Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Governo de Minas faz revisão de orçamento e encontra déficit maior

Governo de Minas faz revisão de orçamento e encontra déficit maior

15/05/2019 Da Redação

Orçamento aprovado para 2019 tem rombo de R$ 15,177 bilhões, maior que os R$ 11,443 bilhões anunciados pela gestão passada.

O Governo de Minas revisou os dados do orçamento deste ano e concluiu que o déficit previsto para o exercício de 2019 seria de R$ 15,177 bilhões, e não de R$ 11,443 bilhões, conforme consta na Lei Orçamentária Anual (LOA).

Após se debruçar sobre os dados e ter ciência da situação financeira do Estado, chegou-se à conclusão de que a administração passada considerou receitas extraordinárias que não condiziam com a realidade. Ou seja, elas não existiam.

No orçamento de 2019 foram consideradas receitas de R$ 2 bilhões de recursos do Fecidat (Fundo Especial de Créditos Inadimplidos e Dívida Ativa) para pagamento de inativos, R$ 1,5 bilhão de direitos creditórios (referentes à securitização da dívida), R$ 580 milhões de recursos de operações de crédito para pagamento de precatórios, além de R$ 347 milhões superestimados em receitas de contribuição previdenciária.

Houve ainda algumas despesas que foram superorçadas, no valor de R$ 719 milhões.

Como a peça orçamentária deste ano computou receitas que não se realizarão e despesas acima da conta real, o déficit fiscal real seria de R$ 15,177 bilhões.

O Estado ressalta que essa é a previsão de déficit orçamentário para o ano de 2019. Ao assumir a administração, a gestão atual encontrou o caixa com um rombo de R$ 34,5 bilhões, referentes a passivos de exercícios anteriores. A maior parte dele diz respeito a restos a pagar, que são compromissos assumidos e não pagos.

Desta maneira, ao fim do ano de 2019, o Estado pode somar ao passivo inicial assumido de R$ 34,5 bilhões outros R$ 15,177 bilhões em débitos do ano corrente. Assim, as obrigações devidas no início de 2020 seriam de R$ 49,677 bilhões.

Os números negativos podem ser sentidos na prestação de serviços à população e no parcelamento dos salários dos servidores.

O Governo de Minas enfatiza que está em estudo a adesão ao Regime de Recuperação Fiscal, uma alternativa para minimizar a situação financeira por que passa e propiciar melhores serviços aos cidadãos. O Estado busca ainda outras medidas de austeridade para a redução da despesa e também está comprometido com a melhoria das receitas.

Fonte: SEGOV - Governo de Minas



Primeira-ministra britânica anuncia renúncia

Theresa May argumenta que não conseguiu concretizar o Brexit

Primeira-ministra britânica anuncia renúncia

Total de domicílios alugados no Brasil cresce 5,3% em um ano

Brasil possui 12,9 milhões de residências alugadas

Total de domicílios alugados no Brasil cresce 5,3% em um ano

Reforma da Previdência e a (in) responsabilidade do legislativo federal

O Brasil vive uma crise sem precedentes, parte por irresponsabilidade dos presidentes anteriores, parte por descaso do Congresso Nacional.

Reforma da Previdência e a (in) responsabilidade do legislativo federal

Dia Livre de Impostos terá Mercado do Imposto na Praça Sete em BH

Ideia é mostrar como a carga tributária brasileira está entre as mais elevadas do mundo

Dia Livre de Impostos terá Mercado do Imposto na Praça Sete em BH

Minas lança Plano de Segurança para as comunidades próximas às barragens

Documento visa reduzir riscos e mitigar os efeitos da mineração nas cidades mineiras

Minas lança Plano de Segurança para as comunidades próximas às barragens

ANM repassa R$ 271 mi a municípios afetados por exploração de minério

Serão repassados valores acumulados desde junho de 2018

ANM repassa R$ 271 mi a municípios afetados por exploração de minério

Minas tem mais uma comunidade quilombola reconhecida

Povoado da Fazenda Itaipava fica no município de Açucena, no Vale do Aço


81% dos brasileiros dependem exclusivamente do INSS para aposentadoria

Com o objetivo de mostrar a importância da educação financeira nas empresas, a Associação Brasileira de Educadores Financeiros (ABEFIN), divulga uma pesquisa sobre a saúde financeira dos trabalhadores brasileiros.

81% dos brasileiros dependem exclusivamente do INSS para aposentadoria

Taxa de desemprego cresce em 14 estados em 2019

Nas outras 13 unidades federativas, a taxa manteve-se estável no primeiro trimestre do ano

Taxa de desemprego cresce em 14 estados em 2019

Banheiros químicos adaptados agora são obrigatórios

Sancionada a lei que torna banheiros químicos adaptados obrigatórios em eventos

Banheiros químicos adaptados agora são obrigatórios

Congresso Mundial de Câmaras

Acontece no Rio de Janeiro de 12 a 14 de junho.


Pedidos de recurso e revisão do INSS passam a ser feitos pela internet

O Meu INSS é acessível por meio de computador ou celular

Pedidos de recurso e revisão do INSS passam a ser feitos pela internet