Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Como usar os shakes de maneira segura

Como usar os shakes de maneira segura

25/05/2016 Da Redação

Bebida pode ser um aliado no emagrecimento, mas deve seguir um plano alimentar adequado.

Como usar os shakes de maneira segura

Na luta contra balança, muitas pessoas são adeptas do vale-tudo: dietas mirabolantes, jejuns prolongados ou até mesmo refeições baseadas em apenas um tipo de alimento.

Porém, além de pouco eficaz, a busca pelo emagrecimento sem reeducação alimentar coloca a saúde em cheque: a falta de nutrientes adequados surte efeitos drásticos no corpo.

Diversos produtos, desde fármacos à suplementos naturais, oferecem a tão sonhada silhueta perfeita, prometendo acelerar a perda de peso.

Nessa linha, os shakes substitutos de refeição ganharam força nos últimos anos como uma alternativa prática e rápida de diminuir a ingestão calórica. Porém, assim como tantos outros produtos voltados para esse fim, seu uso exige cuidados.

O primeiro fator a esclarecer é que nenhuma outra fonte de nutrientes é tão completa quanto uma alimentação balanceada, porém, em dietas que visam a redução da ingestão calórica de maneira prática e por um determinado período, os shakes são uma opção confiável.

Para uma dieta de emagrecimento, o ideal é que o shake substitua ao menos uma refeição principal, de acordo com a dieta e as preferências do indivíduo.

Além disso, a princípio, é recomendável que o uso do shake seja acompanhado por algum alimento sólido, como uma fruta ou uma salada, afim de estimular a mastigação, que ativa mecanismos no cérebro responsáveis pela saciedade.

Assim como qualquer produto suplementar ou complementar da alimentação, seu uso deve ser acompanhado por um profissional especializado. Por reduzir a ingestão calórica, crianças, adolescentes, gestantes e nutrizes não devem fazer uso de shakes, uma vez que precisam de um aporte nutricional e calórico maior.



Campanha da GOL e Faber Castell incentiva a doação de materiais escolares nas aeronaves

A campanha é uma iniciativa do Instituto GOL, núcleo de responsabilidade social da empresa.

Campanha da GOL e Faber Castell incentiva a doação de materiais escolares nas aeronaves

Imagens de sofrimento deixam de ser foco em campanhas de doação no Brasil

Estratégias como a do aplicativo Ribon baniram qualquer foto de dor e miséria e passaram a ganhar cada vez mais adeptos

Imagens de sofrimento deixam de ser foco em campanhas de doação no Brasil

Como nasceu a Cesta de Natal

Com a proximidade do final do ano as empresas e as famílias começam a se preparar para as festas e comemorações do Natal e Réveillon.

Como nasceu a Cesta de Natal

O que é permitido nas festas de fim de ano em condomínios?

A vida em condomínio exige regras de convivência que valem para pessoas com hábitos diferentes, por dividirem o mesmo espaço comum.

O que é permitido nas festas de fim de ano em condomínios?

Expectativa de vida aumenta mais de três meses e chega a 76,3 anos

Dados são da Tábua Completa de Mortalidade para o Brasil do IBGE.

Expectativa de vida aumenta mais de três meses e chega a 76,3 anos

Impactos dos exercícios físicos durante e depois da gravidez

Treinos devem ser liberados pelo médico e acompanhados por um profissional de Educação Física

Impactos dos exercícios físicos durante e depois da gravidez

Não emagreça para o verão!

Confira dicas para manter o shape em forma o ano todo.

Não emagreça para o verão!

Como estimular as crianças à uma boa alimentação

Situações simples do dia a dia podem ser aproveitadas para a educação alimentar.

Como estimular as crianças à uma boa alimentação

Dormir mais no final de semana recupera as noites perdidas?

Mudar hábitos é mais eficaz do que ficar mais tempo na cama no sábado e domingo.

Dormir mais no final de semana recupera as noites perdidas?

O que as três cidades mais inteligentes do País têm em comum?

Entenda porque Campinas, São Paulo e Curitiba merecem esse título.

O que as três cidades mais inteligentes do País têm em comum?

3 razões para incluir a prática da Atenção Plena em seu trabalho

Não é novidade que temos que estar capacitados perante os avanços da tecnologia e a uma enxurrada constante de informação.


Cirurgia devolve audição aos surdos

No Brasil, cerca 10,7 milhões de pessoas sofrem com a doença.

Cirurgia devolve audição aos surdos