Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Imagens de sofrimento deixam de ser foco em campanhas de doação no Brasil

Imagens de sofrimento deixam de ser foco em campanhas de doação no Brasil

03/12/2019 Divulgação

Estratégias como a do aplicativo Ribon baniram qualquer foto de dor e miséria e passaram a ganhar cada vez mais adeptos

Imagens de sofrimento deixam de ser foco em campanhas de doação no Brasil

Ao invés de fotos de crianças desnutridas ou pessoas em situações degradantes, muitas campanhas de arrecadação de recursos estão privilegiando imagens de esperança e otimismo. É o caso do aplicativo brasileiro Ribon, uma plataforma  que proporciona uma experiência de doação totalmente gratuita aos seus usuários. “Resolvemos tirar o foco do sofrimento que essas pessoas passam para dar mais ênfase ao impacto positivo que uma doação eficiente causa”, explica Rafael Rodeiro, CEO da startup Ribon.

O que a startup de doações evita é o chamado “poverty porn” (algo como “pornografia da pobreza” em tradução livre). Amplamente utilizado para fins de caridade, o recurso usa imagens apelativas e impactantes para sensibilizar pessoas a abrirem suas carteiras e realizar uma doação.

De acordo com a psicoterapeuta Pollyanna Esteves, é usado o gatilho da culpa nesse tipo de campanha. “As pessoas doam para se sentirem menos culpadas pela situação do outro e menos culpadas pela própria situação de estar bem, o que logicamente não faz sentido”, afirma a profissional de saúde.

A tendência que a Ribon segue é em escala mundial. No Twitter, habitantes da África se mobilizam em postar a hashtag  #TheAfricaTheMediaNeverShowsYou (“A África que a mídia nunca mostra para você” em tradução literal). Nela, são expostas apenas imagens positivas, coloridas e de felicidade a respeito do continente africano. Lá existem projetos que são beneficiados pela Ribon. “Um dos nossos objetivos ao adotarmos essa postura é quebrar estereótipos equivocados sobre a realidade dessas comunidades africanas”, explica Rodeiro.

Fonte: Nobre Press



Botox no dentista! Especialista tira dúvidas sobre uso e aplicação

Especialista tira dúvidas sobre o uso da toxina botulínica para tratamentos de saúde bucal.

Botox no dentista! Especialista tira dúvidas sobre uso e aplicação

O novo novo

Não estou lembrada, em meus anos de vida, de ter aprendido tanta coisa em tão pouco tempo.

O novo novo

Qualidade de vida na terceira idade

Durante a vida, todos correm atrás do mesmo objetivo: uma boa qualidade de vida.

Qualidade de vida na terceira idade

De onde vem a sua Meta?

Para atingir o sucesso as metas devem estar planejadas de forma clara e bem alicerçadas.

De onde vem a sua Meta?

Excesso de videoconferência pode levar a exaustão mental

Pessoas que já tem algum quadro de saúde mental podem ser mais propensas a desenvolver o Zoom Fatigue.

Excesso de videoconferência pode levar a exaustão mental

Laços fortalecidos e permanentes entre pais e filhos

Crianças e adolescentes passam por vários momentos críticos ao longo do seu desenvolvimento, muitos deles pertinentes à sua idade.


Somos protagonistas da nossa realidade

Uma vida bem-sucedida envolve você estar feliz e em paz em todas as áreas: saúde, relacionamentos, profissão.


Violência contra mulher cresce no período de quarentena

Consequências deste cenário podem levar ao feminicídio, doenças associadas à infecção pelo HIV e suicídio.

Violência contra mulher cresce no período de quarentena

Os desafios das gestantes na pandemia

Estamos vivenciando algo inédito para a geração atual, mas não tão estranho para quem viveu outras doenças com poucos recursos.

Os desafios das gestantes na pandemia

O poder que você tem

Realizar os seus objetivos não é tão difícil assim.

O poder que você tem

As regras para a retomada dos condomínios comerciais

Neste momento de relaxamento da quarentena, cada condomínio tem autonomia para criar suas próprias regras de flexibilização da quarentena.


As máscaras ajudam ou atrapalham na hora do exercício físico?

A adoção do distanciamento social/físico a prática de atividade física foi reduzida.

As máscaras ajudam ou atrapalham na hora do exercício físico?