Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Diferença de acesso à cultura está relacionada à cor e região

Diferença de acesso à cultura está relacionada à cor e região

05/12/2019 Divulgação

Norte e Nordeste têm menos equipamentos culturais.

Diferença de acesso à cultura está relacionada à cor e região

A diferença de acesso da população preta e parda a equipamentos culturais está diretamente relacionada com o retrato das regiões do país.

No Sul e Sudeste, onde a maioria da população é branca, há maior concentração de bens culturais. No Norte e Nordeste do país, onde a maioria da população é preta e parda, o número de equipamentos culturais é reduzido, segundo dados da quarta edição do Sistema de Informações e Indicadores Culturais (SIIC), divulgado nesta quinta-feira (05/12) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatistica (IBGE).

Exemplo dessa desigualdade está no acesso às salas de cinema. De acordo com a pesquisa, a população preta ou parda tem menor acesso potencial a esses equipamentos culturais. Enquanto 44% dos pretos ou pardos moravam em municípios sem cinema, esse número em relação aos brancos era de 34,8%.

Pesquisador do instituto, Leonardo Athias, destacou que a desigualdade regional reflete a desigualdade racial. Segundo ele, o cinema é um dos equipamentos culturais mais concentrados. Apenas 10% dos municípios brasileiros têm salas para exibição de filmes. Para o pesquisador, a concentração das salas em determinados municípios, principalmente capitais, acirra o desequilíbrio no acesso à cultura.

Fonte: Agência Brasil



Desemprego chega a 13,3% no segundo trimestre

População ocupada tem menor nível da série iniciada em 2012.

Desemprego chega a 13,3% no segundo trimestre

Getty Images premia 8 projetos fotográficos sobre a pandemia

Getty Images premia com US$ 40,000 fotojornalistas que documentam o impacto da pandemia em suas comunidades.

Getty Images premia 8 projetos fotográficos sobre a pandemia

Endividamento dos brasileiros já indicava alta antes mesmo da pandemia

Estudo especial da CNC mostra que condições de crédito mais favoráveis a partir de 2019 impulsionaram a contração de dívidas pelas famílias.

Endividamento dos brasileiros já indicava alta antes mesmo da pandemia

Correios lançam selos comemorativos inspirados em doodles

Edição comemora Dia Nacional do Selo.

Correios lançam selos comemorativos inspirados em doodles

O mito das redes sociais nas Eleições 2020

Nas últimas duas eleições, em 2016 e 2018, a presença das redes sociais deu uma nova cor à corrida eleitoral.

O mito das redes sociais nas Eleições 2020

Caixa pagou R$ 140,3 bilhões em benefícios este ano

Valor corresponde à Bolsa Família e ao auxílio emergencial

Caixa pagou R$ 140,3 bilhões em benefícios este ano

Banco Central anuncia lançamento da nota de R$ 200

Nova cédula terá como personagem o lobo-guará.

Banco Central anuncia lançamento da nota de R$ 200

País registra perda de 10,9 mil vagas de empregos formais em junho

No acumulado do ano, saldo de admissões e demissões ficou negativo.

País registra perda de 10,9 mil vagas de empregos formais em junho

Bilionários ficam imunes à crise econômica na pandemia, mostra estudo

No Brasil, 42 bilionários aumentaram suas fortunas em US$ 34 bilhões.

Bilionários ficam imunes à crise econômica na pandemia, mostra estudo

Qual tipo de investidor você é?

Conservador, moderado ou agressivo: entenda quais podem ser as melhores segmentações de carteiras para seu perfil.

Qual tipo de investidor você é?

O futuro dos shopping centers: uma visão otimista

O primeiro Shopping Center no Brasil, o Iguatemi*, foi inaugurado na cidade de São Paulo, em 1967.

O futuro dos shopping centers: uma visão otimista

Auxílio emergencial chega a 29,4 milhões de domicílios, diz IBGE

Na comparação com maio, foram mais 3,1 milhões de lares beneficiados

Auxílio emergencial chega a 29,4 milhões de domicílios, diz IBGE