Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Como as comparações me fizeram prisioneira da Síndrome do Impostor

Como as comparações me fizeram prisioneira da Síndrome do Impostor

21/06/2024 Thereza Cristina Moraes

Comecei a perceber que algo não estava certo na minha vida quando, mesmo sendo bem-sucedida, me sentia constantemente inferior.

Como as comparações me fizeram prisioneira da Síndrome do Impostor

Por mais que recebesse elogios e reconhecimentos, sempre encontrava uma maneira de me colocar para baixo ao comparar-me com outras pessoas.

Era uma armadilha mental da qual não conseguia escapar. Mesmo estando em uma posição privilegiada no trabalho e na vida pessoal, me flagrava constantemente medindo meu próprio valor em relação aos outros. 

Um ciclo vicioso que parecia não ter fim. Quanto mais me comparava, mais me sentia inadequada. E quanto mais me sentia inadequada, mais procurava por pontos de referência externos para validar meu próprio valor.

E, infelizmente, não sou a única. Um levantamento da Fundação Getúlio Vargas investigou a comparação no mercado de trabalho. A pesquisa descobriu que 67% dos profissionais relataram se comparar com colegas, o que influenciava negativamente a satisfação com o trabalho e a produtividade.

A Síndrome do Impostor não é apenas sobre sentir-se como um fraudador em seu próprio sucesso, mas também sobre nunca se sentir bom o suficiente. Por mais que racionalmente soubesse que cada pessoa tem sua própria jornada e que o sucesso é relativo, eu ainda me encontrava presa nesse ciclo de comparação.

E esse sentimento constante minava minha autoestima e minhas conquistas. Em vez de celebrar meus próprios sucessos, eu os minimizava em comparação com os de outras pessoas. Isso criava um ambiente tóxico de auto-depreciação que afetava todas as áreas da minha vida.

Percebi que precisava fazer uma mudança drástica para sair dessa situação. Comecei, então, a estudar sobre a Síndrome do Impostor e como ela afeta a maneira como nos vemos e nos valorizamos.

Aprendi que a comparação constante é uma armadilha que nos impede de reconhecer nosso próprio valor. Ao nos concentrarmos nas realizações dos outros, negligenciamos nossas próprias habilidades e conquistas.

Para superar esse padrão destrutivo, é importante desenvolver uma consciência maior de nossos pensamentos e sentimentos. Precisamos desafiar ativamente essas comparações negativas e substituí-las por pensamentos mais positivos e compassivos em relação a nós mesmos.

E, para atingir esse objetivo, uma prática importante é cultivar a gratidão e o autoelogio. Em vez de focar no que os outros têm e nós não, devemos aprender a apreciar nossas próprias realizações e qualidades únicas.

Além disso, é fundamental estabelecer limites saudáveis em relação às mídias sociais e outras fontes de comparação. Uma pesquisa do Instituto Penso abordou a comparação nas redes sociais e o resultado foi que 85% dos entrevistados afirmaram se comparar com outros perfis, gerando sentimentos de inveja, inadequação e baixa autoestima.

Lembre-se sempre de que as pessoas geralmente compartilham apenas os destaques de suas vidas! E as aparências nem sempre refletem a realidade… Ter isso em mente pode ajudar a desfazer essa ilusão de inferioridade.

Por fim, buscar apoio profissional, seja por meio de terapia ou coaching, pode ser uma ferramenta valiosa para lidar com a Síndrome do Impostor e suas ramificações, como a compulsão pela comparação.

A jornada de superação da Síndrome do Impostor pode ser longa e desafiadora, mas é possível encontrar um caminho para uma maior autoaceitação e confiança. Ao reconhecer e desafiar esses padrões destrutivos, podemos começar a reconstruir uma imagem mais saudável e autêntica de nós mesmos. E lembre-se, você é único e valioso, independente das realizações dos outros.

* Thereza Cristina Moraes, formada em Gestão Comercial pela Anhembi Morumbi, com MBA em Ciências da Mente e Liderança Humanizada, especializada em essência feminina, conexões e Síndrome do Impostor. 

Para mais informações sobre autoestima clique aqui...

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Entre para o nosso grupo de notícias no WhatsApp

Todos os nossos textos são publicados também no X

Quem somos

Fonte: Conecte Comunicação



O atentado contra Trump e a corrida à Casa Branca

Os atentados contra líderes não são um fenômeno raro na história mundial.

Autor: João Alfredo Lopes Nyegray


A pior epidemia de drogas está dentro da sua casa

Imagine a seguinte cena: você vai à praia ou ao parque com sua família e filhos.

Autor: Sérgio Patto


Saldo comercial de Minas registra US$ 13,2 bilhões no primeiro semestre

Somente em junho, Estado teve superávit de US$ 2,1 bilhões e foi o segundo maior exportador do país. Dados atualizados estão disponíveis em painel interativo da FJP.

Autor: Divulgação


O arco-íris da economia

Na vida, o colorido do arco-íris vai perdendo espaço.

Autor: Benedicto Ismael Camargo Dutra


Como manter a memória em dia na terceira idade?

Os exercícios físicos são propostos como benéficos desde a Grécia Antiga.

Autor: Divulgação

Como manter a memória em dia na terceira idade?

Produtores gaúchos lotam ginásio da Fenarroz em protesto contra governo federal

Mais de dois meses após catástrofe climática que dizimou o agronegócio, socorro prometido por Brasília ficou apenas na promessa.

Autor: Divulgação

Produtores gaúchos lotam ginásio da Fenarroz em protesto contra governo federal

Como evitar a formação de ferrugem após usar um conversor?

Para evitar a formação de ferrugem após usar um conversor de ferrugem, é crucial seguir alguns passos importantes para garantir uma proteção duradoura das superfícies metálicas.

Autor: Divulgação

Como evitar a formação de ferrugem após usar um conversor?

Cidadãos podem solicitar segunda via de certidões pelo celular

Solicitante não precisa se deslocar até uma unidade presencial para pedir o documento, podendo recebê-lo em casa ou no cartório de sua escolha.

Autor: Divulgação

Cidadãos podem solicitar segunda via de certidões pelo celular

Fazendo as escolhas certas: guia para selecionar imóveis para investimento em São Paulo

Investir em imóveis certos é garantia de retorno rápido e seguro se feito com base na valorização, localização, demanda e segurança. Uma incorporadora de confiança te ajuda a realizar seu sonho!

Autor: 5 estrelas

Fazendo as escolhas certas: guia para selecionar imóveis para investimento em São Paulo

Bares e restaurantes seguram preços por medo de perder clientes

Inflação em bares e restaurantes é mais baixa que os índices de alimentação no domicílio e também dos insumos, aponta IPCA.

Autor: Divulgação

Bares e restaurantes seguram preços por medo de perder clientes

Idoso de 100 anos ganha ensaio fotográfico de pré-casamento

Nilza e Paraná convivem há quase 18 anos na unidade da Fhemig em Betim (MG).

Autor: Divulgação

Idoso de 100 anos ganha ensaio fotográfico de pré-casamento

Calvície já teve lá seu glamour, mas hoje só afeta a autoestima

Talvez você não saiba, mas já houve um tempo em que ser calvo não apenas era algo dissociado de uma doença capilar como ainda era sinônimo de status.

Autor: ‌Melina Oliveira

Calvície já teve lá seu glamour, mas hoje só afeta a autoestima