Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Poupar para contas de início de ano e períodos adversos

Poupar para contas de início de ano e períodos adversos

11/02/2021 Pollyanna Rodrigues Gondin

Estamos vivendo um momento atípico provocado pela pandemia da covid-19.

Poupar para contas de início de ano e períodos adversos

Entretanto, algumas preocupações sempre nos acompanham a cada início de ano: pagamento de impostos, como IPTU (Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana), IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) e IR (Imposto de Renda), compra de material escolar e uniformes, matrículas das escolas, dentre outras.  Quem de fato conseguiu economizar os valores recebidos do décimo terceiro salário ou mesmo das férias? Para além de não existir uma cultura de poupança em nosso país, o ano de 2020 foi marcado pelo reajuste de preços de produtos que estão sempre na mesa do consumidor brasileiro: arroz (76%), carnes (18%), leite (27%), óleo de soja (104%), feijão (45%), dentre outros, segundo publicação do IPEA (2021).

Assim, é importante pensarmos: qual a importância de poupar? Apesar de não termos no Brasil uma cultura que estimule a poupança, gastar com sabedoria e poupar uma parte do salário é importante para fazer frente às adversidades e necessidades que por ventura podem surgir. O momento atual que vivemos nos mostra claramente isso: aumento dos preços com consequente aumento da inflação, desvalorização da nossa moeda, alta no desemprego, para além de toda a instabilidade econômica e incertezas futuras. Desse modo, poupar, pelo menos um percentual da renda recebida se torna crucial, para que seja possível gerar uma reserva emergencial. 

Para além disso, você pode se perguntar: pagar as contas à vista nos traz benefícios? Com tantos impostos e contas que chegam com o início do ano, refletir sobre a forma de pagamento é importante. Deve-se ter em mente que a resposta para essa pergunta é um pouco relativa, pois depende das condições financeiras enfrentadas pelo indivíduo ou família. Mas a questão é sempre pensar: tenho o recurso disponível para pagar à vista? Consigo negociar e ganhar algum desconto? Se a resposta for sim para as duas perguntas, vale a pena pagar contas à vista visando ganhar desconto na negociação.

Falando na importância de se poupar e nos benefícios de se pagar ou não uma conta à vista, podemos pensar se existe um caminho único e certo para poupar e controlar nossas finanças. A reposta à essa pergunta, claramente é não, não existe. Mas podemos elencar algumas dicas, para ajudar a nortear e trilhar um caminho de sucesso nas finanças pessoais. Aqui vão algumas dicas:

1. É importante sempre monitorar os ganhos e gastos mensais. Existem pessoas que utilizam tabelas para esse controle, aplicativos ou até mesmo o velho e comum caderno. A forma de se fazer esse controle, não importa. O principal é monitorar e saber o que de fato entra e o que precisa sair para o pagamento de suas despesas;

2. Após monitorar os ganhos e gastos mensais, veja o quanto sobra e estabeleça uma quantia para guardar mensalmente. Aqui é importante nunca colocar metas extraordinárias e de difícil cumprimento. Seja realista para que você não desanime no meio do caminho;

3. Procure investir o valor que se está poupando de modo a gerar mais recursos. Dinheiro parado, ainda mais em períodos de inflação, não gera nenhum retorno. Assim, vale a pena buscar meios de investimento com parte do que se está poupando. Mas antes de investir, pesquise, procure ajuda e não invista todo o dinheiro guardado em apenas uma fonte. Além disso, é importante verificar bem as formas de retorno, se é possível ter o dinheiro de volta quando necessitar;

4. Reflita sobre as reais necessidades e gaste menos do que se ganha. Muitas pessoas se vêm atraídas por promoções e acabam se endividando de uma forma assustadora. Por isso, a reflexão é sempre relevante: preciso de fato comprar tal item? Se eu comprar, consigo pagar e realizar um planejamento dentro do meu orçamento mensal? Se permita viver, fazer compras e passeios, mas lembre-se sempre do que sobrou e o quanto quer economizar;

5. Esteja sempre atento aos juros, seja do cartão de crédito ou de compras parceladas. Comprar no cartão de crédito pode gerar benefícios como pontos que podem ser trocados por viagens. Entretanto, é sempre importante estar atento e fazer uma parcela possível de ser paga dentro do seu orçamento;

6. Em compras à vista, procure negociar a fim de ganhar descontos. Essa prática é muito comum em alguns países e aqui no Brasil, também temos essa cultura.

Desse modo, procure planejar e organizar as finanças para que seja possível pagar as contas tão temidas do início do ano e ainda poupar alguma quantia para eventuais necessidades, ou quem sabe até mesmo para uma viagem após o fim da pandemia!

* Pollyanna Rodrigues Gondin é economista e professora da Escola de Negócios do Centro Universitário Internacional Uninter.

Para adquirir produtos para Casa, Jardim e Limpeza clique aqui...

Fonte: Pg1 Comunicação




Aprenda a melhorar o relacionamento com idosos com Alzheimer

A cada 3,2 segundos um novo caso de demência é detectado no mundo e saber lidar com as etapas desse momento pode contribuir para qualidade de vida do idoso.

Aprenda a melhorar o relacionamento com idosos com Alzheimer

Covid-19 pode desenvolver perda de cabelo?

Queixa é comum de pacientes após infecção. Fátima Tubini, especialista em dermatologia, explica possíveis relações.

Covid-19 pode desenvolver perda de cabelo?

É preciso discutir sobre o autismo

Criado pela Organização das Nações Unidas (ONU), o dia 02 de abril é o Dia Mundial da Conscientização do Autismo.

É preciso discutir sobre o autismo

O mundo depois do túmulo vazio

Será que originalmente a ressurreição poderia ter sido encarada como um fenômeno não físico?

O mundo depois do túmulo vazio

E eis que tudo se fez novo!

Na manhã daquele Bendito Domingo da Páscoa, Maria Madalena vai, logo cedo, ao túmulo, onde se tinha colocado o Santíssimo corpo de Jesus.

E eis que tudo se fez novo!

Por que jovens têm cabelos brancos?

Fatores genéticos podem ter relação com a condição precoce, que merece investigação para descartar doenças autoimunes ou na tireoide.

Por que jovens têm cabelos brancos?

A vida não termina no calvário!

A Semana Santa inicia com o Domingo de Ramos, quando Jesus entra em Jerusalém e é saudado pelo povo como rei.

A vida não termina no calvário!

Home care de idosos é desafio na pandemia

Ao completar um ano de distanciamento social, os brasileiros aprenderam o valor da autonomia e da liberdade.

Home care de idosos é desafio na pandemia

Cuidados com a beleza na terceira idade que começam em casa

Idade não é sinônimo para não se preocupar com a aparência e autoestima!

Cuidados com a beleza na terceira idade que começam em casa

Confira dicas de saúde para tornar a vida dos idosos mais ativa e saudável

Para manter o equilíbrio entre alimentação e atividade física são imprescindíveis um envelhecimento com qualidade de vida.

Confira dicas de saúde para tornar a vida dos idosos mais ativa e saudável

Sedentarismo aumentou 43% durante a pandemia

Restrições à prática de atividade física elevaram de 35 para 50% a parcela da população que não se exercita, aponta pesquisa.

Sedentarismo aumentou 43% durante a pandemia

As quedas são responsáveis pela diminuição da qualidade de vida dos idosos

O momento de reclusão provocada pela pandemia da COVID-19 simboliza um risco a mobilidade, fator que pode aumentar as quedas.

As quedas são responsáveis pela diminuição da qualidade de vida dos idosos