Portal O Debate
Grupo WhatsApp

A conta da Copa

A conta da Copa

10/07/2018 Deutsche Welle

Mais impostos, menos aposentadoria: com cortes drásticos na proteção social, a população russa já está pagando por sediar o Mundial mais caro da história.

A conta da Copa

O interesse dos russos pelo futebol parece ofuscar tudo atualmente, até a preocupação com uma polêmica e drástica reforma da Previdência. É o que mostra um estudo recente do centro de análises Levada, uma ONG russa independente de pesquisas sociológicas e de opinião.

O entusiasmo é compreensível: inesperadamente, a seleção russa conseguiu chegar às quartas d -final da Copa do Mundo. Só então foi eliminada pela Croácia. Mas até mesmo a eliminação da chamada "Sbornaia" não acabou com a empolgação dos torcedores russos. Em vez de frustração, o país se mostra grato aos jogadores que deram tudo para fazer do torneio um conto de fadas.

Porém, a Copa acabará no domingo (15/07). Os torcedores estrangeiros voltarão para casa, e os russos retornarão ao cotidiano, priorizando novamente as odiadas reformas do próprio governo, que ameaçam reduzir ainda mais o já decrescente bem-estar dos cidadãos.

Ninguém espera um crescimento especial da economia russa em 2018. A previsão do ministério russo da Economia para o período foi reduzida de 2,2% para 1,9% do Produto Interno Bruto (PIB).

Em 2019, a economia deverá crescer ainda mais lentamente: o prognóstico oficial prevê apenas cerca de 1,4%. Um dos motivos mais evidentes para isso é o aumento do IVA (Imposto sobre o Valor Agregado, uma tributação sobre o consumo).

A alta deverá valer a partir de 1º de janeiro de 2019. O Parlamento russo aprovou o projeto de lei do governo na primeira sessão. De acordo com o projeto, o imposto deverá subir de 18% para 20% sobre o preço de mercadorias e serviços.

Mas a conta da Copa será ainda mais longa. Exatamente no dia da abertura do torneio, o governo russo anunciou mais encargos financeiros para os cidadãos e que aumentaria a idade da aposentadoria de 60 para 65 anos para homens e de 55 para 63 anos para as mulheres. O plano é pouco detalhado: esse aumento deverá ser gradual e acontecerá entre 2019 e 2028 para os homens e até 2034 para as mulheres.

Tido como liberal, o presidente do Tribunal de Contas russo, Alexei Kudrin, é um dos defensores dos planos de reforma. Segundo seus cálculos, o aumento da idade para a aposentadoria poderia inundar os cofres do governo com 100 bilhões de rublos (1,3 bilhão de euros) por ano até 2024.

O ministro do Trabalho, Maksim Topilin, promete que parte desse dinheiro deverá ser convertido para aumentar as remunerações da aposentadoria. Atualmente, a aposentadoria média na Rússia é de cerca de 200 euros mensais.

Os planos do governo não foram recebidos com entusiasmo e fizeram com que as taxas de aprovação do presidente Vladimir Putin e de outros políticos na liderança do país caíssem. Também por isso espera-se que a reforma previdenciária seja amenizada durante a avaliação pelos legisladores.

Provavelmente, o aumento da aposentadoria e do imposto sobre o consumo também teriam sido aprovados sem a realização da Copa. Mas, na situação atual, a população russa deverá sentir os efeitos dos encargos financeiros adicionais a partir de já.

É que eles já precisam pagar bem mais pela obtenção de documentos federais. Em vez de 50 euros, um passaporte passou a custar cerca de 70 euros. Há pouco tempo, a carteira de motorista custava menos de 30 euros. Agora, custa mais de 40.

No país, as despesas como água, eletricidade e administração do lixo, que são cobradas de forma central pelas grandes empresas (antigamente estatais), também aumentaram, em média, 4%.

Talvez uma forma de compensar os custos da Copa do Mundo mais cara da histórica: segundo o próprio governo, gastou-se mais de 680 bilhões de rublos (quase 10 bilhões de euros). O valor está relacionado a gastos diretos com o evento – como a construção de dez estádios – e não leva em conta muitos dos gastos com infraestrutura, como linhas de transporte expresso que beneficiaram mais os turistas do que os próprios russos. 



Emissão de carteiras de trabalho a refugiados bate recorde em 2018

Quase 70% dos documentos emitidos foram para venezuelanos.

Emissão de carteiras de trabalho a refugiados bate recorde em 2018

Caixa anuncia financiamento habitacional corrigido pelo IPCA

Nova linha de contratos habitacionais terá taxas reduzidas.

Caixa anuncia financiamento habitacional corrigido pelo IPCA

Nova carteira de identidade começa a ser emitida

A nova carteira de identidade contém mais informações que o modelo antigo.

Nova carteira de identidade começa a ser emitida

Mais de 12 milhões de consumidores sofreram alguma fraude financeira

Não receber item comprado, produto ou serviço diferente das especificações da venda e clonagem de cartão despontam como as fraudes mais comuns, diz CNDL/SPC Brasil.

Mais de 12 milhões de consumidores sofreram alguma fraude financeira

Receita paga restituições do 3º lote do Imposto de Renda 2019

O lote contempla também restituições residuais dos exercícios de 2008 a 2018.


Prefeitura de BH e UFMG formalizam parceria na área de cultura

Parceria tem foco especial na juventude e na formação.

Prefeitura de BH e UFMG formalizam parceria na área de cultura

Movimento quer reconhecer que o Copo Americano é na verdade Copo Lagoinha

A comemoração dos 20 anos da Cervejaria Wäls, festejados neste ano, relembra de seus primórdios e faz uma homenagem aos mineiros.

Movimento quer reconhecer que o Copo Americano é na verdade Copo Lagoinha

Três meses de atraso é sinônimo de perda do imóvel?

Quando o pagamento das parcelas não ocorre e ultrapassa o prazo estipulado, pode significar prejuízo.

Três meses de atraso é sinônimo de perda do imóvel?

Receita abre consulta a terceiro lote de restituição do IR

Crédito bancário será feito no dia 15 deste mês.

Receita abre consulta a terceiro lote de restituição do IR

Trabalhador já pode cancelar crédito automático do FGTS na Caixa

Prazo para pedir cancelamento vai até 30 de abril de 2020.

Trabalhador já pode cancelar crédito automático do FGTS na Caixa

Disque Denúncia lança campanha contra produtos contrabandeados

Ideia é alertar para a relação entre contrabando e crime organizado no Rio de Janeiro.

Disque Denúncia lança campanha contra produtos contrabandeados

Viaduto Santa Tereza recebe postes restaurados

Essa é uma ação que visa valorizar o Viaduto Santa Tereza.

Viaduto Santa Tereza recebe postes restaurados