Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Homofobia pode estar ligada a desejos reprimidos

Homofobia pode estar ligada a desejos reprimidos

07/05/2018 Divulgação

Segundo psicólogo, ataques homofóbicos podem ter relação com opção sexual reprimida.

Homofobia pode estar ligada a desejos reprimidos

No ano de 2013, no Brasil, foram assassinados 313 membros da comunidade LGBT, segundo pesquisa do Grupo Gay Bahia (GGB), ou seja, um assassinato há cada 28 horas. Se compararmos nossos números com os do Chile, que teve apenas quatro assassinatos de transexuais, travestis, lésbicas, bissexuais ou gays no mesmo período, podemos perceber que crimes ligados à homofobia acontecem 80 vezes mais no Brasil que no país vizinho.

Crimes realizados por razões homofóbicas são feitos por pessoas que sentem antipatia, desprezo, preconceito, aversão e, até mesmo, medo, por homossexuais, bissexuais, travestis e transgêneros. Ao longo dos anos, a mídia brasileira expôs muitos casos de agressões físicas e verbais cometidas por pessoas que possuem a percepção de que a orientação não heterossexual é negativa e “errada”.

Segundo pesquisa de cunho psicológico, a homofobia pode estar ligada a um sentimento reprimido que o agressor possui. Por exemplo, homens que foram criados em lares machistas, opressores e homofóbicos possui grandes chances de se descobrirem homossexuais, com o passar do tempo.

Em um estudo, em que os pesquisadores analisaram as diferenças entre o que as pessoas dizem sobre sua orientação sexual e sua orientação verdadeira (baseando-se em reações que os pacientes apresentaram), foi possível perceber duas coisas. A primeira é que os participantes que possuíam pais mais abertos e compreensivos estavam mais em contato com sua orientação verdadeira, seja o indivíduo hetero ou homeafetivo. A segunda constatação foi a de que os filhos de pais conservadores apresentavam desejos homossexuais, porém escondiam isso, e, muitos, possuíam tendência a um comportamento homofóbico.

Segundo o psicólogo João Alexandre Borba, quem agride o próximo por ter convicções diferentes das suas, é porque não tem maturidade para sustentar suas próprias convicções. Ou seja, muitas vezes, ao agredir o outro por ele ser diferente de si, é provável que você seja mais parecido com ele do que pensa.

Borba afirma que teve um paciente com um caso evidente de repressão de sentimentos. “Ele agredia homens que mostravam afeição por outros rapazes, e sempre demonstrava muita raiva ao falar sobre isso. Após algum tempo, eu sugeri que essas reações eram uma negação de seus desejos; ele se ofendeu e demorou um mês para voltar a se consultar comigo”, conta o psicólogo.

Um mês depois do ocorrido, entretanto, o paciente retornou ao consultório, para dizer que havia “ficado” com um amigo, e não sabia o que fazer com isso. “Hoje, anos depois, eles namoram. Meu paciente está feliz e parou de agredir a si mesmo e aos outros homens”, explica o profissional.

O especialista afirma que a partir do momento em que as pessoas passam a se aceitarem verdadeiramente, a violência acaba e o respeito e a compreensão ao próximo passam a tomar lugar da antiga raiva contida, afinal, só podemos oferecer respeito quando antes o auto respeito acontece.



Governo Federal lança plano de testagem em seis cidades brasileiras

Até o fim do ano, serão distribuídos 60 milhões de testes.

Governo Federal lança plano de testagem em seis cidades brasileiras

Estradas mineiras receberão 598 novos radares de velocidade

Implantação de novos equipamentos em trechos sob responsabilidade do DER-MG ocorrerá de forma gradativa e com ampla divulgação.

Estradas mineiras receberão 598 novos radares de velocidade

Pecuarista de Minas Gerais recebe prêmio por silagem de alta qualidade

Desafio – Qualidade de Silagem Premium, realizado pela Sementes Biomatrix, reconhece os melhores produtores.

Pecuarista de Minas Gerais recebe prêmio por silagem de alta qualidade

BTG Pactual traz executivos do mercado em preparação para abertura de filial em BH

Time com vasta experiência em alta renda e Private vai liderar escritório de assessoria de investimento na capital mineira.



Ruas tomadas de alegria

Lembro-me bem quando tudo começou. Foi minha primeira eleição, para governador, em 1982.

Ruas tomadas de alegria

Cesta básica sobe em 13 das 17 capitais pesquisadas

Cesta mais cara é a de Porto Alegre, que custa R$ 664,67.

Cesta básica sobe em 13 das 17 capitais pesquisadas

Governo de Minas publica edital para concessão do Mineirinho

Empresa vencedora deverá promover reforma completa do imóvel e investir R$ 41 milhões nos dois primeiros anos de operação.

Governo de Minas publica edital para concessão do Mineirinho

Norte e Nordeste são regiões com maior insegurança alimentar, aponta estudo

Enani 2019 mostra que 47,1% das famílias brasileiras com crianças menores de 5 anos de idade vivem com algum grau de insegurança alimentar.

Norte e Nordeste são regiões com maior insegurança alimentar, aponta estudo

Porque o povo rejeita a política e os políticos

Os mal-acostumados querem voltar aos tempos fáceis.

Porque o povo rejeita a política e os políticos

Manifesto em defesa da democracia é lançado em BH

Nomes como Salim Mattar, Modesto Araújo e Cledorvino Belini se reúnem em documento que será entregue a autoridades.

Manifesto em defesa da democracia é lançado em BH

A retomada dos eventos-teste como um possível início do pós-pandemia

Como se adaptar e fornecer os melhores produtos e soluções frente a um cenário.

A retomada dos eventos-teste como um possível início do pós-pandemia