Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Para onde foram os nutrientes que estavam aqui?

Para onde foram os nutrientes que estavam aqui?

28/04/2022 Alessandra Feltre

A maioria das culturas vegetais são produzidas com a ajuda de solos fertilizados. O alto uso de fertilizantes nitrogenados tende a reduzir o teor de vitamina C em muitas frutas e hortaliças.

Em 2004, um estudo de referência de frutas e vegetais descobriu que o teor de proteínas, cálcio, ferro, fósforo, vitamina B2 e vitamina C, havia diminuído significativamente na maioria das plantações desde 1950.

De 43 alimentos analisados, o declínio nutricional que foi mais exponencial foi da vitamina B2, em média um decréscimo de 38%.

A lista de alimentos pesquisados no artigo: aspargo, melão do cantaloupe, pepino, folha de mostarda, batata, feijão verde, cenoura, berinjela, quiabo, abóbora, feijão vermelho, couve-flor, dente de leão, cebola comum, radish, brócolis, salsão, melão comum, cebola verde, ruibarbo, couve de Bruxelas, acelga, couve kale, cherivia, rutabaga, repolho, couve, couve-rábano, ervilha, espinafre, repolho chinês, milho, alface, pimenta verde, moranga (de verão e de inverno), batata doce, tomate, morango, nabo (comum e verde) e melancia.

Reparem que grande parte desses alimentos pesquisados estão presentes no prato do brasileiro como a alface, tomate, couve, batata e quiabo.

Uma análise do Instituto Kushi de dados de nutrientes de 1975 a 1997 descobriu que os níveis médios de cálcio em 12 vegetais frescos caíram 27%; níveis de ferro 37%; níveis de vitamina A 21 % e os níveis de vitamina C 30%.

Dentre os alimentos pesquisados com maior depleção de nutrientes foram: trigo, arroz, milho doce, feijão, soja, batata doce, brócolis, tomate e mamão.

Mais uma vez, é importante reparar que todos esses alimentos pesquisados são consumidos pelo brasileiro, alguns mais, outros menos.

Um estudo semelhante de dados nutricionais britânicos de 1930 a 1980, publicado no British Food Journal, descobriu que em 20 vegetais o teor médio de cálcio havia diminuído 19%; ferro 22 por cento; e potássio 14 por cento.

Ainda outro estudo concluiu que seria preciso comer oito laranjas hoje para obter a mesma quantidade de vitamina A que nossos avós teriam obtido de uma.

O magnésio é um mineral crítico no corpo humano e está envolvido em cerca de 80% das funções metabólicas conhecidas.

Atualmente, estima-se que 60% dos adultos não atingem a ingestão alimentar média e 45% dos americanos são deficientes em magnésio, uma condição associada a doenças como hipertensão, diabetes e distúrbios neurológicos, para citar alguns.

A deficiência de magnésio pode ser atribuída a práticas alimentares comuns, medicamentos e técnicas agrícolas, juntamente com estimativas de que o conteúdo mineral dos vegetais diminuiu em até 80 e 90% nos últimos 100 anos. 

A alta taxa de deficiência de magnésio agora postulada pode ser atribuída em parte a um declínio constante no teor geral de magnésio em frutas e vegetais cultivados, um reflexo da depleção observada de magnésio no solo nos últimos 100 anos.

Essa perda de conteúdo mineral nas escolhas alimentares “saudáveis” foi agravada por um aumento histórico no consumo de alimentos processados, que demonstrou impedir a absorção de magnésio e contribuir para o estado atual de deficiência de magnésio.

Apesar da importância do magnésio para a saúde e bem-estar humano, 60% das pessoas não atingem a recomendação diária de 320 mg/dia para mulheres e 420 mg/dia para homens, com 19% não obtendo nem metade da quantidade recomendada.

Contudo, o uso de fertilizantes à base de fosfato resultou na depleção de magnésio do solo que leva à uma carência de magnésio nos alimentos, consequentemente a uma deficiência de magnésio em humanos.

Outro grande problema é o processamento dos alimentos pela indústria alimentícia. Cereais podem ser moídos para remover as cascas fibrosas.

As cascas contêm a maior parte da fibra alimentar da planta, vitaminas do grupo B, cromo, magnésio e fitoquímicos.

Já o branqueamento de alimentos antes de serem embalados, leva à perda de vitaminas hidrossolúveis como as vitaminas do complexo B e vitamina C.

Portanto, como o solo está mais pobre em nutrientes o alimento está mais pobre em nutrientes e consequentemente os seres humanos também podem estar carentes de nutrientes.

Assim sendo, a suplementação pode ser muito bem-vinda para corrigir tantos déficits nutricionais.

* Alessandra Feltre é nutricionista da Puravida.

Para mais informações sobre declínio nutricional clique aqui…

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Fonte: Visar Planejamento



A nova era da Telemedicina no Brasil

Alguns números atestam que as consultas virtuais estão sendo utilizadas cada vez mais no país.

A nova era da Telemedicina no Brasil

Transtornos psiquiátricos catalisados pelo luto de vítimas de COVID-19

Médico psiquiatra comenta a situação exclusiva de pessoas que perderam parentes queridos durante a pandemia. A ansiedade e o transtorno de humor são os mais prevalentes nesses casos.

Transtornos psiquiátricos catalisados pelo luto de vítimas de COVID-19

Pesadelo na hora do sono: apneia atinge 70 milhões de brasileiros

Por muito tempo o hábito de roncar tem sido visto como motivo de chacota ou algo corriqueiro.

Pesadelo na hora do sono: apneia atinge 70 milhões de brasileiros

Qual é o melhor presente do dia das mães?

O mês de maio é reconhecido como o mês das mães em vários lugares do mundo.

Qual é o melhor presente do dia das mães?

A felicidade faz parte do trabalho

“Trabalhe com o que ama e não precisará trabalhar um único dia em sua vida.”

A felicidade faz parte do trabalho

Cinco hábitos que prejudicam as mãos e como mudá-los

O WhatsAppinite, por exemplo é uma tendinite causada pelo uso excessivo do celular.

Cinco hábitos que prejudicam as mãos e como mudá-los

Saiba como escolher os melhores vinhos para sua comemoração

Reunir as pessoas mais queridas, escolher a playlist, caprichar na decoração e acertar no cardápio e arrasar na escolha dos vinhos.

Saiba como escolher os melhores vinhos para sua comemoração

Criança precisa de rotina

Para os pais que acreditam que o filho precisa ter tudo o que eles não tiveram, melhor rever o conceito.

Criança precisa de rotina

Raciocínio rápido e boa memória de longo prazo podem ser sinais de superinteligência

Conheça cinco sinais que podem indicar altas habilidades/superdotação, de acordo com a Associação Mensa Brasil.

Raciocínio rápido e boa memória de longo prazo podem ser sinais de superinteligência

A Páscoa da paz

Um diagnóstico sobre o drama da guerra nunca será completo sem um olhar de fé.

A Páscoa da paz

Atitudes têm mais poder do que palavras

Falar até papagaio fala, já dizia o dito popular.

Atitudes têm mais poder do que palavras

Chocolate melhora o humor?

Seis fatos sobre serotonina para saber antes da Páscoa.

Chocolate melhora o humor?