Portal O Debate
Grupo WhatsApp

O que podemos aprender com o consumo da Geração Z?

O que podemos aprender com o consumo da Geração Z?

30/10/2020 Elizeu Barroso Alves

A geração Z tem a consciência que ela não é apenas cidadã de seu país, ela é cidadã do mundo.

O que podemos aprender com o consumo da Geração Z?

Se ainda estamos tentando entender a geração dos Millennials (Geração Y), dos nascidos entre 1980 e 1994, chamo a atenção de vocês para a Geração Z, dos nascidos entre 1995 e 2015, e que hoje representam em torno de 25% da população mundial. No Brasil, são aproximadamente 30%, ou seja, 30 milhões de brasileiras e brasileiros pertencem a essa geração.

As empresas devem se antenar em como se comportam as pessoas que nasceram a partir dos cinco últimos anos do século passado, elas estão consumindo e são completamente diferentes das gerações anteriores. São de fato, os transformadores da forma de consumir, de compartilhar a cultura, de trabalhar e de influenciar.

São os nativos, que ainda davam os seus primeiros passos quando a Google foi criada em 1998, e hoje, são os principais produtores e consumidores de conteúdo em diversos sites e plataformas, no qual o grupo agrega. São consumidores engajados em grandes causas sociais, como o combate à pobreza, racismo, homofobia, ou seja, não colocam ‘filtros’ nas defesas de suas causas, eles a realizam, e não apenas digitalmente. São mais práticos e influenciam todo um ecossistema para caminhar ao seu lado.

É importante entendermos os consumidores por suas gerações: temos de início os Baby Boomers que são os nascidos entre 1944 e 1964, a Geração X, dos nascidos entre 1965 e 1979, e os Millennials (Geração Y), nascidos entre 1980 e 1994.

Estamos vivendo uma realidade compartilhada, bem longe dos ensejos dos Baby Boomers e da Geração X, que buscavam a meritocracia como conceito de vida: a casa própria, a família Doriana, aquela hospedagem em um resort em Salvador e o carro era o status do sucesso profissional. Hoje, temos a Uber, o Airbnb e a propriedade compartilhada. A geração Z tem a consciência que ela não é apenas cidadã de seu país, ela é cidadã do mundo.

Nesse contexto, vemos pessoas simples tornando-se influenciadoras, ocupando o espaço que outrora era da propaganda. Em um mundo tão complexo, perigoso e confuso, o simples passa a ser uma ferramenta poderosa de comunicação. Na semana passada, por exemplo, minha filha de nove anos que tem 124 mil seguidores no Tik Tok – em sua maioria crianças – estava me explicando como funciona a timeline da ferramenta, e como ela produz seus vídeos para ganhar destaque.

O Marketing se estrutura em meio as suas estratégias, pelo contexto. É o momento de entendemos como a Geração Z, por meio de seus influenciadores, passa a nos ensinar uma lição importante: tudo é possível com persistência. Mas para isso, tais profissionais também devem desenvolver as suas competências digitais.

* Elizeu Barroso Alves é coordenador dos Cursos de Gestão Comercial e Varejo Digital do Centro Universitário Internacional Uninter.

Fonte: Pg1 Comunicação



Governo Federal lança plano de testagem em seis cidades brasileiras

Até o fim do ano, serão distribuídos 60 milhões de testes.

Governo Federal lança plano de testagem em seis cidades brasileiras

Estradas mineiras receberão 598 novos radares de velocidade

Implantação de novos equipamentos em trechos sob responsabilidade do DER-MG ocorrerá de forma gradativa e com ampla divulgação.

Estradas mineiras receberão 598 novos radares de velocidade

Pecuarista de Minas Gerais recebe prêmio por silagem de alta qualidade

Desafio – Qualidade de Silagem Premium, realizado pela Sementes Biomatrix, reconhece os melhores produtores.

Pecuarista de Minas Gerais recebe prêmio por silagem de alta qualidade

BTG Pactual traz executivos do mercado em preparação para abertura de filial em BH

Time com vasta experiência em alta renda e Private vai liderar escritório de assessoria de investimento na capital mineira.



Ruas tomadas de alegria

Lembro-me bem quando tudo começou. Foi minha primeira eleição, para governador, em 1982.

Ruas tomadas de alegria

Cesta básica sobe em 13 das 17 capitais pesquisadas

Cesta mais cara é a de Porto Alegre, que custa R$ 664,67.

Cesta básica sobe em 13 das 17 capitais pesquisadas

Governo de Minas publica edital para concessão do Mineirinho

Empresa vencedora deverá promover reforma completa do imóvel e investir R$ 41 milhões nos dois primeiros anos de operação.

Governo de Minas publica edital para concessão do Mineirinho

Norte e Nordeste são regiões com maior insegurança alimentar, aponta estudo

Enani 2019 mostra que 47,1% das famílias brasileiras com crianças menores de 5 anos de idade vivem com algum grau de insegurança alimentar.

Norte e Nordeste são regiões com maior insegurança alimentar, aponta estudo

Porque o povo rejeita a política e os políticos

Os mal-acostumados querem voltar aos tempos fáceis.

Porque o povo rejeita a política e os políticos

Manifesto em defesa da democracia é lançado em BH

Nomes como Salim Mattar, Modesto Araújo e Cledorvino Belini se reúnem em documento que será entregue a autoridades.

Manifesto em defesa da democracia é lançado em BH

A retomada dos eventos-teste como um possível início do pós-pandemia

Como se adaptar e fornecer os melhores produtos e soluções frente a um cenário.

A retomada dos eventos-teste como um possível início do pós-pandemia