Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Orson Welles e as fake news

Orson Welles e as fake news

18/09/2019 André "Bode" Marcos

Vivemos uma enxurrada de notícias e informações que, em alguns casos, são mentiras ou fake news, como se diz modernamente.

Orson Welles e as fake news

Com a popularização das redes sociais e dos aplicativos de troca de informações via celular cada vez mais utilizados, a possibilidade de informações falsas e mentirosas cresce exponencialmente. Eleições são vencidas ou perdidas, carreiras artísticas e esportivas são comprometidas e até profissionais experientes do meio jornalístico e intelectual são alvos nessa rede. Mas se você pensa que essas situações são frutos da internet e da modernidade, engana-se. Historicamente, algumas fake news geraram extrema confusão para as pessoas das mais variadas épocas e sociedade.

Um dos grandes exemplos aconteceu com um dos maiores cineastas da história, autor do clássico “Cidadão Kane”. Em 1938, na rádio CBS (Columbia Broadcasting System), Orson Welles interrompeu a programação musical para anunciar uma invasão alienígena aos Estados Unidos. A transmissão durou apenas uma hora, mas na costa leste do país desencadeou um medo jamais visto, pois estima-se que 6 milhões de pessoas ouviram essa transmissão, sendo que aproximadamente 1,2 milhão entraram em pânico e congestionaram as linhas telefônicas dos serviços policiais das regiões de Newark e Nova Iorque.

Alguns grupos armados se formaram para “caçar” marcianos à noite e pessoas cometeram suicídio com gás para não serem capturados. O fato é que Welles estava fazendo uma dramatização da obra “A Guerra dos Mundos”, de George Wells. Quando a situação ficou quase fora de controle, a polícia foi até a rádio e exigiu que Orson desmentisse a informação, mas ele se recusou, dizendo: “é para ficarem assustados mesmo”. Muitas pessoas processaram a rádio após o acontecimento, querendo indenizações, mas ninguém conseguiu nada. Um exemplo de como receber informações sem confirmação pode ser arriscado.

As fake news, até as mais inocentes e despretensiosas, podem ser muito perigosas, pois a maioria das pessoas apenas aceita como verdadeiro e reproduzem o que viram sem contestar ou confirmar, gerando um “telefone sem fio”. Mas neste mundo moderno, com as facilidades das redes sociais, como evitar que sua mãe ou sua tia receba pelo WhatsApp uma informação e a repasse no grupo da família como verdade absoluta? Veja alguns conselhos para evitar as fake news:

1) Não repasse alertas. Existem sites especializados e boletins confiáveis que divulgam alertas e denúncias sobre vírus, ameaças e vulnerabilidades de segurança.

2) Faça uma análise crítica do que receber. Tenha a curiosidade de entrar em buscadores e pesquisar sobre a suposta ameaça no "alerta" recebido. Se for mentira, rapidamente você encontrará várias páginas denunciando o falso alerta.

3) Por último, o e-mail, WhatsApp, Twitter, redes sociais pessoais não são meios confiáveis, nem tampouco adequado, de divulgação em massa. Lembre-se que estas informações no mundo digital ganham uma proporção incomodativamente maior, mais promíscua e, muitas vezes, criminosa.

* André “Bode” Marcos, especialista em História do Brasil e Gestão Escolar, é professor do Colégio Positivo, em Curitiba (PR).

Fonte: Central Press



Escola da vida em tempos de isolamento social

Estamos vivendo todos no mesmo barco.

Escola da vida em tempos de isolamento social

Isolamento social leva famílias a repensar despesas em casa

Especialista dá dicas de economia doméstica em tempos de crise.

Isolamento social leva famílias a repensar despesas em casa

Você sabia que a decoração do quarto influencia no seu sono?

Veja dicas de como solucionar um dos problemas mais comuns entre os brasileiros, principalmente nesse período de quarentena.

Você sabia que a decoração do quarto influencia no seu sono?

Jornal britânico dá cinco dicas para ser mais otimista com a vida

Mudança de perspectiva na vida pode, por exemplo, diminuir risco de doenças no coração.


A paixão não sobrevive à proximidade e ao cotidiano de tantas semanas iguais.

Agora você tem todo o tempo do mundo e não há mais a desculpa de que você está estressado pelo trabalho.


Em tempos de autoconhecimento: de onde vem o seu sobrenome e sua origem?

Blog indica como descobrir um pouco mais de suas origens. Silva, Garcia e Machado são alguns dos sobrenomes que já estão disponíveis no site.

Em tempos de autoconhecimento: de onde vem o seu sobrenome e sua origem?

A busca de si mesmo

Nesse momento de turbulência planetária as pessoas estão acessando situações internas que elas próprias não tinham o entendimento que estivesse mal resolvido dentro delas.


Quarentena pode ajudar na aquisição de hábitos positivos

O isolamento social pode ser uma oportunidade para identificar ações improdutivas e substituí-las por atitudes que ajudem na realização de metas pessoais e profissionais.

Quarentena pode ajudar na aquisição de hábitos positivos

Startup doará pelo menos uma tonelada de orgânicos por semana para ONGs

Conectando o campo à cidade, a Liv Up que já atua em parceria com 25 famílias de agricultores familiares vai ajudar a levar alimentação saudável a milhares de pessoas.

Startup doará pelo menos uma tonelada de orgânicos por semana para ONGs

A solidariedade não pode parar

Saiba como ajudar as famílias afetadas pelo novo coronavírus junto com a LBV.


Como fica a rotina dos consultórios médicos pós-pandemia?

Coronavírus muda hábitos e cria novas medidas que começam antes mesmo da consulta.

Como fica a rotina dos consultórios médicos pós-pandemia?

Seis dicas para não engordar durante o isolamento social

É preciso saber lidar com a ansiedade.

Seis dicas para não engordar durante o isolamento social