Portal O Debate
Grupo WhatsApp


FMI reduz para 0,3% estimativa de crescimento do Brasil

FMI reduz para 0,3% estimativa de crescimento do Brasil

07/10/2014 Divulgação

O Fundo Monetário Internacional (FMI) reduziu mais uma vez a projeção para o crescimento da economia brasileira este ano.

A estimativa para o aumento do Produto Interno Bruto (PIB) caiu 1 ponto percentual, reposicionando para 0,3% a previsão divulgada em julho, de 1,3%. O PIB é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país durante o ano.

Este resultado será o pior desempenho da economia brasileira desde 2009, quando o PIB caiu 0,3%. Além da queda ocorrida há cinco anos, reflexo dos desdobramentos da crise econômica mundial, outros resultados insatisfatórios ocorreram em 1999, quando a economia brasileira cresceu 0,3% e, em 1998, quando o PIB do país ficou estagnado.

Para 2015, a projeção do FMI para a economia brasileira é 1,4%, com redução de 0,6 ponto percentual em relação à estimativa de julho. Já a projeção para o crescimento da economia mundial é 3,3%, este ano, e 3,8%, em 2015. As novas projeções fazem parte da publicação Perspectiva Econômica Mundial (World Economic Outlook, no título em inglês), divulgada nesta terça-feira (7).

De acordo com a publicação, a perda de competitividade brasileira, a baixa confiança dos empresários e condições financeiras mais restritivas (com aumento das taxas de juros até abril de 2014) restringiram investimentos, e a moderação no emprego e o crescimento do crédito pesou sobre o consumo.

A atividade moderada da economia prevista para 2015, com crescimento de 1,4%, se deve à incerteza política em torno das eleições presidenciais deste ano, segundo o FMI.

Em relação à inflação no Brasil, o fundo diz que o aumento de preços deve se manter na parte superior da meta oficial, refletindo as restrições de oferta obrigatória e a pressão acumulada dos preços administrados. A meta de inflação tem como centro 4,5% e limite superior, 6,5%. A projeção do FMI é que a inflação fique em 6,3%, este ano, e em 5,9%, em 2015.

Fonte: Agência Brasil



Por que plano de saúde está tão caro?

Não é de hoje que os planos de saúde estão ficando cada vez mais caros.

Por que plano de saúde está tão caro?

Brasil perde mais de 860 mil empregos formais em abril

De janeiro a abril foram 4.999.981 admissões e 5.763.213 demissões.

Brasil perde mais de 860 mil empregos formais em abril

Correios serão opção para fazer cadastro para auxílio emergencial

Banco é condenado por falha ao compensar cheque

Cliente vai receber R$ 15 mil por danos morais.

Banco é condenado por falha ao compensar cheque

Dólar nas alturas: será que só existe desvantagem?

Do momento em que os casos de covid-19 começaram a aparecer fora da China, a moeda norte-americana acelerou o movimento de alta dos preços.

Dólar nas alturas: será que só existe desvantagem?

Fake news: da mídia à justiça (e vice-versa)

As fake news estão ultrapassando os prejuízos financeiros e de credibilidade nas empresas e invadindo o judiciário com dezenas de processos.

Fake news: da mídia à justiça (e vice-versa)

Por que emitir moeda em tempos de pandemia?

Somente o BC pode emitir moeda e somente o TN pode emitir títulos e pagar as despesas do Governo Federal.

Por que emitir moeda em tempos de pandemia?

Cartórios do interior já podem realizar casamentos virtuais

O projeto-piloto que autoriza a realização de casamentos civis por videoconferência e escritura pública digital foi ampliado.

Cartórios do interior já podem realizar casamentos virtuais

O que está acontecendo com o dólar com a saída do Moro?

A crise causada pelo Coronavírus já vinha elevando o preço do dólar que, nos últimos tempos, estava apresentando patamares históricos.

O que está acontecendo com o dólar com a saída do Moro?

Dólar alto será positivo para a economia em período de pandemia

“Não é ruim no momento, mas quando a economia retomar, o 1º fator que vamos ver é a inflação”

Dólar alto será positivo para a economia em período de pandemia

Ministério lança canal para registro de denúncias trabalhistas

Nova ferramenta registrará denúncias trabalhistas no portal Gov.br.

Ministério lança canal para registro de denúncias trabalhistas

Edição 2020 da Corrida de Juiz de Fora será virtual e beneficente

Organizador propõe desafio pela internet para corredores e ciclistas.

Edição 2020 da Corrida de Juiz de Fora será virtual e beneficente