Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Humanos não têm tempo máximo de vida estabelecido

Humanos não têm tempo máximo de vida estabelecido

30/06/2017 Divulgação

Novo estudo indica que não existe idade limite para as pessoas morrerem.

Humanos não têm tempo máximo de vida estabelecido

Uma série de pesquisas, publicadas na revista científica Nature, refutaram estudos anteriores e chegaram à conclusão de que não há um tempo de vida máximo estabelecido para os seres humanos.

Anteriormente, os pesquisadores acreditavam que as pessoas poderiam viver até os 115 anos de idade. Agora, os críticos levantaram a hipótese de que esse limite não existe ou que, pelo menos, ele ainda não foi comprovado.

Os pesquisadores Bryan Hughes e Siegfried Hekimi, ambos da Universidade McGill, no Canadá, apontaram erros na análise estatística anterior. Segundo eles, as conclusões poderiam variar conforme a fórmula matemática utilizada. Ou seja, não é possível prever a idade máxima do ser humano e, na verdade, ela pode ser ilimitada.

Levando em consideração os dados das pessoas com mais de 100 anos, a própria expectativa de vida pode aumentar, mesmo até 2300, data utilizado no estudo original. Eles ainda trouxeram dados estatísticos da expectativa de vida no Canadá para validar a teoria. Em 1920, um canadense esperava viver até os 60 anos. Já em 1980, essa expectativa mudou para 82 anos. Sendo assim, o tempo máximo de vida do ser humano, em geral, também pode variar.

Outros exemplos utilizados foram casos como o da italiana Emma Morano, que faleceu em abril deste ano aos 117 anos, e o da francesa Jeanne Calment, que morreu em 1997, aos 122 anos.

Fonte: Veja



Brasil é a sociedade mais ansiosa do mundo

Estudo do Dr Fabiano de Abreu, feito na Logos University International, publicado pelo Brazilian Journal of Development, busca explicar e solucionar o problema.

Brasil é a sociedade mais ansiosa do mundo

Cuide do seu bebê: mantenha a saúde bucal em dia

Manter a escovação em dia e usar o fio dental são procedimentos essenciais.

Cuide do seu bebê: mantenha a saúde bucal em dia

Encurtamento muscular: o lado ruim do home office

Dores e redução da amplitude de movimento são os principais sinais de que seus músculos estão encurtados.

Encurtamento muscular: o lado ruim do home office

Brincar é coisa séria!

Falar sobre a importância do brincar no Dia das Crianças pode parecer algo comum, mas é um assunto de grande relevância na vida dos pequenos e de seus familiares.

Brincar é coisa séria!

Diversidade cerebral da criança: dificuldades de aprendizagem

Uma coisa é certa: não há dois cérebros iguais no mundo.

Diversidade cerebral da criança: dificuldades de aprendizagem

O sorriso envelhece, mas pode ser mais tarde

A gengiva pode sofrer recessão, que é a exposição da raiz, ou inflamações decorrentes de doenças periodontais.

O sorriso envelhece, mas pode ser mais tarde

Após quase morrer de câncer, a solidariedade

Em março de 2016, quando estava com 35 anos, descobri o câncer de mama.

Após quase morrer de câncer, a solidariedade

Temos uma Mãe!

Assim como o mês de maio, outubro também é um mês dedicado a Maria.

Temos uma Mãe!

Sorriso nos olhos é cartão de visita no retorno presencial ao trabalho

Quem não gosta de ser recebido em um ambiente profissional com um sorriso largo dos colegas?

Sorriso nos olhos é cartão de visita no retorno presencial ao trabalho

Brincar é coisa séria!

A brincadeira é fundamental para o desenvolvimento emocional, cognitivo e social da criança.

Brincar é coisa séria!

Açúcar: O grande vilão da boca das crianças

O consumo excessivo de açúcar e a má escovação podem levar ao aparecimento de cáries.

Açúcar: O grande vilão da boca das crianças

Estudo mostra que longevidade está ligada à prática de exercícios

Pessoas obesas e sedentárias que começam a se exercitar podem diminuir o risco de morte prematura em 30% ou mais.

Estudo mostra que longevidade está ligada à prática de exercícios