Portal O Debate
Grupo WhatsApp

“Portunhol”, o segundo idioma do brasileiro

“Portunhol”, o segundo idioma do brasileiro

03/03/2016 Da Redação

Para uma comunicação eficaz, independentemente da língua utilizada, o uso correto dos tempos verbais é importante.

“Portunhol”, o segundo idioma do brasileiro

Quando se trata do espanhol, porém, dada a similaridade do idioma com o português, é muito comum que os brasileiros arrisquem a falar o famoso portunhol, sem se preocupar com eventuais erros de conjugação.

De olho nessas situações, Nora Di Pacce, coordenadora do curso de espanhol da rede de escolas de idiomas CNA, alerta para alguns verbos específicos que, se forem aplicados de forma errada, podem se tornar verdadeiras pegadinhas durante conversas com estrangeiros.

Segundo a especialista, o verbo “dizer” é um dos mais utilizados em qualquer conversa. É muito comum que os brasileiros, ao construir uma frase em espanhol usando o tempo pretérito, ao invés de “dijo”, que seria o correto, falem “dice”, fazendo referência a “disse”, do português.

“Esse ‘dice’, porém, transmite a ideia de que a pessoa está dizendo isso neste exato momento, pois em espanhol está no tempo presente. O interlocutor pode achar que ela está presente no local de alguma forma, seja ao telefone ou presencialmente”, explica Nora.

Exemplos:

Mariana dice que tampoco podrá venir mañana a la reunión.
(A Mariana diz que também não poderá vir amanhã para a reunião.)
Mariana dijo que tampoco podrá venir mañana a la reunión.
(A Mariana disse que também não poderá vir amanhã para a reunião.)

“Dependendo da situação, como no caso de uma interação informal ou familiar, esse tipo de confusão pode não prejudicar a conversa, mas no caso de uma situação formal ou profissional, em que os interlocutores não mantêm uma relação de confiança, isso pode gerar um mal-entendido.

No caso do exemplo acima, prejudicando, inclusive, a própria Mariana”, afirma a educadora.

Também é muito comum que o brasileiro transfira a forma do português para o espanhol ao conjugar verbos na terceira pessoa do plural do tempo pretérito (ellos, ellas e ustedes).

“A interferência acontece na fonética das palavras, por causa da troca do ‘o’, pelo ‘a’, por exemplo, o que acaba produzindo um ‘barulho’ na compreensão do interlocutor hispanofalante”, explica.

Exemplo - verbo almorzar (almoçar):

Forma correta: “Los directores almorzaron antes de la reunión”.
(Os diretores almoçaram antes da reunião.)
Interferência do português: “Los directores almorzaran antes de la reunión”.
(Pode ser confundido com almozarán, que está na 3ª pessoa do plural do tempo futuro, e significa ‘Os diretores almoçarão antes da reunião’.)

No exemplo acima, se a conjugação do verbo não for bem aplicada, o interlocutor pode entender que eles ainda não almoçaram e que a reunião ainda vai começar. “Como se vê, são sentidos completamente diferentes, o que pode fazer alguém se atrasar para o compromisso”, afirma Nora.

Além de gerar possíveis mal-entendidos, utilizar o "portunhol", principalmente no âmbito profissional, pode passar uma impressão de descaso e pouca confiabilidade.

“Quando nos dispomos a falar um idioma estrangeiro em situações profissionais, os interlocutores da outra língua esperam que tenhamos a fluência necessária para não criar confusões”, avalia a especialista.

“Para evitar constrangimentos, pratique os tempos verbais lendo jornais ou outros textos de atualidades, e preste atenção ao uso dos verbos de forma consciente. Além disso, ao se preparar para uma reunião com hispanos, faça uma lista dos verbos que mais serão utilizados durante a conversa e estude-os.” 



Brasil ganha solução de transporte para pessoas com deficiência

Com a facilidade dos aplicativos, empresa de serviços e tecnologia lança solução para passageiros com mobilidade reduzida. Iniciativa.

Brasil ganha solução de transporte para pessoas com deficiência

Luta funcional pode queimar até 800 calorias por hora

A atividade física auxilia na coordenação motora, resistência e agilidade. Mistura golpes de Muay Thai, Boxe e Kickboxing com treinamento funcional.

Luta funcional pode queimar até 800 calorias por hora

Hábitos simples podem ser determinantes para uma boa saúde

Especialista dá dicas de como pequenas mudanças de hábitos podem beneficiar a sua saúde.

Hábitos simples podem ser determinantes para uma boa saúde

Mães em jornada dupla: Como ser pai e mãe ao mesmo tempo?

Os dias começam com uma longa lista de afazeres. Acordar antes de todos em casa, preparar o café da manhã, acordar os filhos e prepará-los para a escola, garantir que tudo esteja em seu devido lugar, e só assim, sair para trabalhar e enfrentar o mundo.

Mães em jornada dupla: Como ser pai e mãe ao mesmo tempo?

Como me tornar mais criativo?

Diversos estudos na neurociência já comprovaram que é possível se tornar mais criativo ou inteligente. Tudo depende do quanto nós nos desafiamos.

Como me tornar mais criativo?

Vinho tinto tem substância que ajuda a reduzir estresse, diz estudo

Pesquisadores da Universidade de Buffalo, nos Estados Unidos, afirmam que o composto resveratrol, presente na uva, tem efeito relaxante.

Vinho tinto tem substância que ajuda a reduzir estresse, diz estudo

Caminhos para o sucesso e felicidade

“A felicidade não depende do que você tem ou quem você é. Só depende do que você pensa”.


Os 7 alimentos que ajudam na digestão

Saiba por que alguns alimentos são benéficos para o sistema digestivo e quais devem ser evitados.

Os 7 alimentos que ajudam na digestão

Meu filho não sai do celular, o que fazer?

Brincar na rua, pular corda, soltar pião, jogar bolinha de gude, andar de carrinho de rolimã, soltar pipa.... Ah, as brincadeiras da infância! Que tempo bom!

Meu filho não sai do celular, o que fazer?

Carreira de sucesso e boa qualidade de vida

4 dicas para conciliar carreira de sucesso e boa qualidade de vida.


Produtos naturais impulsiona mercado de cuidados com pele e cabelo

A preocupação com pele e cabelo representa grande parte das compra no mercado de beleza no Brasil.

Produtos naturais impulsiona mercado de cuidados com pele e cabelo

Gosto musical depende da estrutura do cérebro

Pesquisa científica mostra que a emoção causada por diferentes estilos musicais varia de acordo com a composição cerebral

Gosto musical depende da estrutura do cérebro