Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Dicas para quem vai fazer a declaração do IR pela primeira vez

Dicas para quem vai fazer a declaração do IR pela primeira vez

05/03/2020 Divulgação

Especialista aponta quais são os cuidados que os contribuintes devem tomar na hora de preencher o documento.

Dicas para quem vai fazer a declaração do IR pela primeira vez

Começou no dia 2 de março o período de entrega da declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física 2020 (referente ao ano-base 2019). O prazo para entrega do documento termina às 23h59 do dia 30 de abril. De acordo com a Receita Federal, aproximadamente 32 milhões de contribuintes deverão fazer a declaração neste ano.

Quem vai pagar o imposto pela primeira vez costuma ter muitas dúvidas sobre o que é o IR e qual a maneira correta de fazer a declaração. Carlos Terceiro, CEO e fundador do Mobills, aplicativo completo para gestão de finanças pessoais, explica que o Imposto de Renda é o valor descontado pelo Governo Federal do rendimento anual do trabalhador ou da empresa. Aqui no Brasil, o órgão responsável por todas as questões relativas ao IR é a Receita Federal. Aquele que for obrigado a declarar e não entregar o documento no prazo estipulado está sujeito à multa de no mínimo R﹩ 165,74 e de até 20% do imposto devido.

Confira abaixo as dicas do especialista para declarar o imposto no tempo correto e sem erros (evitando cair na temida Malha Fina):

Quem deve declarar Imposto de Renda

- O contribuinte que recebeu rendimentos tributáveis acima de R﹩ 28.559,70 no ano passado (salário, aposentadoria ou aluguéis, por exemplo);

- Os contribuintes que receberam rendimentos isentos, não-tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma tenha sido superior a R﹩ 40 mil em 2019 (como indenização trabalhista ou rendimento de poupança);

- Os cidadãos que possuíam, em 31 de dezembro, posse ou propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R﹩ 300.000,00 são obrigados a enviar a declaração, assim como os que passaram à condição de residente no Brasil em qualquer mês do ano passado e estavam nesta condição na data;

- Quem obteve, em qualquer mês de 2019, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas;

- No caso de imóveis, está obrigado quem optou pela isenção do imposto sobre a renda incidente sobre o ganho que obteve na venda do bem e utilizou o dinheiro para comprar outro imóvel residencial no País no prazo de 180 dias contados da celebração do contrato de venda;

- Além dos casos anteriores, também devem prestar contas aqueles que obtiveram, em atividade rural (agricultura, por exemplo), receita bruta em valor superior a R﹩ 142.798,50 ou que pretendam compensar prejuízos de 2019 ou de anos posteriores.

O que deduzir no Imposto de Renda
Quem gastou com saúde, educação e escola ou tem dependentes pode diminuir o imposto a pagar.

Confira os valores dos descontos:

- Dedução por dependente: R﹩ 2.275,08, sem limite no número de dependentes;
- Despesas com educação por dependente ou com educação própria: R﹩ 3.561,50 (por pessoa anualmente);
- Despesas com saúde: não há limite.

Erros mais comuns:

- Lançar valores de rendimentos tributados exclusivamente na fonte na ficha de rendimentos tributados;
- Não preencher a ficha de ganhos de capital no caso de alienações de bens e direitos;
 Não relacionar nas fichas de rendimentos tributáveis, não tributáveis e exclusivos na fonte valores referentes a dependentes de sua declaração;
- Não relacionar nas fichas de bens e direitos, dívidas e ônus, ganho de capital e renda variável valores referentes a dependentes de sua declaração;
- Não relacionar valores de aluguéis recebidos de pessoa física na ficha de recebimento de pessoa física.

Fonte: Mobills



Caixa libera consulta a saque emergencial do FGTS em aplicativo

Também começa prazo para informar que não deseja receber valores.


Prazo de pagamento de PIS/Pasep e Cofins é prorrogado

Decisão foi tomada devido à pandemia do novo coronavírus.

Prazo de pagamento de PIS/Pasep e Cofins é prorrogado

Sesc e Ação da Cidadania criam a maior iniciativa de distribuição de alimentos da América Latina

As duas maiores redes de solidariedade e combate a fome estão juntas para auxiliar a população mais impactada pela pandemia do Covid-19


Correios serão opção para fazer cadastro para auxílio emergencial

Ministério lança canal para registro de denúncias trabalhistas

Nova ferramenta registrará denúncias trabalhistas no portal Gov.br.

Ministério lança canal para registro de denúncias trabalhistas

Consultas a intimações por dívidas não pagas podem ser feitas pela internet

Site disponibiliza lista de pessoas ou empresas que estão sendo cobradas extrajudicialmente para negociar ou quitar um débito em aberto.


Correios lançam soluções para envio eletrônico de correspondências

Os serviços são a Entrega Digital, o AR Eletrônico e o e-Carta Fácil.

Correios lançam soluções para envio eletrônico de correspondências

Receita explica como pedir regularização de CPF por e-mail

Procura pelo serviço aumentou, após anúncio de auxílio emergencial.

Receita explica como pedir regularização de CPF por e-mail

Caixa começa a pagar saque-aniversário do FGTS

Trabalhadores nascidos em janeiro e fevereiro receberão dinheiro.

Caixa começa a pagar saque-aniversário do FGTS

Caixa e Banco do Brasil passam a operar em horário reduzido

Agências terão horário reduzido devido ao coronavírus,

Caixa e Banco do Brasil passam a operar em horário reduzido

Governo suspende por 120 dias bloqueio de pagamento de benefícios

Benefício de Prestação Continuada é um recurso destinado a pessoas com deficiência ou acima de 65 anos que tenham renda familiar per capita de até um quarto de salário mínimo.


Feirão da Serasa renegocia dívidas com desconto de até 98%

Negociações poderão ser feitas até o dia 31 de março.

Feirão da Serasa renegocia dívidas com desconto de até 98%