Portal O Debate
Grupo WhatsApp


De onde vem o medo de falar em público?

De onde vem o medo de falar em público?

28/07/2014 Da Redação

Sentir medo é algo comum, o problema é quando ele impede a pessoa de seguir com a sua vida e simplesmente trava.

Sentir medo é algo comum – e até necessário – para o ser humano, afinal, ele pode funcionar muitas vezes como um mecanismo de defesa para o homem – você deixa de fazer algo perigoso, pois sabe as consequências que esse ato trará para você. Porém, esse é apenas um dos medos que sentimos.

Existe também o medo inibidor e paralisante, por exemplo, quando você gosta de alguém e não consegue começar uma conversa, afinal, ficar parado é a opção mais segura – porém, ao mesmo tempo, é a opção que faz com que você desperdice as oportunidades que aparecem no seu caminho.

Segundo Michel Soares, especialista em oratória, o medo de falar em público funciona mais ou menos dessa forma inibidora. “Expor sua opinião ou ideias para o público – que pode ser desde três pessoas até uma sala com 300 alunos, por exemplo - é saber que você será analisado, interpretado e julgado por pessoas que não conhece. E é comum que isso gere insegurança,” comenta. O problema é quando esse medo impede a pessoa de seguir com a sua vida e simplesmente trava.

É comum encontrar pessoas que sentem vontade de expor suas opiniões, mas, ao mesmo tempo, o medo as impede disso. “E esse medo pode ser percebido até por meio do físico da pessoa: alguns suam frio, outros gaguejam, outros travam, outros tremem e sentem o coração bater acelerado, outros sentem que o raciocínio não consegue ser organizado de jeito nenhum”, aponta Soares.

Porém, o especialista sempre ressalta que não é feio e nem errado não conseguir falar em público. “Ninguém deve se culpar por isso. É preciso aceitar que o medo existe e então tratá-lo e passar por cima dele, assim como fazemos com todos os outros medos que sentimos e obstáculos que encontramos no meio do caminho”, exalta.

Soares, que é técnico de oratória há cinco anos, diz que existem várias técnicas que podem ser aplicadas para “passar por cima” desse medo – e cada pessoa se dá melhor com uma técnica. “Não é receita de bolo: não é porque uma técnica serve para uma pessoa que obrigatoriamente irá servir para outra. No meu trabalho eu estudo a pessoa e descobrimos juntos o que deve ser feito para eliminar esse medo”, ressalta.

Algumas técnicas utilizadas são manter a respiração estável (isso faz com que os sintomas físicos diminuam), manter o pensamento focado somente naquilo que será dito, estabelecer uma postura corporal confortável antes da exposição, levar uma “colinha” com você, caso precise, etc.

Entretanto, independente do grau de medo e da técnica utilizada por cada um para superá-lo, o ponto mais importante na boa oratória é ter autoconfiança. “Resumidamente, superar o medo de falar em público é não se preocupar com a reação do outro diante das suas atitudes, falas e demais manifestações - e, para isso, o auxílio profissional pode ser um grande ponto de partida”, conclui Soares.



Resiliência humana: saiba como desenvolver

Resiliência humana é uma habilidade que permite responder, de forma intuitiva, à extrema adversidade ou estresse agudo observado ao longo da vida.


Prática de exercícios físicos exige cuidados no verão

Veja algumas dicas para aproveitar sem sofrer prejuízos com o calor.

Prática de exercícios físicos exige cuidados no verão

Campanha da GOL e Faber Castell incentiva a doação de materiais escolares nas aeronaves

A campanha é uma iniciativa do Instituto GOL, núcleo de responsabilidade social da empresa.

Campanha da GOL e Faber Castell incentiva a doação de materiais escolares nas aeronaves

Imagens de sofrimento deixam de ser foco em campanhas de doação no Brasil

Estratégias como a do aplicativo Ribon baniram qualquer foto de dor e miséria e passaram a ganhar cada vez mais adeptos

Imagens de sofrimento deixam de ser foco em campanhas de doação no Brasil

Como nasceu a Cesta de Natal

Com a proximidade do final do ano as empresas e as famílias começam a se preparar para as festas e comemorações do Natal e Réveillon.

Como nasceu a Cesta de Natal

O que é permitido nas festas de fim de ano em condomínios?

A vida em condomínio exige regras de convivência que valem para pessoas com hábitos diferentes, por dividirem o mesmo espaço comum.

O que é permitido nas festas de fim de ano em condomínios?

Expectativa de vida aumenta mais de três meses e chega a 76,3 anos

Dados são da Tábua Completa de Mortalidade para o Brasil do IBGE.

Expectativa de vida aumenta mais de três meses e chega a 76,3 anos

Impactos dos exercícios físicos durante e depois da gravidez

Treinos devem ser liberados pelo médico e acompanhados por um profissional de Educação Física

Impactos dos exercícios físicos durante e depois da gravidez

Não emagreça para o verão!

Confira dicas para manter o shape em forma o ano todo.

Não emagreça para o verão!

Como estimular as crianças à uma boa alimentação

Situações simples do dia a dia podem ser aproveitadas para a educação alimentar.

Como estimular as crianças à uma boa alimentação

Dormir mais no final de semana recupera as noites perdidas?

Mudar hábitos é mais eficaz do que ficar mais tempo na cama no sábado e domingo.

Dormir mais no final de semana recupera as noites perdidas?

O que as três cidades mais inteligentes do País têm em comum?

Entenda porque Campinas, São Paulo e Curitiba merecem esse título.

O que as três cidades mais inteligentes do País têm em comum?