Portal O Debate
Grupo WhatsApp


“Portunhol”, o segundo idioma do brasileiro

“Portunhol”, o segundo idioma do brasileiro

03/03/2016 Divulgação

Para uma comunicação eficaz, independentemente da língua utilizada, o uso correto dos tempos verbais é importante.

“Portunhol”, o segundo idioma do brasileiro

Quando se trata do espanhol, porém, dada a similaridade do idioma com o português, é muito comum que os brasileiros arrisquem a falar o famoso portunhol, sem se preocupar com eventuais erros de conjugação.

De olho nessas situações, Nora Di Pacce, coordenadora do curso de espanhol da rede de escolas de idiomas CNA, alerta para alguns verbos específicos que, se forem aplicados de forma errada, podem se tornar verdadeiras pegadinhas durante conversas com estrangeiros.

Segundo a especialista, o verbo “dizer” é um dos mais utilizados em qualquer conversa. É muito comum que os brasileiros, ao construir uma frase em espanhol usando o tempo pretérito, ao invés de “dijo”, que seria o correto, falem “dice”, fazendo referência a “disse”, do português.

“Esse ‘dice’, porém, transmite a ideia de que a pessoa está dizendo isso neste exato momento, pois em espanhol está no tempo presente. O interlocutor pode achar que ela está presente no local de alguma forma, seja ao telefone ou presencialmente”, explica Nora.

Exemplos:

Mariana dice que tampoco podrá venir mañana a la reunión.
(A Mariana diz que também não poderá vir amanhã para a reunião.)
Mariana dijo que tampoco podrá venir mañana a la reunión.
(A Mariana disse que também não poderá vir amanhã para a reunião.)

“Dependendo da situação, como no caso de uma interação informal ou familiar, esse tipo de confusão pode não prejudicar a conversa, mas no caso de uma situação formal ou profissional, em que os interlocutores não mantêm uma relação de confiança, isso pode gerar um mal-entendido.

No caso do exemplo acima, prejudicando, inclusive, a própria Mariana”, afirma a educadora.

Também é muito comum que o brasileiro transfira a forma do português para o espanhol ao conjugar verbos na terceira pessoa do plural do tempo pretérito (ellos, ellas e ustedes).

“A interferência acontece na fonética das palavras, por causa da troca do ‘o’, pelo ‘a’, por exemplo, o que acaba produzindo um ‘barulho’ na compreensão do interlocutor hispanofalante”, explica.

Exemplo - verbo almorzar (almoçar):

Forma correta: “Los directores almorzaron antes de la reunión”.
(Os diretores almoçaram antes da reunião.)
Interferência do português: “Los directores almorzaran antes de la reunión”.
(Pode ser confundido com almozarán, que está na 3ª pessoa do plural do tempo futuro, e significa ‘Os diretores almoçarão antes da reunião’.)

No exemplo acima, se a conjugação do verbo não for bem aplicada, o interlocutor pode entender que eles ainda não almoçaram e que a reunião ainda vai começar. “Como se vê, são sentidos completamente diferentes, o que pode fazer alguém se atrasar para o compromisso”, afirma Nora.

Além de gerar possíveis mal-entendidos, utilizar o "portunhol", principalmente no âmbito profissional, pode passar uma impressão de descaso e pouca confiabilidade.

“Quando nos dispomos a falar um idioma estrangeiro em situações profissionais, os interlocutores da outra língua esperam que tenhamos a fluência necessária para não criar confusões”, avalia a especialista.

“Para evitar constrangimentos, pratique os tempos verbais lendo jornais ou outros textos de atualidades, e preste atenção ao uso dos verbos de forma consciente. Além disso, ao se preparar para uma reunião com hispanos, faça uma lista dos verbos que mais serão utilizados durante a conversa e estude-os.” 



Escola da vida em tempos de isolamento social

Estamos vivendo todos no mesmo barco.

Escola da vida em tempos de isolamento social

Isolamento social leva famílias a repensar despesas em casa

Especialista dá dicas de economia doméstica em tempos de crise.

Isolamento social leva famílias a repensar despesas em casa

Você sabia que a decoração do quarto influencia no seu sono?

Veja dicas de como solucionar um dos problemas mais comuns entre os brasileiros, principalmente nesse período de quarentena.

Você sabia que a decoração do quarto influencia no seu sono?

Jornal britânico dá cinco dicas para ser mais otimista com a vida

Mudança de perspectiva na vida pode, por exemplo, diminuir risco de doenças no coração.


A paixão não sobrevive à proximidade e ao cotidiano de tantas semanas iguais.

Agora você tem todo o tempo do mundo e não há mais a desculpa de que você está estressado pelo trabalho.


Em tempos de autoconhecimento: de onde vem o seu sobrenome e sua origem?

Blog indica como descobrir um pouco mais de suas origens. Silva, Garcia e Machado são alguns dos sobrenomes que já estão disponíveis no site.

Em tempos de autoconhecimento: de onde vem o seu sobrenome e sua origem?

A busca de si mesmo

Nesse momento de turbulência planetária as pessoas estão acessando situações internas que elas próprias não tinham o entendimento que estivesse mal resolvido dentro delas.


Quarentena pode ajudar na aquisição de hábitos positivos

O isolamento social pode ser uma oportunidade para identificar ações improdutivas e substituí-las por atitudes que ajudem na realização de metas pessoais e profissionais.

Quarentena pode ajudar na aquisição de hábitos positivos

Startup doará pelo menos uma tonelada de orgânicos por semana para ONGs

Conectando o campo à cidade, a Liv Up que já atua em parceria com 25 famílias de agricultores familiares vai ajudar a levar alimentação saudável a milhares de pessoas.

Startup doará pelo menos uma tonelada de orgânicos por semana para ONGs

A solidariedade não pode parar

Saiba como ajudar as famílias afetadas pelo novo coronavírus junto com a LBV.


Como fica a rotina dos consultórios médicos pós-pandemia?

Coronavírus muda hábitos e cria novas medidas que começam antes mesmo da consulta.

Como fica a rotina dos consultórios médicos pós-pandemia?

Seis dicas para não engordar durante o isolamento social

É preciso saber lidar com a ansiedade.

Seis dicas para não engordar durante o isolamento social