Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Auto-cancelamento, quem nunca?

Auto-cancelamento, quem nunca?

10/03/2021 Juliana Valentim

Cancelamento é o conceito da vez, palavrinha famosa que tem passado de boca em boca sempre ganhando roupas novas.

Auto-cancelamento, quem nunca?

Na essência, nada mais é do que um julgamento perpétuo ao que consideramos um erro grave do outro. Diante da nossa incapacidade de perdoar e esquecer, cancelamos as pessoas.

Nada que nunca tenha sido feito ao longo da história, mas, nos tempos atuais, o cancelamento ganha proporções compatíveis com o alcance da Internet. Ou seja, o cancelado é cancelado publicamente e por muito mais gente.

Talvez a pessoa tenha feito mesmo algo muito grave, mas o que vemos é um movimento para que repensemos este tipo de punição. Às vezes, ela é justa, às vezes, não. E isso serve pra gente com a gente mesma, quem nunca sofreu uma autopunição?

Todos nós conhecemos alguém que se cancelou, que nunca se perdoou por um erro do passado, por uma escolha, por uma estrada, por uma palavra que não deveria ter sido proferida. Há quem se cancele por toda uma vida! E sofre, é claro!

São pessoas que andam por essa terra sem se olhar nos olhos, com os espelhos sempre tampados para não enxergar o próprio reflexo. Todo mundo já se sentiu assim alguma vez na existência, como se não fosse digno de perdão.

Faz parte da natureza humana a vergonha de si mesmo, mas, em algum momento, ela precisa passar. E dar lugar a uma coisa bonita que nos faz seguir, sem carregar tantas culpas. Porque as coisas essenciais, invisíveis que são, cabem dentro do bolso ou na palma da mão. O resto é peso na alma, tralha que não compensa levar, é corrente que prende ao chão e atrapalha o caminhar.

Há indivíduos que possuem uma enorme facilidade em perdoar os outros, mas quando o assunto é o próprio erro, tratam-se com desdém. E não é justo negar a si mesmo um abraço! Se você não faz, quem o fará?

No fim das contas, no fim do mundo, qualquer que tenha sido o erro, a gente sempre pode voltar pra casa, para o aconchego do próprio peito, onde tem a cama pronta e rango no fogão, onde a música toca bem alto. Lulu Santos, talvez. A gente sempre pode voltar pra casa, para nossa casa de dentro... Outra vez!

* Juliana Valentim é jornalista e escritora, com vasta experiência também na área de comunicação corporativa. Autora de três livros, transita por diferentes gêneros literários, passando pelas crônicas, poesias e romances. 

Para mais informações sobre a Perdão clique aqui...

Fonte: LC Agência de Comunicação



Temos uma Mãe!

Assim como o mês de maio, outubro também é um mês dedicado a Maria.

Temos uma Mãe!

Sorriso nos olhos é cartão de visita no retorno presencial ao trabalho

Quem não gosta de ser recebido em um ambiente profissional com um sorriso largo dos colegas?

Sorriso nos olhos é cartão de visita no retorno presencial ao trabalho

Brincar é coisa séria!

A brincadeira é fundamental para o desenvolvimento emocional, cognitivo e social da criança.

Brincar é coisa séria!

Açúcar: O grande vilão da boca das crianças

O consumo excessivo de açúcar e a má escovação podem levar ao aparecimento de cáries.

Açúcar: O grande vilão da boca das crianças

Estudo mostra que longevidade está ligada à prática de exercícios

Pessoas obesas e sedentárias que começam a se exercitar podem diminuir o risco de morte prematura em 30% ou mais.

Estudo mostra que longevidade está ligada à prática de exercícios

No Brasil, 14% da população se considera vegetariana

Dietas vegetarianas adequadamente planejadas são saudáveis e nutricionalmente adequadas.

No Brasil, 14% da população se considera vegetariana

Mais de 20 monumentos aderem à campanha de conscientização do Setembro Roxo

Campanha alerta sobre a existência da fibrose cística para milhares de pessoas em todo o país.

Mais de 20 monumentos aderem à campanha de conscientização do Setembro Roxo

Canal Angelini aborda as histórias das religiões

Nunca foi tão importante entender a história das religiões.

Canal Angelini aborda as histórias das religiões

Vulnerabilidade a seu favor: a verdadeira liderança

Vulnerabilidade: não podemos evitá-las e viver apenas em momentos seguros.

Vulnerabilidade a seu favor: a verdadeira liderança

Você controla seu celular ou é ele que te controla?

No ano de 2020, cada brasileiro que possui smartphone passou, em média, 4,8 horas por dia utilizando o seu aparelho, segundo o novo relatório anual da App Annie.

Você controla seu celular ou é ele que te controla?

O chá e seus efeitos benéficos

Quem nunca tomou algum medicamento medicamento sem receita médica?

O chá e seus efeitos benéficos

Direitos de crianças e adolescentes em meio à pandemia

As políticas públicas e a atuação das instituições que trabalham para garantir os direitos da criança e do adolescente, tema debatido há vários anos no meio público, ganharam um novo sentido durante a pandemia.

Direitos de crianças e adolescentes em meio à pandemia