Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Planejar: como?

Planejar: como?

09/01/2006 Divulgação

Em nosso último artigo, havíamos "decidido" que era oportuno planejar, visando a nos prepararmos melhor para os dias futuros e saber que posição ocupar em termos de um empreendimento competitivo no mercado. Existem várias formas de elaborarmos um planejamento, das quais escolhemos uma, o método de forças, fraquezas, oportunidades e ameaças para nossa orientação.

Este método, oriundo da literatura de gestão norte-americana (Michael Porter) baseia-se na avaliação de características internas do empreendimento - forças e fraquezas - e externas - oportunidades e ameaças. Por isso, também pelo fato de ser de simples enunciado e aplicação, e bons resultados, é muito bem quisto pelos consultores e empreendedores para iniciar um planejamento estratégico.

Primeiramente, olhamos "para o interno" da empresa, preocupando-nos com forças e fraquezas. Nas forças, verificamos o que temos de bom, o que é registrado com confiança pelos clientes e percebido pela sociedade, se sabemos trabalhar bem nossos custos, temos um bom relacionamento com fornecedores (de que forma?), métodos de trabalho com baixo desperdício, etc. As forças devem, num período estratégico, ser aprimoradas, diferenciadas (dificultando que a concorrência nos "iguale") e registradas, protegidas, se possível.

As fraquezas são as funções que não conseguimos desenvolver bem. Muitas reclamações dos clientes? Os clientes não retornam para novas aquisições? O mercado parece saturado? Há alta rotatividade de funcionários? Através do estudo bem elaborado na resposta a questões como estas, conseguimos identificar o que deve ser eliminado, reduzido ou tratado durante o relacionamento com os clientes e mercado.

As oportunidades são fatos, eventos e rotinas que podem acontecer num período que levarão a termos uma condição favorável de divulgação ou venda de produtos e serviços. Em 2006, por exemplo, a renda de nosso cliente alvo pode melhorar? Uma nova legislação poderá fazer com que a qualidade de nossos produtos sejam diferenciados pelos clientes? A associação com um parceiro de outro estado ou país pode nos tornar mais competitivo? Se situações como estas merecerem respostas positivas, então, preparemo-nos através de planos.

Por último, as ameaças. Estudamos aquilo que pode se constituir num problema, antes que ele ocorra. A entrada de um competidor de porte em nosso mercado, mudanças nos cenários econômicos e sociais, obsolescência de produtos e tecnologias, dificuldades na distribuição de um produto ou serviço são exemplos de ameaças futuras. No planejamento, devemos nos prevenir visando que estas ameaças, se confirmarem, mereçam tratamento adequado (nunca a "surpresa" ou "susto", que não leva a nada).

Nesta simples receita, quatro componentes para começar seu plano. Avalie estes pontos, coloque as questões e busque as respostas. Verifique as reações e providências seguras que devem ser tomadas e componha um plano. Por aí, 2006 pode se tornar um excelente ano para negócios.



O novo mundo das mídias offline

Seria possível a mídia tradicional produzir analytics, assim como já acontece na mídia online?


Campanha Abrace Brumadinho busca recuperar turismo na região

Ação nacional pretende engajar a sociedade para que volte a frequentar um dos destinos turísticos mais reconhecidos do Brasil e do mundo

Campanha Abrace Brumadinho busca recuperar turismo na região

Para envelhecer bem: durma bem, mas nunca na direção

ABN lança campanha que visa reduzir acidentes com motoristas da terceira idade


Como encarar a transformação digital no marketing

Ao longo das últimas duas décadas, a tecnologia fez com que o comportamento do comprador mudasse sensivelmente.

Como encarar a transformação digital no marketing

5 novidades do marketing digital que você deve conhecer

Se você trabalha com marketing digital, é fundamental que você esteja sempre atualizado e ligado no que existe de mais novo no mercado.


Burst: Quais as vantagens para você que é empresário?

Aqui você encontra as melhores imagens, já otimizadas, para os mais diversos usos.

Burst: Quais as vantagens para você que é empresário?

Marketing de referência – Tudo o que você necessita saber

No mundo dos negócios é bastante comum que se ouça a expressão “marketing de referência”.

Marketing de referência – Tudo o que você necessita saber

O jornal alemão que sobrevive sem anunciantes

Atualmente 17,8 mil pessoas financiam desta maneira a publicação, que também é mantida graças a assinaturas.

O jornal alemão que sobrevive sem anunciantes

Campanha brasileira é selecionada para Mostra na Europa

O festival de criatividade Cannes Lions reúne as melhores campanhas publicitárias ao redor do mundo.

Campanha brasileira é selecionada para Mostra na Europa

Proteste lança campanha contra aumentos nos planos de saúde

Contrato de saúde suplementar pode se tornar um vilão para o consumidor.


ESPM abre curso para quem quer se candidatar para eleição

Aulas a distância ensinam técnicas e conceitos para futuros políticos.

ESPM abre curso para quem quer se candidatar para eleição

Cores são o principal fator de escolha de produtos

Mais de 80% dos consumidores consideram a cor como elemento de decisão na compra.

Cores são o principal fator de escolha de produtos