Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Enviou a declaração de imposto de renda com erro? Saiba como corrigir

Enviou a declaração de imposto de renda com erro? Saiba como corrigir

01/05/2019 Da Redação

Um dos cuidados que deve ser tomado é entregar a declaração retificadora no mesmo modelo (completo ou simplificado) utilizado para a declaração original.

Enviou a declaração de imposto de renda com erro? Saiba como corrigir

Com o fim do prazo para entregar a Declaração de Imposto de Renda, muitos contribuintes ficam com outra preocupação depois do envio, pois, descobrem que cometeram erros na hora do preenchimento. Assim, fica a dúvida, como ajustar esse documento?

Geralmente isso ocorre em função de descuidos e pressa para envio das informações que, somados com as complicações para preenchimentos, ocasionam os mais variados tipos de erros que comprometem a declaração, podendo levar até mesmo à malha fina da Receita Federal e a pagar multas bastante altas.

Contudo, segundo o diretor executivo da Confirp Contabilidade Richard Domingos, esses erros não devem ser motivos de desespero. "Detectados os problemas na declaração o contribuinte pode fazer a retificação, antes mesmo de cair na malha fina,  onde os erros serão corrigidos. O prazo para retificar a declaração é de cinco anos, mas é importante que o contribuinte realize o processo rapidamente, para não correr o risco de ficar na Malha Fina".

Um dos cuidados que deve ser tomado é entregar a declaração retificadora no mesmo modelo (completo ou simplificado) utilizado para a declaração original. É fundamental que o contribuinte possua o número do recibo de entrega da declaração anterior, para a realização do processo.

Segundo Domingos, o procedimento para a realização de uma declaração retificadora é o mesmo que para uma declaração comum, a diferença é que no campo Identificação do Contribuinte, deve ser informado que a declaração é retificadora.

Quando aumenta ou diminui o imposto

Importante lembrar que o contribuinte que já estiver pagando imposto não poderá interromper o recolhimento, mesmo havendo redução do imposto a pagar. Nesse caso, deverá agir da seguinte forma:

- recalcular o novo valor de cada quota, mantendo-se o número de quotas em que o imposto foi parcelado na declaração retificadora, desde que respeitado o valor mínimo;

- os valores pagos a mais nas quotas já vencidas podem ser compensados nas quotas com vencimento futuro ou ser objeto de pedido de restituição;

- sobre o montante a ser compensado ou restituído incidirão juros equivalentes à taxa Selic, tendo como termo inicial o mês subsequente ao do pagamento a maior e como termo final o mês anterior ao da restituição ou da compensação, adicionado de 1% no mês da restituição ou compensação.

Já se a retificação resultar em aumento do imposto declarado, o contribuinte deverá calcular o novo valor de cada quota, mantendo-se o número de quotas em que o imposto foi parcelado na declaração retificadora. Sobre a diferença correspondente a cada quota vencida incidem acréscimos legais (multa e juros), calculados de acordo com a legislação vigente.

Riscos da malha fina

Mas quais os principais motivos que levam os contribuintes a caírem na malha fina? Veja o que aponta o diretor da Confirp, Richard Domingos:

 -  Informar despesas médicas diferente dos recibos, principalmente em função da DMED;

- Informar incorretamente os dados do informe de rendimento, principalmente valores e CNPJ;

- Deixar de informar rendimentos recebidos durante o ano (as vezes é comum esquecer de empresas em que houve a rescisão do contrato);

- Deixar de informar os rendimentos dos dependentes;

- Informar dependentes sem ter a relação de dependência (por exemplo, um filho que declara a mãe como dependente mas outro filho ou o marido também lançar);

- A empresa alterar o informe de rendimento e não comunicar o funcionário;

- Deixar de informar os rendimentos de aluguel recebidos durante o ano;

- Informar os rendimentos diferentes dos declarados pelos administradores / imobiliárias.

A empresa pode levar o funcionário à malha fina quando:

Deixa de informar na DIRF ou declara com CPF incorreto;

Deixar de repassar o IRRF retido do funcionário durante o ano;

Alterar o informe de rendimento na DIRF sem informar o funcionário.

Fonte: DSOP Educação Financeira



Governo aumenta valores das Loterias Caixa

Valores de todas as apostas sobem. Mega-Sena passa a custar R$4,50

Governo aumenta valores das Loterias Caixa

Nascidos em abril e maio já podem sacar FGTS

Caixa antecipou calendário de retirada de até R$ 500 por conta.

Nascidos em abril e maio já podem sacar FGTS

Programa Proteção de Fronteiras bate recorde de apreensões

Crimes fronteiriços são de contrabando, narcotráfico, tráfico de armas, tráfico de pessoas, lavagem de dinheiro, mineração ilegal e tráfico de recursos naturais.

Programa Proteção de Fronteiras bate recorde de apreensões

Saiba como funciona os tipos de empréstimos mais populares

Entenda como funciona os quatro tipo de empréstimos mais procurados por brasileiros. Cada um varia de acordo com os requisitos, condições de pagamento e destino do valor do empréstimo.

Saiba como funciona os tipos de empréstimos mais populares

Campanha Papai Noel dos Correios 2019 é lançada em São Paulo

As cartinhas do Papai Noel dos Correios ficam disponíveis apenas nos locais indicados no blog da campanha. Confira!

Campanha Papai Noel dos Correios 2019 é lançada em São Paulo

Endividamento dos brasileiros cai pela primeira vez em 2019

Percentual de famílias com contas ou dívidas em atraso, porém, registrou aumento em outubro.

Endividamento dos brasileiros cai pela primeira vez em 2019

Olho vivo nas entrelinhas marqueteiras da Black Friday

Empresas criam estratégias que colocam em xeque tal credibilidade.

Olho vivo nas entrelinhas marqueteiras da Black Friday

EUA devolvem ao Egito sarcófago roubado

Os EUA trabalharam em parceria com agentes de aplicação da lei de Egito, Alemanha e França.

EUA devolvem ao Egito sarcófago roubado

Brasil tem 5 milhões de estabelecimentos rurais, aponta censo

Censo Agropecuário mostra aumento de 5.8% em áreas de unidades rurais em 10 anos.

Brasil tem 5 milhões de estabelecimentos rurais, aponta censo

Caipirinha vira patrimônio imaterial do estado do Rio de Janeiro

Caipirinha é chamada de "bebida-símbolo do Brasil".

Caipirinha vira patrimônio imaterial do estado do Rio de Janeiro

Pescadores afetados por óleo terão parcela extra do seguro-defeso

Medida beneficiará 60 mil profissionais que trabalham no litoral do nordeste.

Pescadores afetados por óleo terão parcela extra do seguro-defeso

Loteria instantânea pode faturar até R$ 115 bilhões em 15 anos

Governo vai receber 16,7% do faturamento para investimentos em cultura, esporte e segurança pública.

Loteria instantânea pode faturar até R$ 115 bilhões em 15 anos