida atarefada, e tão distantes e incompreensíveis como aquelas passagens em grego e em latim que Lutero e Tyndale lutaram para colocar em idiomas populares. Abandonei a escola e a Bíblia.

Mas, depois dos vinte anos, acabei recorrendo de novo à Bíblia. O que me levou a isso foi uma declaração da reformadora cristã Mary Baker Eddy, declaração que se encontra no início de sua principal obra, Ciência e Saúde com a Chave das Escrituras, publicada em 1875: “ "Deus é Amor". Mais do que isto não podemos pedir, mais alto não podemos olhar, mais longe não podemos ir”.

Essa declaração simples, porém, profunda, destaca as palavras do Apóstolo João, o que me inspirou a procurar na Bíblia o fio condutor desse senso infinito sobre o Amor divino. Ali, por meio dos ensinamentos e das curas de Jesus, descobri uma nova e relevante perspectiva a respeito de Deus e Sua criação.

Esse foi o começo de uma renovação em meu relacionamento com Deus, com um profundo efeito sanador em um momento em que eu lutava com a tendência a me criticar em tudo. Recorrendo diariamente aos ensinamentos de Jesus, comecei a ver a mim mesma como uma Filha de Deus e a reconhecer que Deus é o Amor. Pela primeira vez, senti-me amada de forma divina e incondicional. Foi uma reforma radical na maneira como eu via a Deus e a mim mesma. Quando isso aconteceu, parei de me criticar impiedosamente e minha vida melhorou de muitas maneiras.

A Reforma é conhecida principalmente como um período histórico no Cristianismo. Mas a reforma também pode ser um aprofundamento diário na nossa compreensão de Deus, e isso na prática traz cura. Reconhecer isso nos estimula a ser gratos pelos grandes homens e mulheres que, ao longo do tempo, tiveram a coragem de falar, até mesmo de arriscar a vida, para que hoje tivéssemos a oportunidade de compreender melhor a Deus.

Anna Bowness-Park é praticista da Ciência Cristã que escreve sobre a relação entre espiritualidade e saúde, e sobre como a oração pode desempenhar um papel importante em nossa vida. É Comitê de Publicação para a Colúmbia Britânica, no Canadá.

Este artigo foi publicado na edição impressa do Times Colonist, em 12 de agosto de 2017. 



Troco Solidário Havan beneficia mais de 140 instituições

Somente no primeiro semestre de 2022, foram arrecadados mais de R$ 6 milhões nas lojas da rede.


O ego e outras drogas

Acho muito pouco elegante usar a si mesmo como referência ou um autor citar uma frase de sua própria autoria para exemplificar algo.

O ego e outras drogas

Pé chato em crianças a partir dos 7 anos deve ser avaliado por especialistas

Cerca de 4% das crianças não desenvolvem o arco plantar e podem ter problemas nos membros inferiores na vida adulta.

Pé chato em crianças a partir dos 7 anos deve ser avaliado por especialistas

O perigo de quedas e a prevenção de acidentes domésticos com idosos

O aumento da expectativa de vida nos últimos anos aumentou, e como consequência, tivemos um crescimento significativo de idosos.

O perigo de quedas e a prevenção de acidentes domésticos com idosos

Havan contempla mais 16 projetos sociais e culturais por meio de leis de incentivos

No segundo trimestre de 2022, varejista destinou mais de R$ 1,6 milhão aos projetos de lei federal.

Havan contempla mais 16 projetos sociais e culturais por meio de leis de incentivos

Atividades para acalmar crianças autistas

Lidar com as emoções nem sempre é fácil.

Atividades para acalmar crianças autistas

Por que se desconectar da internet?

É comum querermos proteger e privar crianças e adolescentes do uso constante do celular.

Por que se desconectar da internet?

Dia mundial dos avós

Neste domingo, 24 de julho de 2022, comemoramos o II Dia Mundial dos Avós.

Dia mundial dos avós

Joanete pode afetar até 30% das mulheres na fase adulta da vida

O hálux valgo, mais conhecido como “joanete” é uma das deformidades mais comuns dos pés.

Joanete pode afetar até 30% das mulheres na fase adulta da vida

A geopolítica da saúde de todos nós

Até fevereiro deste ano, a grande pauta dos negócios internacionais eram os efeitos da pandemia sobre as economias do mundo.

A geopolítica da saúde de todos nós

Brasileiro troca refeição por lanche, aponta estudo

Um dos motivos é a alta nos preços dos alimentos.

Brasileiro troca refeição por lanche, aponta estudo

Significado de sonhar com animais

O ponto mais importante é aprender a identificar os detalhes de cada sonho.

Significado de sonhar com animais