Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Governo de Minas faz revisão de orçamento e encontra déficit maior

Governo de Minas faz revisão de orçamento e encontra déficit maior

15/05/2019 Da Redação

Orçamento aprovado para 2019 tem rombo de R$ 15,177 bilhões, maior que os R$ 11,443 bilhões anunciados pela gestão passada.

O Governo de Minas revisou os dados do orçamento deste ano e concluiu que o déficit previsto para o exercício de 2019 seria de R$ 15,177 bilhões, e não de R$ 11,443 bilhões, conforme consta na Lei Orçamentária Anual (LOA).

Após se debruçar sobre os dados e ter ciência da situação financeira do Estado, chegou-se à conclusão de que a administração passada considerou receitas extraordinárias que não condiziam com a realidade. Ou seja, elas não existiam.

No orçamento de 2019 foram consideradas receitas de R$ 2 bilhões de recursos do Fecidat (Fundo Especial de Créditos Inadimplidos e Dívida Ativa) para pagamento de inativos, R$ 1,5 bilhão de direitos creditórios (referentes à securitização da dívida), R$ 580 milhões de recursos de operações de crédito para pagamento de precatórios, além de R$ 347 milhões superestimados em receitas de contribuição previdenciária.

Houve ainda algumas despesas que foram superorçadas, no valor de R$ 719 milhões.

Como a peça orçamentária deste ano computou receitas que não se realizarão e despesas acima da conta real, o déficit fiscal real seria de R$ 15,177 bilhões.

O Estado ressalta que essa é a previsão de déficit orçamentário para o ano de 2019. Ao assumir a administração, a gestão atual encontrou o caixa com um rombo de R$ 34,5 bilhões, referentes a passivos de exercícios anteriores. A maior parte dele diz respeito a restos a pagar, que são compromissos assumidos e não pagos.

Desta maneira, ao fim do ano de 2019, o Estado pode somar ao passivo inicial assumido de R$ 34,5 bilhões outros R$ 15,177 bilhões em débitos do ano corrente. Assim, as obrigações devidas no início de 2020 seriam de R$ 49,677 bilhões.

Os números negativos podem ser sentidos na prestação de serviços à população e no parcelamento dos salários dos servidores.

O Governo de Minas enfatiza que está em estudo a adesão ao Regime de Recuperação Fiscal, uma alternativa para minimizar a situação financeira por que passa e propiciar melhores serviços aos cidadãos. O Estado busca ainda outras medidas de austeridade para a redução da despesa e também está comprometido com a melhoria das receitas.

Fonte: SEGOV - Governo de Minas



Alta carga tributária não garante retorno de serviços à sociedade

Com carga tributária de 34%, Brasil é o último entre 30 países em retorno de serviços à população

Alta carga tributária não garante retorno de serviços à sociedade

BNDES disponibiliza R$ 23 bilhões para Plano Safra 2019/2020

Todas as principais linhas de fomento à agropecuária empresarial tiveram o orçamento ampliado

BNDES disponibiliza R$ 23 bilhões para Plano Safra 2019/2020

Pequenos negócios poderão retornar ao Simples Nacional

Pequenos negócios excluídos do Simples Nacional poderão solicitar o reenquadramento até o dia 15

Pequenos negócios poderão retornar ao Simples Nacional

Paraty e Ilha Grande (RJ) recebem título de Patrimônio Mundial da Unesco

Local é o primeiro sítio misto do Brasil, reconhecido por cultura e natureza

Paraty e Ilha Grande (RJ) recebem título de Patrimônio Mundial da Unesco

Novo projeto de lei quer obrigar advogados a provar origem lícita dos honorários

Apresentado pela deputada federal Bia Kicis, texto é criticado como trava no exercício da profissão.


Receita abre consulta a segundo lote de restituição do IR

O crédito bancário será feito em 15 de julho

Receita abre consulta a segundo lote de restituição do IR

Manifestações – A Voz e a força do Povo

As manifestações populares são legítimas, republicanas, sejam elas a favor ou contra o governo.

Manifestações – A Voz e a força do Povo

IMA vai fiscalizar cerca de 800 propriedades produtoras de soja

Durante o vazio sanitário, fica proibido o cultivo da planta em todo o território mineiro

IMA vai fiscalizar cerca de 800 propriedades produtoras de soja

Partido propõe fim da aposentadoria para políticos corruptos

Podemos quer fim do benefício para políticos condenados por corrupção

Partido propõe fim da aposentadoria para políticos corruptos

Medo do desemprego aumenta e satisfação com a vida diminui

Pesquisa CNI indica frustração maior dos brasileiros nestes primeiros meses de 2019

Medo do desemprego aumenta e satisfação com a vida diminui

Canonização de Irmã Dulce será em 13 de outubro

Além de Irmã Dulce, serão canonizados quatro beatos

Canonização de Irmã Dulce será em 13 de outubro

Montevidéu é a cidade mais cara da América Latina para se viver

Pesquisa avaliou cerca de 500 cidades em mais de 200 países

Montevidéu é a cidade mais cara da América Latina para se viver