Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Aprender a aprender: a transição do negócio tradicional para o virtual

Aprender a aprender: a transição do negócio tradicional para o virtual

28/05/2020 Claudio Hernandes

Os extremos estão postos e a dificuldade é real e constante.

Aprender a aprender: a transição do negócio tradicional para o virtual

Imersos em uma nova lógica de funcionamento da vida, estamos reaprendendo sobre como nos portar e agir num mundo que até então tínhamos o “domínio”. Há quem diga que o desconhecido agora é uma constante e a todo o momento empresários e administradores recebem novas incertezas para driblar. Os extremos estão postos e a dificuldade é real e constante. Será essa uma nova realidade ou uma nova percepção de algo que sempre existiu? Independentemente disso, é cada vez maior a necessidade de aprender a aprender para lidar com o fluxo constante e acelerado de mudanças.

Necessidade de driblar as dificuldades com os recursos tecnológicos, encarar o temor do vídeo, câmeras, microfones, usar plataformas web, estabelecer contato com o cliente, com o fornecedor e estar presente no ambiente virtual, pronto para findar relações comerciais e de confiança num novo formato. O novo fascina alguns, mas aterroriza muitos. Precisamos aprender a lidar com o que nos desafia, com aquilo que é novidade.

Nesses novos tempos tem sido desafiador reestruturar a ordem do trabalho, dos estudos, das relações familiares, dos sentimentos e tantas outras práticas que somadas à insegurança e à fragilidade humana, nos oferecem um excelente momento para refletir como temos conduzido a nossa trajetória até o momento.

Neste contexto de questionamentos, de que maneira nossos negócios funcionam e que valores estão presentes todos os dias? O que entregamos para o nosso público e qual a relevância do nosso produto ou serviço na vida das pessoas? Ainda mais que antes, estas respostas precisam agora estar tão claras quanto possível para as empresas e para seus públicos.

O desafio de pensar e agir no ambiente corporativo e empresarial são reais. Enquanto muitos anônimos surgem nas redes sociais, ofertando serviços e recursos de recuperação do setor, profissionais e pesquisadores buscam compreender a realidade e traçar caminhos possíveis e viáveis com o término da crise.

 A busca por respostas obrigatoriamente nos remete a uma visita ao passado. Se torna fundamental olhar para o consumo e estruturação das atividades organizacionais até dias atrás. Para pensar o futuro empresarial um grande balanço da trajetória precisa ser feito, não é mesmo? Não há receita ou passos mágicos a serem seguidos para que tudo volte ao normal, pois a normalidade ainda é desconhecida. Uma vez que nada voltará a ser como antes e isto é consenso. Não podemos esperar que as fronteiras sejam novamente abertas sem nenhum pudor, que as pessoas voltem a consumir os mesmos produtos e a dividir o mesmo espaço de trabalho, pois parte dele certamente será virtual. Vale lembrar o que disse o filósofo Soren Kierkegaard: a vida só pode ser compreendida, olhando-se para trás; mas só pode ser vivida, olhando-se para frente.

Sobre estas variáveis que deixaram de ser sugestivas e são mais reais do que nunca, se faz necessário repensar sobre uma nova forma de estruturar produtos e serviços, tendo o digital e o presencial como faces da mesma moeda. O seu negócio está pronto para atuar virtualmente, o seu serviço atende a esta nova necessidade? As descobertas e respostas serão construídas mutuamente quando a retomada se der, de forma gradual e sensível ao novo normal.

* Claudio Hernandes é coordenador dos cursos de Processos Gerenciais e Negócios Digitais do Centro Universitário Internacional Uninter.

Fonte: Pagina 1 Comunicação



O peso da improbidade no destino das pessoas

O homem já em tempos pré-históricos se reunia em volta das fogueiras onde foi aperfeiçoada a linguagem humana.


Terapia de estimulação cerebral profunda pode reduzir até 80% dos tremores causados pelo Parkinson

A cirurgia é um recurso muito importante e deve ser considerada para alguns pacientes.

Terapia de estimulação cerebral profunda pode reduzir até 80% dos tremores causados pelo Parkinson

A educação é o caminho da liberdade

O atendimento socioeducativo ao adolescente em conflito com a lei é um desafio e necessita de um olhar resiliente e reflexivo, visto que é considerado um momento oportuno de mudanças.


O Influenza também está no nosso foco

Falar em vacinação nos dias de hoje nos tende a remeter quase que exclusivamente ao combate à Covid-19.

O Influenza também está no nosso foco

A nova era da Telemedicina no Brasil

Alguns números atestam que as consultas virtuais estão sendo utilizadas cada vez mais no país.

A nova era da Telemedicina no Brasil

Para onde foram os nutrientes que estavam aqui?

A maioria das culturas vegetais são produzidas com a ajuda de solos fertilizados. O alto uso de fertilizantes nitrogenados tende a reduzir o teor de vitamina C em muitas frutas e hortaliças.


Transtornos psiquiátricos catalisados pelo luto de vítimas de COVID-19

Médico psiquiatra comenta a situação exclusiva de pessoas que perderam parentes queridos durante a pandemia. A ansiedade e o transtorno de humor são os mais prevalentes nesses casos.

Transtornos psiquiátricos catalisados pelo luto de vítimas de COVID-19

Pesadelo na hora do sono: apneia atinge 70 milhões de brasileiros

Por muito tempo o hábito de roncar tem sido visto como motivo de chacota ou algo corriqueiro.

Pesadelo na hora do sono: apneia atinge 70 milhões de brasileiros

Qual é o melhor presente do dia das mães?

O mês de maio é reconhecido como o mês das mães em vários lugares do mundo.

Qual é o melhor presente do dia das mães?

A felicidade faz parte do trabalho

“Trabalhe com o que ama e não precisará trabalhar um único dia em sua vida.”

A felicidade faz parte do trabalho

Cinco hábitos que prejudicam as mãos e como mudá-los

O WhatsAppinite, por exemplo é uma tendinite causada pelo uso excessivo do celular.

Cinco hábitos que prejudicam as mãos e como mudá-los

Saiba como escolher os melhores vinhos para sua comemoração

Reunir as pessoas mais queridas, escolher a playlist, caprichar na decoração e acertar no cardápio e arrasar na escolha dos vinhos.

Saiba como escolher os melhores vinhos para sua comemoração