Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Quem vai pagar a conta dos erros da pandemia?

Quem vai pagar a conta dos erros da pandemia?

21/01/2021 Cássio Faeddo

Negação da ciência e comportamento dos agentes públicos na condução da pandemia que já matou mais de 200.000 brasileiros.

Quem vai pagar a conta dos erros da pandemia?

Atravessamos há mais de 1 ano um dos piores momentos da história da humanidade, um vírus parou o mundo e a recente catástrofe em Manaus, no Brasil, recoloca em pauta a discussão sobre quem vai responder pela sequência de erros e omissões na gestão da pandemia em nosso país.

Minimizar o risco, divulgar notícias falsas, sabotar medidas de prevenção, como distanciamento e uso de máscara, indicação de tratamento precoce, uso de medicamentos sem eficácia demonstrada, desestimular a vacinação, falta de oxigênio nos hospitais, como podemos enquadrar essas condutas de agentes públicos no nosso ordenamento jurídico?

O advogado Cassio Faeddo, professor e mestre em direitos fundamentais, afirma que já existem 2 formas de enquadramento dessas condutas, uma por crime comum e outra por crime de responsabilidade.

“Nos crimes comuns o Código Penal estabelece que algumas condutas dizem respeito a expor a risco a vida de outras pessoas ou em tempos de pandemia não tomar as medidas necessárias voltadas a prevenção dessa situação. O artigo 132 traz a seguinte redação, “expor a vida ou a saúde de outrem a perigo direto e eminente”, diz o advogado, e continua “no artigo 268 o código destaca como crime infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa”.

Os crimes comuns são de índole penal e tem como sanção a pena privativa de liberdade (detenção ou reclusão) e/ou multa. Quando o agente que age em desconformidade é um agente público (Presidente da República, governadores, prefeitos, secretários de estado) pode também ser enquadrado no crime de responsabilidade, regulado pela lei especial nº 1.079/50.

Os crimes de responsabilidade são passíveis da pena de perda do cargo do agente público e a consequente inabilitação para o exercício de qualquer função pública

“Para o crime comum caberá ao Procurador Geral da República dar andamento. Se o Supremo Tribunal Federal acatar a denúncia, na Câmara dos Deputados deverá ter aprovação de 342 deputados, e posterior julgamento pelo Senado, sob o comando do presidente do Supremo Tribunal Federal. Para os crimes de responsabilidade, quem dará prosseguimento será o Presidente da Câmara, e, aprovado por 342 dos 513 deputados, o processo seguirá para julgamento no Senado, presidido pelo presidente do Supremo Tribunal Federal”, diz Faeddo.

“A abertura do comércio levou ao aumento do número de casos e ao colapso do sistema de saúde em Manaus, a falta de medicamentos e de insumos necessários aos hospitais era previsível com o aumento no número de casos”, enfatiza o advogado.

“Ao assumir o risco pelo colapso tendo liberado a abertura do comércio, é muito grave que ninguém seja responsabilizado e o direito tem ferramentas para que respondam por esse risco. O que não sabemos é se os responsáveis serão punidos, o momento é grave e nossos políticos da Câmara dos Deputados não tem se demonstrado favoráveis à verificação dos vários pedidos de impeachment e de responsabilização. No caso de Trump, nos EUA, por exemplo, certamente teremos vários processos judicias mesmo com o fim de seu mandato, de crimes relacionados à pandemia e as ameaças à democracia. Aqui no Brasil vamos ficar atentos para que não saiam sem pagar a conta; as vidas não teremos de volta”, finaliza o especialista.

* Cássio Faeddo - Sócio Diretor da Faeddo Sociedade de Advogados. Mestre em Direitos Fundamentais pelo UNIFIEO.  Professor de Direito. MBA em Relações Internacionais/FGV-SP

Fonte: Máxima Assessoria de Imprensa



Inovação: Seguro sob demanda já é realidade entre os brasileiros, entenda!

O modelo de negociação pode variar a depender da necessidade do contratante do benefício.

Inovação: Seguro sob demanda já é realidade entre os brasileiros, entenda!

Barateamento de combustível gera economia direta de R$ 5 bi a famílias brasileiras

Combustíveis representam cerca de 7% do gasto médio agregado mensal de todos os brasileiros.

Barateamento de combustível gera economia direta de R$ 5 bi a famílias brasileiras

Chelsea está interessado em Endrick

Segundo o jornalista Jorge Nicola, o Chelsea já teria falado em São Paulo com parentes, parceiros e agente de Endrick, o jovem de 16 anos que joga no Palmeiras.

Chelsea está interessado em Endrick

Brasil registra deflação de 0,68% em julho, menor taxa da série histórica

Queda na inflação oficial foi puxada pela redução nos combustíveis.

Brasil registra deflação de 0,68% em julho, menor taxa da série histórica

LBV leva alimento e esperança para famílias vulneráveis

Um levantamento divulgado por diversos veículos de comunicação apresentou dado alarmante: o número de brasileiros sem ter o que comer quase dobrou em 2 anos de pandemia.

LBV leva alimento e esperança para famílias vulneráveis

Inflação muda comportamento dos brasileiros, mostra pesquisa

Uma em cada quatro pessoas não paga todas as contas no mês.

Inflação muda comportamento dos brasileiros, mostra pesquisa

Eleições 2022 mantêm maioria do eleitorado feminina, com 53%

Mesmo com voto facultativo, há 87,4 mil eleitoras com mais de 100 anos no país.

Eleições 2022 mantêm maioria do eleitorado feminina, com 53%

Maior Pietá do mundo é inaugurada na Catedral Cristo Rei, em Belo Horizonte

A escultura fica nas imediações da igreja que é o último projeto de Niemeyer para a capital.

Maior Pietá do mundo é inaugurada na Catedral Cristo Rei, em Belo Horizonte

Poupança tem recorde de resgates para julho

Caderneta registrou saída líquida de R$ 12,7 bilhões no mês, revertendo o saldo de R$ 6,4 bilhões de julho de 2021

Poupança tem recorde de resgates para julho

Brasil fechou quase 800 bibliotecas públicas em cinco anos

O número de municípios com bibliotecas públicas também caiu.

Brasil fechou quase 800 bibliotecas públicas em cinco anos

A inflação pode ser um aliado

Afinal de contas, a inflação é um inimigo ou um aliado da economia?

A inflação pode ser um aliado

Declaração do IR retida na Malha Fina: o que fazer?

Nenhum contribuinte deseja ter sua declaração retida na malha fina.

Declaração do IR retida na Malha Fina: o que fazer?