Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Assassinatos de indígenas crescem 22,7% em 2018, mostra relatório

Assassinatos de indígenas crescem 22,7% em 2018, mostra relatório

25/09/2019 Da Redação

Mapeamento feito pelo Conselho Indigenista Missionário (Cimi), foi lançado na sede da CNBB, em Brasília.

Assassinatos de indígenas crescem 22,7% em 2018, mostra relatório

O número de assassinatos de indígenas no Brasil aumentou de 110, em 2017, para 135, em 2018, um crescimento de 22,7%. Os estados com mais registros no ano passado foram Roraima, onde ocorreram 62 homicídios, e Mato Grosso do Sul, onde foram contabilizadas 38 mortes.

As informações, levantadas a partir de mapeamento de casos em todo o país feito pelo Conselho Indigenista Missionário (Cimi), estão no relatório Violência contra os Povos Indígenas do Brasil – Dados 2018. O documento foi lançado nesta terça-feira (24/09) na sede da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), em Brasília.

Em episódios classificados como “violência contra a pessoa”, o levantamento listou no ano passado 22 tentativas de assassinato, 18 homicídios culposos, 15 episódios de violência sexual, 17 casos de racismo e discriminação étnico-racial, 14 ameaças diversas, 11 situações de abuso de poder e oito ameaças de morte.

A pesquisa também mapeou invasões de terras indígenas, exploração ilegal de recursos naturais e danos diversos ao patrimônio dessas populações. Em 2018, a equipe responsável contabilizou 111 situações como essas. O número foi maior do que o registrado em 2017, quando o Cimi reconheceu 96 situações semelhantes.

No lançamento do documento, foram apresentados dados parciais relativos a 2019 até o mês de setembro. Segundo a entidade, foram mapeados 160 casos de invasão de terra ou exploração ilegal de recursos em 153 terras indígenas.

Fonte: Agência Brasil



Irmã Dulce é canonizada e se torna a primeira santa brasileira

Nascida na Bahia, a Irmã passa a se chamar Santa Dulce dos Pobres.

Irmã Dulce é canonizada e se torna a primeira santa brasileira

Procissão do Círio de Nazaré atrai 2 milhões de fiéis em Belém

O Círio é a maior manifestação cristã do Brasil e um dos maiores eventos do mundo.


Zoológico de BH abre votação para nome de gorila

 Este é o terceiro filhote de gorila da planície ocidental a nascer em um Zoo da América do Sul.

Zoológico de BH abre votação para nome de gorila

Safra de grãos deve crescer 6,3% e fechar com recorde em 2019

Entre os produtos que devem puxar essa alta estão o milho, o algodão herbáceo, o feijão, o sorgo e o trigo.

Safra de grãos deve crescer 6,3% e fechar com recorde em 2019

Brasil é o 71º em ranking global de competitividade, indica relatório

Levantamento aponta que país encontra-se em um “processo lento de recuperação da sua competitividade”.

Brasil é o 71º em ranking global de competitividade, indica relatório

Caixa anuncia redução de juros do crédito imobiliário

Novas taxas serão válidas a partir do dia 14 de outubro.

Caixa anuncia redução de juros do crédito imobiliário

Gasto médio mensal das famílias é 45,3% menor na área rural

Despesa média das famílias brasileiras no meio rural atingiu R$ 2.543,15, em 2017/2018.

Gasto médio mensal das famílias é 45,3% menor na área rural

Igreja da Pampulha reabre suas portas totalmente restaurada

Igrejinha da Pampulha, projetada pelo arquiteto Oscar Niemeyer, ficou quase dois anos em restauração.

Igreja da Pampulha reabre suas portas totalmente restaurada

Caixa lança aplicativo para apostas com nove modalidades de jogos

Apostadores terão mais uma opção para jogar nas modalidades de loterias.

Caixa lança aplicativo para apostas com nove modalidades de jogos

Taxa de desemprego recua para 11,8% em agosto

O total de desempregados chegou a 12,6 milhões.

Taxa de desemprego recua para 11,8% em agosto

Otimismo do comércio volta a crescer em setembro

Após quatro meses de queda, Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec) apresentou alta mensal de 1,3%.

Otimismo do comércio volta a crescer em setembro

ONU premia Brasil por controle ao tabaco e por ações no trânsito

Nos últimos anos o número de fumantes no Brasil caiu 40% e o número de mortes por acidentes de trânsito reduziu em 17,4%.

ONU premia Brasil por controle ao tabaco e por ações no trânsito