Portal O Debate
Grupo WhatsApp

A vida não termina no calvário!

A vida não termina no calvário!

24/03/2021 Padre Marcio Prado

A Semana Santa inicia com o Domingo de Ramos, quando Jesus entra em Jerusalém e é saudado pelo povo como rei.

A vida não termina no calvário!

Chegamos a uma das mais importantes semanas para o cristianismo, a Semana Santa, a "Semana Maior", a "Semana das semanas", ousaria eu dizer. Mas como celebrar o mistério da Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus nas atuais circunstâncias? 

A questão que se repete: os filhos de Deus sempre fizeram festa após duras provas, momentos complicados. E hoje, nós somos convidados a fazer essa experiência na Semana Santa, que culmina com a Páscoa, o principal evento, o coração da fé cristã. Toda vida de Jesus Cristo foi de entrega, doação, amor e misericórdia.

A Semana Santa inicia com o Domingo de Ramos, quando Jesus entra em Jerusalém e é saudado pelo povo como rei. Foi a única vez que o Senhor permitiu ser honrado, e que lição bela deu ao permitir tal ação do povo. Ele permitiu ser saudado, honrado e aclamado sobre um burrinho. Jesus não entrou de maneira majestosa, não emprestou um cavalo ou uma carruagem do rei Herodes. Ele não entrou pelas ruas da cidade antiga com pompas, afinal, seu reinado nunca foi assim. 

Desde seu nascimento, Jesus veio pobre, humilde; cresceu no escondimento de Nazaré e, somente depois, aos 30 anos, iniciou sua vida pública. No entanto, continuava a exercer o ministério de forma humilde e misericordiosa. 

A Semana Santa inicia com a entrada de Jesus em Jerusalém e termina com a Ressurreição. Mas no meio temos a Paixão do Senhor. Nessa semana, a liturgia fala das perseguições que Jesus sofreu, das traições, de sua solidão, do sentimento de abandono, da morte e da vida. Na quinta-feira Santa temos a Missa da Ceia do Senhor, conhecida como celebração do "Lava-pés", na sexta-feira a celebração da Paixão do Senhor e na vigília do sábado a Páscoa do Senhor. 

Teremos uma grande e importante semana, uma grande festa, mas ainda num cenário complicado de saúde pública. Que desafio! Que tempo vivemos! Viveremos mais uma Semana Santa semelhante à do tempo de Jesus. Brigas políticas, divisões no meio religioso e  pessoas que estão assistindo tudo, algumas apreensivas e outras com indiferença.

Se viveremos mais uma Semana Santa aos moldes da primeira, nada de desespero por causa disso, vivamos com fé. Pois Jesus venceu o mal na obediência ao Pai. Sim, a Vida vence a morte, a Esperança vence o desespero, e a confiança renasce frente ao medo.

Por fim, nada de desânimo! Entremos na Semana Santa, aliás parece que nossa vida é uma Semana Santa, não é? Entremos com Jesus em Jerusalém (nossa casa, nosso trabalho). Como Ele, ora somos aclamados e ora somos injuriados… Entremos na Jerusalém do nosso coração, na confusão que muitas vezes ali está presente, mas como Jesus, foquemos na vontade do Pai, Ele está conosco! Entremos em Jerusalém com Jesus e por Jesus, e vamos imitá-lo.

Nesta Semana Maior, mesmo à distância ou não, participe com muita fé das celebrações. No domingo de Ramos e na Sexta-feira Santa escutaremos a narração do caminho do calvário de Jesus. Convido você a se colocar no lugar dele e pedir a Deus a graça de responder às maldades e adversidades como Ele. No atual calvário que vivemos, olhemos para Jesus e vamos nos levantar das quedas, consolar os desesperados e perdoar os que nos fazem mal. 

No calvário da vida, vamos imitá-Lo na obediência, no amor, no sacrifício por amor ao Pai. Viveremos assim a melhor Semana Santa, a melhor Páscoa, porque a vida não termina no calvário e nem no sepulcro. A vida em Cristo é eterna!

* Padre Marcio Prado, natural de São José dos Campos (SP), é sacerdote da Comunidade Canção Nova e autor dos livros “Entender e viver o Ano da Misericórdia” e “Via-sacra do Santuário do Pai das Misericórdias”, pela editora Canção Nova.

Para mais informações sobre a Páscoa clique aqui...

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Fonte: Fundação João Paulo II / Canção Nova



O Influenza também está no nosso foco

Falar em vacinação nos dias de hoje nos tende a remeter quase que exclusivamente ao combate à Covid-19.

O Influenza também está no nosso foco

A nova era da Telemedicina no Brasil

Alguns números atestam que as consultas virtuais estão sendo utilizadas cada vez mais no país.

A nova era da Telemedicina no Brasil

Para onde foram os nutrientes que estavam aqui?

A maioria das culturas vegetais são produzidas com a ajuda de solos fertilizados. O alto uso de fertilizantes nitrogenados tende a reduzir o teor de vitamina C em muitas frutas e hortaliças.


Transtornos psiquiátricos catalisados pelo luto de vítimas de COVID-19

Médico psiquiatra comenta a situação exclusiva de pessoas que perderam parentes queridos durante a pandemia. A ansiedade e o transtorno de humor são os mais prevalentes nesses casos.

Transtornos psiquiátricos catalisados pelo luto de vítimas de COVID-19

Pesadelo na hora do sono: apneia atinge 70 milhões de brasileiros

Por muito tempo o hábito de roncar tem sido visto como motivo de chacota ou algo corriqueiro.

Pesadelo na hora do sono: apneia atinge 70 milhões de brasileiros

Qual é o melhor presente do dia das mães?

O mês de maio é reconhecido como o mês das mães em vários lugares do mundo.

Qual é o melhor presente do dia das mães?

A felicidade faz parte do trabalho

“Trabalhe com o que ama e não precisará trabalhar um único dia em sua vida.”

A felicidade faz parte do trabalho

Cinco hábitos que prejudicam as mãos e como mudá-los

O WhatsAppinite, por exemplo é uma tendinite causada pelo uso excessivo do celular.

Cinco hábitos que prejudicam as mãos e como mudá-los

Saiba como escolher os melhores vinhos para sua comemoração

Reunir as pessoas mais queridas, escolher a playlist, caprichar na decoração e acertar no cardápio e arrasar na escolha dos vinhos.

Saiba como escolher os melhores vinhos para sua comemoração

Criança precisa de rotina

Para os pais que acreditam que o filho precisa ter tudo o que eles não tiveram, melhor rever o conceito.

Criança precisa de rotina

Raciocínio rápido e boa memória de longo prazo podem ser sinais de superinteligência

Conheça cinco sinais que podem indicar altas habilidades/superdotação, de acordo com a Associação Mensa Brasil.

Raciocínio rápido e boa memória de longo prazo podem ser sinais de superinteligência

A Páscoa da paz

Um diagnóstico sobre o drama da guerra nunca será completo sem um olhar de fé.

A Páscoa da paz