Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Setembro: o mês da consciência sobre o suicídio

Setembro: o mês da consciência sobre o suicídio

28/09/2016 Leide Lessa

Era o último semestre da faculdade: sentia-se mais deprimida do que nunca. Que pensamento lhe veio? Cometer suicídio.

Isso foi o que aconteceu com a jovem Joni Overton-Jung há alguns anos.

Setembro foi escolhido como o mês da consciência sobre o suicídio, visto que a atual situação mundial precisa ser mudada. O Chile, por exemplo, está entre os 20 países onde mais se cometem suicídios, com 11 mortes por suicídio a cada 100 mil habitantes.

Um relatório do Programa Nacional de Saúde Integral de Adolescentes e Juventude, do Ministério da Saúde do governo do Chile (Dezembro de 2013) revelou que “entre os países membros, de 1995 a 2009, o Chile ficou em segundo lugar com maior taxa de mortalidade por suicídio depois de Coreia do Sul (média de 54,9 mortes por 100.000 habitantes), seguido pelo Japão, México e Portugal".

Pouco se discute sobre o assunto, mas a Organização Mundial de Saúde relata que anualmente mais de 800.000 pessoas acabam com as suas próprias vidas, e muitas mais o tentam. Isso classifica o suicídio como a segunda principal causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos. Embora seja considerado um grave problema de saúde pública, o suicídio pode ser prevenido por meio do que a OMS chama de “intervenção oportuna”.

Exatamente uma “intervenção oportuna”, na forma de um pensamento, foi o que ocorreu a Joni, enquanto estava planejando o seu suicídio: “O suicídio não vai resolver seus problemas, você tem de enfrentá-los.”

Em meio ao desespero, Joni se deteve e analisou aquela mensagem. Sentiu-a como um chamado para algo muito mais profundo. Ela não poderia escapar de algo tão grande como a Vida, Deus. O que deveria desaparecer eram as trevas, a escuridão mental que ela estava enfrentando.

Os que sofrem de depressão ou de problemas mentais se defrontam exatamente com essa confusão. Eles acreditam que a causa está neles mesmos e não na escuridão mental que pode desaparecer com a luz divina. Concentrar-se em algo maior, nesse caso na Vida como fonte de luz, de harmonia e de progresso, pode trazer paz e um grande alívio. Além, é claro, de remover a sensação de peso nos ombros e de fracasso pessoal.

Após ponderar, Joni sentiu uma paz que nunca sentira antes, e quis ouvir mais daquela voz da Vida. Ao escutá-la em seu íntimo, percebeu que o Amor divino estava cruzando a escuridão mental e desespero para lhe mostrar um plano harmonioso. Embora nada tivesse mudado externamente, sentiu-se muito amada e livre.



São Cristóvão: padroeiro dos viajantes

O dia de São Cristóvão, em 25 de julho, é ocasião de pedir sua intercessão sobretudo nas viagens empreendidas.

Autor: Padre Alex Nogueira

São Cristóvão: padroeiro dos viajantes

6 devocionais para começar bem o dia

Confira uma seleção de obras que vão nutrir a alma e proporcionar momentos de reflexão.

Autor: Divulgação

6 devocionais para começar bem o dia

A importância dos passeios em família

Tem sido desafiador nos tempos atuais encontrar um tempo de qualidade para fazermos aquilo que nos traz bem-estar.

Autor: Aline Tayná de Carvalho Barbosa

A importância dos passeios em família

A nossa vida: estamos no controle?

"Eu deveria estar morto." Assim se pronunciou Donald Trump momentos após ter sido alvo de um disparo que lhe atingiu e quase interrompeu a sua vida.

Autor: Sheyner Yàsbeck Asfóra


A importância da audição para o desenvolvimento infantil

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 5% da população brasileira sofre com algum tipo de deficiência auditiva.

Autor: Luciana Brites

A importância da audição para o desenvolvimento infantil

Colégio Santo Agostinho arrecada mais de 20 mil kits escolares para crianças do RS

Doações serão enviadas para crianças e adolescentes vítimas das enchentes que atingiram o Sul do país.

Autor: Divulgação

Colégio Santo Agostinho arrecada mais de 20 mil kits escolares para crianças do RS

Atitudes para gerir adequadamente as emoções

Emoções são a base de todos os relacionamentos e a forma como lidamos com elas define o quão longe iremos em nossos objetivos.

Autor: Janguiê Diniz


Sonhos, desafios e a busca por leveza: reflexões sobre a vida após os 70

O que significa aproveitar a vida? Esta é uma pergunta que muitos de nós já nos fizemos em algum momento.

Autor: Suely Tonarque

Sonhos, desafios e a busca por leveza: reflexões sobre a vida após os 70

Como enfrentar de modo eficaz as adversidades

Viver não é uma jornada tranquila e sem contratempos, não é como descansar em um lago de água morna, onde você pode deitar e relaxar.

Autor: Janguiê Diniz

Como enfrentar de modo eficaz as adversidades

Por que temos de sofrer as consequências do pecado de Adão e Eva?

Observando nossa história pessoal, não é difícil perceber que a cada escolha que fazemos nos tornamos responsáveis por suas implicações.

Autor: Padre Demétrio Gomes


Caridade: remédio contra o pecado

O amor a Deus que cultivamos em nossos corações são indicativos do espaço que damos para sua graça agir.

Autor: Padre Alex Nogueira

Caridade: remédio contra o pecado

O papel crucial das famílias na saúde emocional das crianças

Saiba como as famílias podem influenciar no desenvolvimento socioemocional dos jovens e como promover uma educação eficaz dentro de casa com a abordagem da "missão familiar".

Autor: Divulgação

O papel crucial das famílias na saúde emocional das crianças