Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Por que usar muito a cabeça não é pensar com inteligência ?

Por que usar muito a cabeça não é pensar com inteligência ?

24/11/2021 Divulgação

O cérebro humano é um órgão incrível, mas, assim como a própria natureza humana ele também é limitado.

Por que usar muito a cabeça não é pensar com inteligência ?

É possível que você tenha uma vida muito ocupada, usando sua mente para resolver problemas e criando soluções para o dia a dia, mas provavelmente você já se sentiu agindo sem inteligência não é mesmo?

Essa sensação pode ser facilmente compreendida quando analisada sob o ponto de vista da neurociência, segundo Livia Ciacci, neurocientista e Mestre em Sistemas Neuronais do Supera – Ginastica para o cérebro.

O primeiro ponto para entendermos o porquê nos sentimos assim é entender que a inteligência como a entendemos hoje é um fator que depende de algumas variantes, veja:

Como sei que estou usando o cérebro da forma correta?

O cérebro humano é um órgão incrível, mas, assim como a própria natureza humana ele também é limitado. Muitas vezes nos alimentamos mal, dormimos mal, nos forçamos a ter motivação por coisas que não gostamos, tentamos absorver um volume imenso de informações e gastamos muita energia tomando decisões fúteis.

“E depois de tudo isso, queremos que o cérebro tenha um desempenho incrível, e perguntamos como fazer para ser mais inteligente! O primeiro passo, que estaria escrito no manual de instruções do cérebro, é respeitar as limitações biológicas e ajudá-lo a ficar saudável”, lembrou a cientista.

Algum esforço mental pode nos deixar mais inteligentes?

Inteligência é um termo com muitas definições a depender da área de estudo, mas pode ser entendida como a capacidade de analisar informações, aprender com a experiência e adaptar-se ao ambiente. Podemos entender a inteligência principalmente como a habilidade de usar nossos sentidos e pensamentos para resolver problemas, o que não é simplesmente receber um estímulo do ambiente e reagir a ele, segundo a especialista. “Ser inteligente na espécie humana é saber analisar dados racionalmente - adotando o tipo de pensamento metódico - e ao mesmo tempo perceber que pode mudar o ponto de vista e inverter totalmente a estratégia - adotando o tipo de pensamento flexível”, lembrou.

O treino cognitivo e a inteligência

A ginástica para o cérebro ou treino cognitivo torna uma série de habilidades mais bem desenvolvidas e automatizáveis com mais facilidade, o que poupa energia para usar em processos de pensamento mais lentos, como ponderar decisões e ser criativo.

“Foco, concentração, memória, noção visuoespacial e atenção são funções cognitivas base para todo processamento cognitivo - treiná-las é como ‘afiar o machado’. Por exemplo, se desenvolvemos a habilidade da atenção seletiva, conseguimos focar melhor nas informações úteis sem o desespero de tentar “guardar tudo na cabeça” - o que seria ineficaz! Se desenvolvemos bem a memória de trabalho, entendemos que ela é limitada e aprendemos quais estratégias vão funcionar para que você não esqueça aquela tarefa importante”, lembrou Livia Ciacci, neurocientista do Supera.

Como usar melhor o cérebro em diferentes faixas etárias?

Algumas dicas para usufruir melhor das habilidades do seu cérebro:

1) Otimize a energia: O cérebro é naturalmente preguiçoso porque pensar gasta muita energia. Quando forçamos o pensamento durante muito tempo em uma mesma tarefa, provocamos a fadiga mental - estado onde não conseguiremos progredir e ainda comprometemos a qualidade das nossas decisões. O ideal é que haja alternância entre períodos mais curtos de esforço mental com períodos de descanso, ou atividade intelectual alternada com atividade manual.

2) E continue otimizando...: A fadiga mental após o tempo de esforço cognitivo também vale para decisões. Quanto maior o número de decisões que tomamos, menos energia (e menos qualidade de raciocínio) temos para as próximas decisões! A dica é diminuir os atritos de decisão - a rotina aqui é nossa aliada. Deixar o cardápio da semana pronto, a roupa do dia seguinte separada, a agenda visível e organizada são hábitos que poupam o cérebro de tomar uma série de pequenas decisões, que no fim das contas, somam um grande volume!

3)  Não tente guardar tudo na cabeça: Tentar absorver excesso de informação é o erro mais comum das gerações atuais, o cérebro não foi feito para gravar tudo! Eleja seus curadores, quem são as referências confiáveis sobre os assuntos que mais são úteis para você? Use ferramentas externas para registrar ideias e informações: Anote ou desenhe tudo que faz sentido e será útil para você, libere espaço mental para as melhores habilidades do cérebro - imaginar e planejar!

Para mais informações sobre a Eletrobras clique aqui...

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Fonte: Método Supera



Ajuda psicológica traz confiança e aceitação para quem vive com HIV

Pessoas que vivem com o vírus podem apresentar as mesmas angústias e receios.

Ajuda psicológica traz confiança e aceitação para quem vive com HIV

Sempre é tempo para começar a pedalar

Segundo psicóloga, o sistema cognitivo de aprendizado dos adultos é diferente de quando criança, mas é possível desenvolver novas habilidades.

Sempre é tempo para começar a pedalar

O fetiche do cinema e o autismo

O autismo infantil é um assunto que tem dominado a agenda dessa semana.

O fetiche do cinema e o autismo

Boca seca é alerta: descubra as causas e saiba como prevenir

Conheça as verdadeiras causas da boca seca.

Boca seca é alerta: descubra as causas e saiba como prevenir

Conheça as verdadeiras causas da boca seca

A xerostomia ou boca seca é mais comum entre os mais idosos.

Conheça as verdadeiras causas da boca seca

O condomínio é responsável por danos aos veículos nas garagens?

O condomínio não tem personalidade jurídica.

O condomínio é responsável por danos aos veículos nas garagens?

Mulheres de 50 anos, o tempo de ser feliz é agora!

Se alguém ainda acredita que uma mulher de 50 anos ou mais está no declínio da sua vida anda meio desinformado.

Mulheres de 50 anos, o tempo de ser feliz é agora!

O futuro é digital e é idoso

O que aprendi com minha mãe de 83 anos durante a pandemia.

O futuro é digital e é idoso

Crianças homenageiam heróis no combate ao Covid-19

Estudantes irão entregar uma faixa aos profissionais de saúde do Hospital Universitário da UEL, em Londrina (PR).

Crianças homenageiam heróis no combate ao Covid-19

Sorrir melhora a autoestima e o humor, promovendo conexão pessoal e bem-estar

Ter autoconfiança na hora de sorrir aumenta a autoestima, gera conexão com outras pessoas, melhora o humor, libera hormônios de bem-estar e pode até promover o rejuvenescimento.

Sorrir melhora a autoestima e o humor, promovendo conexão pessoal e bem-estar

Experiência de vida muda comunicação entre cães e humanos, diz estudo

Animais domésticos têm troca de olhares mais intensa com os donos.

Experiência de vida muda comunicação entre cães e humanos, diz estudo

A sadia convivência entre gerações

Você já parou para pensar que muitos conflitos entre gerações poderiam ser minimizados, se apenas uma coisa fosse levada em consideração? Sim!

A sadia convivência entre gerações