Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Isolamento social leva famílias a repensar despesas em casa

Isolamento social leva famílias a repensar despesas em casa

21/05/2020 Divulgação

Especialista dá dicas de economia doméstica em tempos de crise.

Isolamento social leva famílias a repensar despesas em casa

A preocupação com a redução da renda, ou até mesmo a falta dela, está levando muitas pessoas a repensarem seus gastos, principalmente dentro de casa. Esse é apenas um dos reflexos da pandemia. Para driblar a questão da economia dentro de casa, as famílias têm adotado, além de novos hábitos, também muita criatividade.

A assessora de investimentos, Luciana Ikedo, preparou algumas dicas práticas que podem ser aplicadas no dia a dia, capazes de gerar uma grande economia no orçamento do final do mês. Confira!

Contas de consumo: Pode parecer clichê, mas, evitar banhos demorados deve ser a primeira mudança familiar, uma vez que o chuveiro é um dos grandes impulsionadores da energia dentro de casa. “As contas de água, internet e telefone também merecem ser analisadas”, afirma Luciana. Com a família reunida, a tendência é que o desperdício também aumente, por isso, atenção. “Evite manter equipamentos ligados na tomada sem necessidade, lâmpadas sem utilização acesas e tente economizar com a máquina de lavar e ferro de passar roupa, utilizando esses itens apenas uma vez por semana.

Alimentação: Priorize a alimentação feita em casa e se planeje para isso. Na hora da compra, dê preferência para frutas, legumes e verduras da estação, que são mais baratos, sempre respeitando, claro, o gosto alimentar da família. “Essa organização na hora das compras evita também o desperdício, além da economia, já que será comprado apenas alimentos que realmente serão consumidos”, reforça a especialista que ainda lembra: “não estamos passando por uma crise de abastecimento, portanto, não é necessário estocar”.

Renda: Para aqueles que tiveram a renda comprometida, seja por contrato de trabalho interrompido ou jornada reduzida, recebendo menos, talvez seja a hora de procurar alternativas de renda. “Pare e pense: quais são minhas competências e habilidades? Existe algo que eu possa fazer mesmo em isolamento, para complementar a renda familiar? O resultado pode ser excelente”, avalia a especialista.

Dívidas: Sobre o assunto, cabem várias dicas: para quem paga aluguel, alguns locatários estão concedendo descontos, então, o importante é procurá-los para negociar. Essa sugestão vale também para pequenos empresários e autônomos, por exemplo, como cabeleireiros, manicures, dentistas, massagistas etc.;

Para quem possui financiamentos imobiliários, de carros ou até mesmo créditos imobiliários, grandes bancos já anunciaram a postergação de parcelas. “Vale muito a pena entrar em contato com a instituição que você tenha essas dívidas e avaliar a solicitação da pausa. Atenção também aos contratos desses financiamentos. Muitos deles possuem cláusula de seguro sobre desemprego, que pode quitar algumas parcelas e amenizar o orçamento naquele momento, se for o caso. “Seja qual for a sua situação, se antecipar pode fazer toda a diferença. Renegociar é a palavra de ordem no momento em que vivemos”, reforça Luciana.

Reserva de emergência: “Se você possui a sua reserva de emergência constituída, não hesite se precisar utilizá-la neste momento, afinal foi para isso que este recurso foi investido”, afirma Luciana. “Se você ainda não tiver, comece imediatamente a constituí-la mesmo com a escassez do momento atual. Separe parte de sua renda e faça um investimento em ativos líquidos e pouco voláteis, como Tesou Selic, Fundos DI ou CDBs de alta liquidez”, finaliza.

Fonte: Luciana Ikedo



Botox no dentista! Especialista tira dúvidas sobre uso e aplicação

Especialista tira dúvidas sobre o uso da toxina botulínica para tratamentos de saúde bucal.

Botox no dentista! Especialista tira dúvidas sobre uso e aplicação

O novo novo

Não estou lembrada, em meus anos de vida, de ter aprendido tanta coisa em tão pouco tempo.

O novo novo

Qualidade de vida na terceira idade

Durante a vida, todos correm atrás do mesmo objetivo: uma boa qualidade de vida.

Qualidade de vida na terceira idade

De onde vem a sua Meta?

Para atingir o sucesso as metas devem estar planejadas de forma clara e bem alicerçadas.

De onde vem a sua Meta?

Excesso de videoconferência pode levar a exaustão mental

Pessoas que já tem algum quadro de saúde mental podem ser mais propensas a desenvolver o Zoom Fatigue.

Excesso de videoconferência pode levar a exaustão mental

Laços fortalecidos e permanentes entre pais e filhos

Crianças e adolescentes passam por vários momentos críticos ao longo do seu desenvolvimento, muitos deles pertinentes à sua idade.


Somos protagonistas da nossa realidade

Uma vida bem-sucedida envolve você estar feliz e em paz em todas as áreas: saúde, relacionamentos, profissão.


Violência contra mulher cresce no período de quarentena

Consequências deste cenário podem levar ao feminicídio, doenças associadas à infecção pelo HIV e suicídio.

Violência contra mulher cresce no período de quarentena

Os desafios das gestantes na pandemia

Estamos vivenciando algo inédito para a geração atual, mas não tão estranho para quem viveu outras doenças com poucos recursos.

Os desafios das gestantes na pandemia

O poder que você tem

Realizar os seus objetivos não é tão difícil assim.

O poder que você tem

As regras para a retomada dos condomínios comerciais

Neste momento de relaxamento da quarentena, cada condomínio tem autonomia para criar suas próprias regras de flexibilização da quarentena.


As máscaras ajudam ou atrapalham na hora do exercício físico?

A adoção do distanciamento social/físico a prática de atividade física foi reduzida.

As máscaras ajudam ou atrapalham na hora do exercício físico?