Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Bem antes da estética, a saúde!

Bem antes da estética, a saúde!

17/03/2022 Rodrigo Felipe

Ter um corpo perfeito tornou-se objeto de obsessão para muitas pessoas

Bem antes da estética, a saúde!

A moda não é exclusiva dos brasileiros. No mínimo todo o mundo ocidental tem uma legião de pessoas dispostas a muitos sacrifícios para alcançar o privilégio de ter curvas que se enquadram num padrão de corpo quase que exigido pela sociedade. Mas é inegável que no Brasil, onde a sensualidade é exalada nas praias, nas academias, nos clubes, nas ruas e até na mídia, a pressão parece ser mais forte do que em outros países.

Para quem leva a meta ao nível do excesso, ter um corpo escultural converte-se num produto, por sinal tão desejável quanto um carro zero km ou uma casa própria. E há quem tope pagar o preço que for para alcançar o sonho. Ainda que seja recorrer a dietas mirabolantes, cirurgias de alto risco e uso de remédios nocivos ao organismo. Não são raros os casos de pessoas que vão a óbito após encarar o extremo da vida para atender a essa obsessão.

Uma das vítimas mais recentes foi a cantora Paulinha Abelha, da banda Calcinha Preta. Numa única receita médica, conforme informações dos principais portais de notícias do país, havia nada menos que 17 substâncias que, combinadas, podem ter resultado na morte da artista após uma sobrecarga do fígado. Na lista havia, dentre outras coisas, antidepressivo, estimulante, calmantes naturais, redutor de apetite e regulador de sono. A combinação consistia num coquetel mortal, mas que tinha como foco o emagrecimento.

Também em fevereiro uma enfermeira de São Paulo, de apenas 42 anos, morreu após seu corpo rejeitar um fígado transplantado. O procedimento foi necessário após uma hepatite fulminante provocada pelo consumo constante de um chá com 50 ervas emagrecedoras.

Esses dois casos, que ganharam repercussão nacional, servem de alerta para outro hábito bastante comum entre os brasileiros. A automedicação costuma desafiar os alertas constantes feitos por médicos e órgãos de saúde. Na extensa fila de pessoas que querem ficar “malhadas”, o desejo também acaba ensurdecendo e cegando as vítimas para as advertências em torno de produtos que interferem no funcionamento normal do organismo, à força da inibição ou da aceleração de algum órgão vital.

Mas não é por falta de aviso nem de regulamentação. Somente nos últimos dois anos, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou 60 medidas preventivas e/ou cautelares que suspenderam cerca de 140 emagrecedores no Brasil. As medidas, segundo a própria agência, incluem o recolhimento, a apreensão, a inutilização e a proibição de armazenamento, comercialização, fabricação, importação, manipulação, propaganda e uso.

Antes de tudo, porém, é necessário promover a conscientização geral sobre os riscos de perda de peso por medicações pesadas, que afetam diretamente o organismo. O emagrecimento “fácil”, qualquer que seja o procedimento, tem seus riscos. As atividades físicas regulares e a alimentação balanceada, conduzidas por profissionais capacitados, ainda são os melhores caminhos para quem deseja ter o corpo do jeito que sonha. Tentar atingir uma suposta perfeição a partir de atalhos pode ter consequências bem distintas do que se entende por saúde.

* Rodrigo Felipe, CEO do Grupo First, responsável pela You Saúde.

Para mais informações sobre Beleza clique aqui...

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Fonte: Naves Coelho Comunicação



O valor de um abraço

Livro de poesias nasce em homenagem aos milhões de abraços perdidos durante a pandemia de Covid-19.


4 situações para usar a imaginação como ferramenta de transformação

O cérebro não reconhece a diferença entre o pensamento e a realidade.

4 situações para usar a imaginação como ferramenta de transformação

Epidemia do coronavírus acelera epidemia de obesidade infantojuvenil

O ganho de peso entre crianças e adolescentes dá sinais de alerta global há algumas décadas.

Epidemia do coronavírus acelera epidemia de obesidade infantojuvenil

Troco Solidário Havan beneficia mais de 140 instituições

Somente no primeiro semestre de 2022, foram arrecadados mais de R$ 6 milhões nas lojas da rede.


O ego e outras drogas

Acho muito pouco elegante usar a si mesmo como referência ou um autor citar uma frase de sua própria autoria para exemplificar algo.

O ego e outras drogas

Pé chato em crianças a partir dos 7 anos deve ser avaliado por especialistas

Cerca de 4% das crianças não desenvolvem o arco plantar e podem ter problemas nos membros inferiores na vida adulta.

Pé chato em crianças a partir dos 7 anos deve ser avaliado por especialistas

O perigo de quedas e a prevenção de acidentes domésticos com idosos

O aumento da expectativa de vida nos últimos anos aumentou, e como consequência, tivemos um crescimento significativo de idosos.

O perigo de quedas e a prevenção de acidentes domésticos com idosos

Havan contempla mais 16 projetos sociais e culturais por meio de leis de incentivos

No segundo trimestre de 2022, varejista destinou mais de R$ 1,6 milhão aos projetos de lei federal.

Havan contempla mais 16 projetos sociais e culturais por meio de leis de incentivos

Atividades para acalmar crianças autistas

Lidar com as emoções nem sempre é fácil.

Atividades para acalmar crianças autistas

Por que se desconectar da internet?

É comum querermos proteger e privar crianças e adolescentes do uso constante do celular.

Por que se desconectar da internet?

Dia mundial dos avós

Neste domingo, 24 de julho de 2022, comemoramos o II Dia Mundial dos Avós.

Dia mundial dos avós

Joanete pode afetar até 30% das mulheres na fase adulta da vida

O hálux valgo, mais conhecido como “joanete” é uma das deformidades mais comuns dos pés.

Joanete pode afetar até 30% das mulheres na fase adulta da vida