Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Fraudes corporativas afetaram 69% das empresas de saúde

Fraudes corporativas afetaram 69% das empresas de saúde

08/04/2016 Da Redação

Aumento da terceirização e das operações offshore estão entre os principais motivos para o aumento das fraudes.

De acordo com a última edição do Global Fraud Report, da Kroll, líder mundial em soluções de risco, mais de dois terços (69%) das empresas do setores de saúde, medicamentos e biotecnologia foram vítimas de algum tipo de fraude.

Os resultados mostram que os tipos mais comuns de fraude nestes setores referem-se à gestão de conflito de interesses (17%) na área de saúde, sendo este o segundo maior número de empresas entre todas as que foram consultadas.

Em seguida, vêm os casos de fraudes resultantes do roubo de ativos físicos ou em estoque (14%) e falhas de compliance (14%). Mais de uma a cada dez empresas (13%) do setor sofreu alguma fraude relacioanda ao roubo de propriedade intelectual, sendo este o maior número entre todas os setores pesquisados.

Estes números fazem parte da pesquisa encomendada pela Kroll à Economist Intelligence Unit, em nível global, sobre a fraude e seus efeitos nos negócios.

Um total de 768 executivos de nível sênior participou da pesquisa, de diversas indústrias, incluindo Serviços Financeiros, Serviços Profissionais, Varejo e Atacado, Tecnologia, Mídia e Telecomunicações, Saúde e Farmacêuticos, Viagens, Lazer e Transportes, Bens de Consumo, Construção, Engenharia e Infraestrutura, Recursos Naturais e Manufatura.

A pesquisa também mostra que quatro a cada cinco (78%) empresas dos setores de saúde, medicamentos e biotecnologia disseram que sua exposição a fraudes aumentou em 2014.

Os principais motivos foram a alta rotatividade (28%) e o aumento da terceirização e de operações offshore (19%), sendo este um caminho fácil para o roubo de propriedade intelectual.

Embora 19% tenham reportado o aumento na terceirização e nas operações offshore, apenas 18% disseram incrementar a proteção de propriedade intelectual este ano.
Snežana Gebauer, diretora do escritório da Kroll em São Paulo, diz:

“Um dos resultados mais reveladores do relatório é o quanto as empresas estão se sentindo vulneráveis às fraudes.

De um jeito ou de outro, o fantasma da fraude surge em todas as relações de negócios.

O que o relatório da Kroll põe em evidência é que, com frequência, a fraude é um “trabalho interno” e que as empresas devem buscar tanto nas relações internas e externas se elas são mais eficientes para a proteção do seu dinheiro, de sua propriedade e de seus dados”, diz a executiva.

O relatório mostra que as empresas do setor de saúde não estão tomando medidas quanto à exposição aos riscos de fraudes, com apenas 36% das empresas informando que vão investir em controles de gestão este ano.

“Enquanto a tecnologia possibilitou novas maneiras de se cometer uma fraude, nosso trabalho diário com os clientes confirma o que o relatório também revela – o roubo, o suborno e a propina ainda são efetivas e generalizadas.

Com a natureza humana sendo o que é, a fraude sempre estará ao nosso lado, quer ela ocorra no escritório da empresa ou em algum lugar no mundo da cadeia de suprimentos.

No entanto, existem diversas estratégias, recursos e melhores práticas disponíveis para as empresas que podem ajudá-las a proteger a si próprias e seus investimentos”, conclui Snežana. 



Mais de 12 milhões de consumidores sofreram alguma fraude financeira

Não receber item comprado, produto ou serviço diferente das especificações da venda e clonagem de cartão despontam como as fraudes mais comuns, diz CNDL/SPC Brasil.

Mais de 12 milhões de consumidores sofreram alguma fraude financeira

Receita paga restituições do 3º lote do Imposto de Renda 2019

O lote contempla também restituições residuais dos exercícios de 2008 a 2018.


Prefeitura de BH e UFMG formalizam parceria na área de cultura

Parceria tem foco especial na juventude e na formação.

Prefeitura de BH e UFMG formalizam parceria na área de cultura

Movimento quer reconhecer que o Copo Americano é na verdade Copo Lagoinha

A comemoração dos 20 anos da Cervejaria Wäls, festejados neste ano, relembra de seus primórdios e faz uma homenagem aos mineiros.

Movimento quer reconhecer que o Copo Americano é na verdade Copo Lagoinha

Três meses de atraso é sinônimo de perda do imóvel?

Quando o pagamento das parcelas não ocorre e ultrapassa o prazo estipulado, pode significar prejuízo.

Três meses de atraso é sinônimo de perda do imóvel?

Receita abre consulta a terceiro lote de restituição do IR

Crédito bancário será feito no dia 15 deste mês.

Receita abre consulta a terceiro lote de restituição do IR

Trabalhador já pode cancelar crédito automático do FGTS na Caixa

Prazo para pedir cancelamento vai até 30 de abril de 2020.

Trabalhador já pode cancelar crédito automático do FGTS na Caixa

Disque Denúncia lança campanha contra produtos contrabandeados

Ideia é alertar para a relação entre contrabando e crime organizado no Rio de Janeiro.

Disque Denúncia lança campanha contra produtos contrabandeados

Viaduto Santa Tereza recebe postes restaurados

Essa é uma ação que visa valorizar o Viaduto Santa Tereza.

Viaduto Santa Tereza recebe postes restaurados

Saques nas contas do FGTS começam em setembro

Poderão retirar até R$ 500 trabalhadores com contas ativas e inativas.

Saques nas contas do FGTS começam em setembro

BIM amplia a transparência nas contratações públicas

Assim, a construção diminui os desperdícios e resíduos, ampliando a transparência para as contratações das obras.


Petrobras tem lucro líquido recorde de R$ 18,9 bilhões no 2º trimestre

Resultado se deve, principalmente, à venda de 90% da participação da Petrobras na Transportadora Associada de Gás S.A.(TAG).

Petrobras tem lucro líquido recorde de R$ 18,9 bilhões no 2º trimestre